Percy Jackson Olympian Alliance

Ella procura a pedra de Ártemis

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ella procura a pedra de Ártemis

Mensagem por Apolo em Seg Nov 11, 2013 7:46 am


A floresta esquisita








Ella foi jogada do Olimpo numa velocidade enorme. A cintura dela ardia por conta das mãos de Apolo, que eram quentes demais. A garota gritou e foi voando até cair no meio de algumas árvores... ou melhor, no meio de uma floresta. Ela se arranhou inteira e fez alguns cortes no rosto.

Ficou desacordada por alguns minutos, mas se levantou rapidamente, num susto. Não lembrava muito bem o que deveria fazer, pois tinha acabado de voltar de um desmaio. Sua cabeça doía muito e algumas gotinhas de sangue escorriam de seu rosto e braço.

-Ai... - Disse a garota, tirando todos os seus casacos e roupas de frio. O calor naquele lugar era horrível. Ficou apenas com uma camiseta de manga curta e uma calça. Usou um dos casacos para limpar o sangue do rosto.

Ela se levantou com algum esforço e olhou ao seu redor. Ouviu sons dos mais diferentes animais passando ao redor dela e sentiu medo, mas logo se recompôs. Viu que estava sem suas armas, mas olhou no chão e encontrou um papel ao lado de um arco e uma aljava cheia de flechas.

"Ande pela floresta, a pedra está dentro de algum dos animais. Caçe-os usando o arco e a aljava prateados e poderá consegui-la. Seja rápida, semideusa.

Assinado,
Apolo."

Ela não recebeu um mapa, como Apolo prometera. Teria que fazer aquilo sozinha...

Regras:
-Você tem até 10h45 do dia 13/11/2013 pra postar.
-Narre desde o momento em que foi lançada da mansão.
-Pegue o arco e a aljava e saia andando pela floresta, mate o primeiro animal que ver. Lembre-se que está na Austrália e as criaturas mais bizarras e as criaturas mais bonitas querem te matar. (Aranhas, peixes, animais...)
-Seja descritiva.
-Poderes dos filhos de Ares até o nível 2. O que você ganhar atemporalmente não conta.
-Boa sorte, me surpreenda!


thanks mseller @



Última edição por Apolo em Qua Nov 13, 2013 12:55 pm, editado 2 vez(es)

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Apolo



Deus do sol, da medicina, da música, da perfeição... ♫ Chato bagarai ♫  Dono do fórum ♫  Hot 8)

Credits: @ Polo
avatar
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 630
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 27
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
99999/99999  (99999/99999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://pjoalliancebr.forumeiros.com.pt/  -qq

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ella procura a pedra de Ártemis

Mensagem por Ella S. Lanfort em Ter Nov 12, 2013 4:05 pm

Uma Caça?!
... então que venha as presas...
...


 Por Zeus, aquilo só podia ser uma brincadeira de muito mal gosto por parte do deus “pisca-pisca de natal”, ninguém em sã consciência iria desmembrar o único grupo de semideuses que tiveram coragem de subir até o Olimpo quase rogando por uma simples ajuda, porém, a única coisa que tínhamos conseguido até agora era menos dois companheiros além de estarmos prestes a ser jogados de uma altura inestimável para termos como destino um lugar ainda desconhecido, onde iriamos estar separados e tudo isso para que? Para procurar fragmentos de pedras!
Já estava bem visível meu péssimo humor e aquela situação não melhorava em nada as coisas, eu desejava de toda minha alma caminhar até Apolo e lhe dar um belos tapa seguidos por sacudidas enquanto gritava 'Você esta louco!', tudo seria tão mais fácil se ele usasse o seu famoso “poder” e descongelasse nosso acampamento para que eu finalmente pudesse voltar a minha rotina, mas não me permiti fazer tal ato e simplesmente me mantive de cara fechada evitando ao máximo escutar informações e historinhas desnecessárias enquanto, um por um, meus companheiros eram arremessados do Olimpo. James mantinha o mesmo temperamento esquentado não importando com quem fosse e por incrível que se pareça desafiou o deus que em resposta lhe desmaiou, meus olhos se cerram  ao se depararem com a ação, quase colei os pés no chão para não voar no pescoço do mesmo; Não sei porque (mentira), mas eu não conseguia gostar daquele deus.
Finalmente minha vez havia chegado, não estava nem um pouco animada para aquilo, aliás, quem ficaria animado estando prestes a ser jogado como se fosse um simples objeto e que iria cair e cair até encontrar o duro solo para em seguida ficar sem imaginar onde esta e tudo isso por uma pedra ? Tudo que podia fazer era caminhar em passos precisos até parar logo a frente de Apolo, cruzei os braços em uma altura pouco mais abaixo dos seios e encarei a divindade com os olhos faiscando... Em menos de um minuto já me encontrava no ar, meus pés buscavam por algo solido para se apoiarem enquanto minhas mãos seguravam os bolsos da jaqueta que vestia, o vento cortante fazia com que meus cabelos loiros ricocheteassem no meu rosto deixando o mesmo vermelho em algumas áreas.

