Percy Jackson Olympian Alliance

Arena do acampamento

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Arena do acampamento

Mensagem por