Aaaaaah! Ainda estava caindo em meio ao desconhecido, minha cintura queimava no local onde Apolo havia apoiado as mãos ao me arremessar do Olimpo, mas aquilo não ficaria barato, pois não iria me esquecer daquilo e meu pai ficaria sabendo de tal ato ( vou contar pro meu paizinho u_u); É...vamos voltar há  queda. Por quanto tempo ficaria naquela situação era algo difícil de prever até que algo começou a me fazer cortes superficiais enquanto continuava caindo, ainda não havia identificado do que se tratava até o momento que uma folha adentrou por entre meus lábios fazendo com que cuspisse a mesma imediatamente, a partir dai conseguia saber que me encontrava possivelmente em uma floresta e que pelos galhos das árvores que causavam ferimentos ainda me encontrava na altura das copas das mesmas e então numa distância segura do chão dando tempo de me preparar par o impacto...Puft! Havia me enganado com minha real distância e tudo que consegui  era confirmar minha presença em uma floresta antes que meus olhos se fechassem subitamente.
Meus olhos se abriram rapidamente e na mesma velocidade me levantei limpando as mãos e prendendo os cabelos em um rabo de cavalo consideravelmente horrível e malfeito, mas aquilo dava para o gasto naquele momento, minha cabeça começara a latejar talvez por conta da pancada ou até mesmo pelo medo que percorreu minha espinha ao escutar sons vindos de trás das árvores que me cercavam...Não fique apavora! Honre o sangue que trás nas veia garota!...O medo ia se dissipando de modo rápido levando com ele a dor de cabeça que me atacara, agora conseguia sentir o calor que fazia naquele lugar, Por Zeus! Eu estava derretendo dentro daquelas jaquetas que me cobriam o corpo então sem demoras retirei uma por uma ficando assim somente com a blusa e a calça que agora se encontra rasgada em vários locais, levei as mãos até o rosto e percebi que a mesma se manchara de sangue, havia um corte do lado direito de minha face e o sangue escorria freneticamente do mesmo, era preciso ao menos pressiona-lo para que não escorresse por mais tempo então com um dos casacos que havia retirado limpei a ferida e pressionei a mesma por alguns minutos e só voltei a jogar a peça para longe após ter contigo o ferimento por completo. Não precisava mais me preocupar com o sangue, mas teria quem me lembrar sobre o que devia fazer, olhei em volta até me deparar com um arco e aljava ao chão próximos aos meus pés, peguei os mesmo em mãos e percebi que não se tratavam das minhas próprias armas, mas da mesma forma prendi a aljava ao lado esquerdo e recolhi do chão um pedaço de papel que dizia:

"Ande pela floresta, a pedra está dentro de algum dos animais. Caçe-os usando o arco e a aljava prateados e poderá consegui-la. Seja rápida, semideusa.

Assinado,
Apolo."

Eu estava me recordando de tudo e a voz de Apolo dizendo que iriamos receber mapas que seriam de bom uso ecoava por minha cabeça, comecei a procurar o tal mapa pelo chão na área onde havia caído, ele devia estar em algum lugar. Procurei e procurei, mas nada encontrei, aquele deus de meia tigela não estava mesmo afim de ajudar, como ele pode me negar um mapa?! Mas tudo bem, eu iria conseguir me virar sozinha...como sempre.
Comecei a caminhar pela floresta já com o arco armado para atacar, aquilo ali estava cheio de animais como qualquer floresta e eu precisava achar um bendita pedra dentro de um deles, isso não seria uma tarefa muito fácil, mas precisava ser feita. Continuei caminhando fazendo o minimo de barulho possível até se deparar com com um ornitorrinco (udo bem que não era o melhor animal para começar, mas era o que tinha para o momento) fiquei parada, ele ainda não havia notado minha presença então teria que ser rápida, com o arco já armado mirei o máximo que podia e atirei, ah como aquilo era prazeroso, mas a parte nojenta estava próxima.
Caminhei até o animal e ma ajoelhei próximo do mesmo:
- Aaah Apolo seu filho de uma ...

thanks tess
avatar
Ella S. Lanfort
Filhos De Ares
Filhos De Ares

Mensagens : 21
Data de inscrição : 10/07/2013
Idade : 23
Localização : Acampamento

Ficha Meio-Sangue
Nível: 3
HP:
64/110  (64/110)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ella procura a pedra de Ártemis

Mensagem por Apolo em Qua Nov 13, 2013 11:27 am


Uma caçada...








A garota usou a flecha para abrir o ornitorrinco, o sangue escorreu numa poça. Ella deveria ter achado aquilo nojento e desistido de fazer aquilo, ficaria presa naquela floresta para sempre. Mas a garota era uma filha de Ares! Imaginou que aquele sangue escorrendo era uma morte causada por ela numa guerra contra Despina.

Com esse pensamento em mente, os erviço já não parecia mais tão nojento. Como era de se esperar, não havia nada dentro do ornitorrinco a não ser carne e ossos. Aliás... havia algo. Também tinha um pedaço de papel com uma letra grafada nele em tinta dourada... um "K"

Ella não sabia o que aquilo queria dizer, mas decidiu pegar a letra e guardá-la em seu bolso, a única coisa que ela tinha certeza é que aquele papel era mais uma invenção de Apolo.

O arco dela caiu no chão e quebrou em sete pedaços, antes que ela pudesse reclamar, a arma começou a se remontar, agora se transformando num novo tipo de artefato... uma lança. A garota pegou a arma, havia um novo papel (Uau! Essa jornada dependia muito de papéis) dizendo que o próximo animal deveria ser caçado com aquela arma.

Ella continuou sua jornada pela floresta, até ouvir um barulho de água. Os ornitorrincos tem hábitos noturnos, já eram três da tarde, então ela pode ter matado um doce animalzinho que fugia de sua casa... em um rio! Ela seguiu o barulho da água até as árvores acabarem e viu que não era apenas um rio correndo pela floresta... o rio era muito grande!

A garota sentiu que devia seguir aquele curso para encontrar mais uma letra. Havia uma jangada de madeira jogada nas margens do rio... não era muito segura, mas era o melhor que um semideus poderia ter de graça. Havia também um remo abandonado há tanto tempo que havia lodo em cima dele.

Usando a força natural dos filhos de Ares, Ella empurrou a jangada no rio e armou a vela de um jeito não muito certo, mas era o que dava pra fazer naquelas condições. Pegou o remo enlodado e subiu em sua embarcação, levando a lança às costas.

Quando estava quase chegando à outra margem, a garota levou um susto. Um enorme crocodilo remexeu-se embaixo de sua condução e conseguiu subir nela. Era hora de caçar...

Regras:
-Você tem até 14h10 do dia 13/11/2013 pra postar.
-Pode narrar o post todo ou a partir do momento que encontra o rio.
-Lute com o crocodilo, mas seja coerente. Lembre-se que é um dos animais mais perigosos do mundo.
-Seja descritiva.
-Poderes dos filhos de Ares até o nível 2. O que você ganhar atemporalmente não conta.
-Boa sorte, me surpreenda!


thanks mseller @


-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Apolo



Deus do sol, da medicina, da música, da perfeição... ♫ Chato bagarai ♫  Dono do fórum ♫  Hot 8)

Credits: @ Polo
avatar
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 630
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 27
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
99999/99999  (99999/99999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://pjoalliancebr.forumeiros.com.pt/  -qq

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ella procura a pedra de Ártemis

Mensagem por Ella S. Lanfort em Qui Nov 14, 2013 3:16 pm

Uma letra, um rio e um crocodilo
... A cada minuto que passa começo a pensar que os deuses estão realmente querendo me levar à morte...
...

Meus pés estavam começando a ter formigamentos e caibras por conta do tempo imenso de caminhada, eu realmente queria poder parar, sentar e descansar um pouco, mas se parasse era a mesma coisa que pedir para que aquela experiencia de caçar animais numa floresta onde nem mesmo não sabia onde se localizava se tornasse cada vez mais longa e isso era o que menos desejava naquele momento. A lança estava presa em minhas costas fazendo com que sentisse um pequeno desconforto... Sim uma lança! Foi extremamente tosco ver o arco ser destruído por mágica e dar origem aquela lança, mas aquilo não me dera irritava tanto quanto a frustração que algum tempo depois, após a destruição do arco, havia sentido além da nojeira que fui obrigada a fazer para ao final encontrar apenas um pedaço de papel com um simples letra “K” que eu não fazia ideia de o que ela poderia representar, porém, optei por guarda-lo junto ao bolso frontal da calça que estava vestindo por mais nojento fosse aquilo já que o papel estava todo sujo de restos mortais do animal.
Por mais que não desejasse continuei andando sem rumo até escutar barulho do fluxo de água não muito longe de onde me encontrava, finalmente as coisas estavam começando a melhorar pois provavelmente se tratava de um rio e finalmente poderia matar a sede que me dominava e possivelmente atravessar para um outro lado da floresta, estralei as costas com cuidado e em seguida o pescoço como de costume enquanto um suspiro de alivio me subia pela garganta,com a boa audição que acabei por herdar de minha mãe ( Aaah se aquela velha me visse hoje em dia iria se arrepender muito do que já me fez) me coloquei a seguir o barulho da água a fim de chegar até sua fonte, caminhei lentamente por conta das dores nos pés, mas mantive a atenção para não ser surpreendida por nem um animal indesejável, a cada passo que dava o barulho ficava mais próximo fazendo com que minha ansiedade se tornasse maior assim como minha reza para que os deuses não estivessem me pregando uma peça qualquer. Depois de meia hora de caminhada seguindo apenas o barulho consegui encontrar o rio após o final das árvores... Não era apenas um rio, era O Rio! Ele se estendia por uma distância ainda sem proporção, mas que aparentemente se tratava de um trajeto bem longo para ser atravessado ao nado, porém, eu precisava dar um jeito de atravessa-lo.
Olhei em minha volta e avistei uma pequena jangada parada nas margens do rio, não fazia a minima ideia de como ela havia parado ali, mas seria de muito bom uso já que minha disposição para nadar se encontrava muito baixa e remar seria prazeroso além de permitir que meus pés tivessem um descanso mais do que merecido, caminhei até a jangada e fiz um pequena avaliação pois não desejava afundar antes de chegar ao outro lado, talvez não fosse a melhor opção há ser escolhida, mas era o que estava disponível para uso naquele momento.

Em poucos minutos havia conseguido colocar a precária embarcação nas águas com grande facilidade, aliás, eu sou filha de Ares não é mesmo?! Armar a vela não foi uma tarefa tão fácil quanto a anterior já que o estado de conservação da mesma era deplorável e dava a impressão de que qualquer vento forte lhe rasgaria em pedaços ou se fosse tentado fazer uma amarração “elaborada” ( como se eu realmente iria fazer algo elaborado) lhe danificaria mais ainda então mexi na mesma o menos possível para não piorar a situação, subi na jangada sem dificuldade e com a ajuda do remo que estava em minha disposição me coloquei a remar ajudando a colocar a embarcação em movimento. Parei de remar permitindo que a jangada deslizasse pelas águas do rio por conta própria, a travessia não seria muito longa, porém, também não seria feita em pouquíssimos minutos e esse era um bom momento para descansar um pouco, tirei a lança das costas e coloquei a mesma ao meu lado enquanto retirava meus tênis permitindo que meus pés relaxassem com a brisa fria que se fazia presente, me ajoelhei com cuidado próxima a beirada da embarcação para que conseguisse tomar um gole de água, sabia bem que não era limpa com as águas do acampamento mas era o que tinha para o momento e servia bem para matar a cede que sentia.

Finalmente estava chegando até o outro lado no rio e meu descanso chegaria ao fim, coloquei os tênis rapidamente, tomei a lança em mão e me mantive em pé perto do mastro onde a vela se encontrava presa, não era muito confiável apoiar no mesmo, mas não evitei pois meu corpo se encontrava um pouco dolorido tanto por conta da queda de horas antes tanto pela caminhada. Subitamente a jangada balanço de modo estranho, algo estava se movendo por baixo de mim, comecei a torcer para chegar mais rápido até a outra margem mais não adiantou, tomei um grande susto no momento em que um crocodilo de grande porte subiu na embarcação fazendo com que a mesma se balançasse mais ainda e com que me segurasse com força no mastro para não cair na água. Estava na hora de uma boa briga, se é que podemos chamar uma luta contra um animal de luta, ainda não sabia se seria algo fácil, mas o bicho me encarava com a mandígula entre aberta deixando à mostra os dentes afiados enfileirados de forma desproporcional, um arrepio percorreu minha espinha fazendo com que minha atenção se tornasse maior...Aah! O animal se colocou a “correr” em minha direção e abocanhou com força, mas por uma sorte imensa consegui pular para o lado antes que o ataque fosse deferido em mim, porém, fui obrigada a dar adeus ao mastro que com a bocado do crocodilo se colocou ao chão da jangada e destruindo a vela, eu seria obrigada a mata-lo para minha própria sobrevivência.

Apertei a lança com força na mão direita, observei o animal se remexer e voltar  com o focinho para mim, eu não sabia muito sobre aquele tipo de animal isso me deixava em desvantagem pois teria de ataca-lo sem saber se existia um ponto fraco como o calcanhar de Aquiles, fixei meus olhos no réptil e dei algumas estocadas com a lança em direção ao animal fazendo ele recuar alguns centímetros para trás e em resposta recebi um balanço que me fez cair...Droga! O crocodilo corria e saltou sobre mim, o peso dele praticamente me esmagava, mas o pior estava por vir, ele deu uma abocanhada rápida em direção a minha cabeça mas que com um bom reflexo consegui colocar a lança no caminho fazendo com que ficasse presa entre os dentes do animal impossibilitando que completasse a mordida, aproveitei a situação com uma mão em cada extremidade da lança joguei o mesmo ao lado fazendo com que ele saísse de cima de mim permitindo que me levantasse. Corri para o outro lado da jangada abandonando a lança, ela iria me fazer falta, mas ainda preferia me manter inteira à uma lança. Respirei fundo e mentalizei um escudo e uma espada que rapidamente apareceram em minhas mãos[Poder Ativo – O Chamado - iniciante], o crocodilo conseguiu cerrar as mandígulas quebrando a lança em duas( Pisca-pisca irá me matar depois...isso se conseguir sair viva daqui) e efetuou um ataque rasteiro com a calda que consegui esquivar com um salto rápido e após com um golpe vertical da espada choquei a lamina com a pele do animal, como imaginava não seria fácil perfura-la de cima e como me recordava de uma aula de Biologia que havia tido, antes de mudar para o acampamento, seria mais fácil fazer o ataque por baixo, pensei em entrar na água e atacar por baixo da jangada, mas seria pior pois ele me seguiria e estaria em vantagem maior sobre mim. Deixei que ele viesse até mim novamente para que eu corresse até o outro lado da embarcação onde havia deixado o remo e que estava mais escorregadio por conta do lodo, eu teria de cair novamente, talvez piorasse minha situação, mas eu iria tentar. Como antes o animal se remexeu fazendo com que fosse ao chão então de modo rápido coloquei a espada  ao lado no momento que o bicho se colocou sobre mim utilizei o escudo para me defender e derruba-lo de barriga para cima, na mesma velocidade empunhei a espada e deferi uma estocada funda na altura do estomago e cortei fora-a-fora. Minha respiração estava forte por conta do êxtase do momento, fiquei de pé e retirei a espada do cadáver e a mesma, assim como o escudo, sumiram como fumaça...Olha, chegamos até a outra margem!

Poderes:
O Chamado - iniciante: Se alguma batalha o pegar desprevenido e o filho de Ares não estiver armado, ele consegue invocar uma arma de defesa e uma de ataque, ambas de pequeno porte. [5 MP]

thanks tess
avatar
Ella S. Lanfort
Filhos De Ares
Filhos De Ares

Mensagens : 21
Data de inscrição : 10/07/2013
Idade : 23
Localização : Acampamento

Ficha Meio-Sangue
Nível: 3
HP:
64/110  (64/110)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ella procura a pedra de Ártemis

Mensagem por Apolo em Sex Nov 15, 2013 9:32 am


Ops...








Ella se arrependeu de não ler papéis, depois de supostamente matar o crocodilo, ela desceu na outra margem e encontrou a lança inteira. Dessa vez, o chão estava riscado com os dizeres "Pare de ser cega! Mate o bicho com a lança!". Ella se abaixou e pegou a arma, sem acreditar em como ela estava inteira e de volta ao chão.

Sem demora, ela olhou pra trás e viu apenas uma enorme boca tentar mordê-la, em desespero, ela pegou a lança e acertou contra o crocodilo, mas ele só ficou mais irritado...

Regras:
-Você tem até 12h30 do dia 17/11/2013 pra postar.
-Lute de novo com o crocodilo.
-Quando derrotá-lo, abra-o e procure outra pista. Será a letra "A".
-Seja descritiva.
-Poderes dos filhos de Ares até o nível 2. O que você ganhar atemporalmente não conta.
-Boa sorte, me surpreenda!


thanks mseller @


-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Apolo



Deus do sol, da medicina, da música, da perfeição... ♫ Chato bagarai ♫  Dono do fórum ♫  Hot 8)

Credits: @ Polo
avatar
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 630
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 27
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
99999/99999  (99999/99999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://pjoalliancebr.forumeiros.com.pt/  -qq

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ella procura a pedra de Ártemis

Mensagem por Ella S. Lanfort em Sex Nov 15, 2013 6:10 pm

Ah! Você novamente?!
...Sim, eles estão mesmo querendo que eu visite o submundo mais cedo...
...

 Finalmente terra firme, meu estomago estava começando a embrulhar no momento que me deparei com a lança que momentos antes o crocodilo havia destruído, ela estava inteira novamente como se fosse “mágica”, dei alguns passos ficando assim bem próxima da arma,me agachei e tomei a mesma em mãos tentando como aquilo havia realmente acontecido até que tomei por conta que aos meus pés algo se encontrava escrito... Cega?! Ora aquele deuzinho podia ao menos uma vez na imortalidade tratar as pessoas com bons modos( O que é que eu estou falando?). Com um simples movimento fiz com que meu pescoço estralasse permitindo que momentaneamente meu corpo ficasse um pouco mais relaxado, o recado no chão havia me avisado novamente me avisado do animal que agora eu tinha certeza de que não estava mais morto.

Me virei rapidamente e bem a tempo de me defender com a própria lança de uma abocanhada traiçoeira do crocodilo. Ele estava extremamente inquieto em relação a batalha anterior, parecia até mais forte do que antes e possivelmente estava com uma raiva incrível em relação a minha pessoa.  Segurei a lança em uma das mãos e dei alguns passos para trás mantendo uma distancia considerada boa entre mim e meu adversário, meus olhos agora tinha um brilho e o êxtase que tomara conta de meu corpo fluía, estava decidida a trucidar aquele bicho de uma vez por todas e não ficaria esperando ser atacada novamente por ele. Comecei dando algumas estocadas no animal que revidou com mordidas desorientadas que consegui desviar com exceto, como se estivesse enfeitiçado o crocodilo se colocou em minha direção com uma velocidade desigual a anterior e com um ataque deferido pela calda do mesmo me levou ao chão. Aaaah, isso de novo não! Uma vez no chão eu teria a oportunidade de mata-lo “novamente”, o animal tento me abocanhar algumas vezes enquanto, sem sucesso, tentava levantar-me, porém, ele mantinha minhas pernas presas com o rabo me impossibilitando, em uma bote previsível o animal conseguiu enroscar os dentes em minha camiseta e assim acabou por rasga-la a manga direita e um pedaço do colarinho... Era minha camiseta favorita. Com a mão desocupada armei o punho fechado e deferi um soco logo abaixo do papo do animal fazendo com que o mesmo retirasse a calda de minhas pernas, me coloquei de pé novamente de modo rápido e com um golpe certeiro da lança atravessei a a cabeça do meu adversário colocando um final naquilo tudo.

Retirei a lança da cabeça do bicho e virei o mesmo deixando sua barriga voltada para cima, agora viria a parte nojenta. Com a mesma lança rasguei a barriga do crocodilo fazendo com que as entranhas começassem a sair pelo corte, aquilo era realmente necessário e teria de fazer de modo rápido o suficiente para que não vomitasse em cima do cadáver exposto em minha frente. Depositei a lança só meu lado e me ajoelhei ficando assim bem próxima ao crocodilo morto, retirei minha aliança de compromisso e enfiei a mão dentro do animal. Isso é muito nojento! Comecei a remexer por dentro do bicho em busca de algo considerado um pista, retirei alguns órgãos para fora do corpo até finalmente encontrar um pequeno papel com a letra “A”, me levantei segurando o papel na mão suja e a lança na outra.
Eu só quero saber  no que  essas letras irão me ajudar...
thanks tess
avatar
Ella S. Lanfort
Filhos De Ares
Filhos De Ares

Mensagens : 21
Data de inscrição : 10/07/2013
Idade : 23
Localização : Acampamento

Ficha Meio-Sangue
Nível: 3
HP:
64/110  (64/110)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ella procura a pedra de Ártemis

Mensagem por Apolo em Dom Nov 17, 2013 10:56 am


A jornada segue








Assim que Ella conseguiu respirar fundo e liberar toda aquela tensão, a lança novamente se despedaçou. Seus pedaços viraram pó e depois se uniram, formando um novo objeto. Agora a filha de Ares tinha uma espada... extremamente afiada e com o cabo dourado e reluzente.

Agora a semideusa já sabia que o próximo animal deveria ser caçado usando aquela arma. Ela adentrou ainda mais na floresta, tentando secar o seu cabelo e suas roupas, mas sem nenhum sucesso. Quando ela chegou até uma clareira, seu próximo desafio apareceu.

Uma enorme cobra apareceu, devia ter uns quatro metros de comprimento... agora a garota estava ferrada. Sua única arma era a espada e ela já sabia que deveria abrir o bicho para encontrar uma nova pista.

Regras:
-Você tem até 13h55 do dia 19/11/2013 pra postar.
-Lute com a cobra.
-Quando derrotá-la, abra-a e procure outra pista. Será a letra "O".
-Seja descritiva.
-Poderes dos filhos de Ares até o nível 2. O que você ganhar atemporalmente não conta.
-Boa sorte, me surpreenda!


thanks mseller @


-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Apolo



Deus do sol, da medicina, da música, da perfeição... ♫ Chato bagarai ♫  Dono do fórum ♫  Hot 8)

Credits: @ Polo
avatar
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 630
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 27
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
99999/99999  (99999/99999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://pjoalliancebr.forumeiros.com.pt/  -qq

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ella procura a pedra de Ártemis

Mensagem por Apolo em Sex Nov 22, 2013 8:28 am

ELLA CORTADA DA TRAMA

-20 PONTOS DE RESPEITO ÀS REGRAS

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Apolo



Deus do sol, da medicina, da música, da perfeição... ♫ Chato bagarai ♫  Dono do fórum ♫  Hot 8)

Credits: @ Polo
avatar
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 630
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 27
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
99999/99999  (99999/99999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://pjoalliancebr.forumeiros.com.pt/  -qq

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ella procura a pedra de Ártemis

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum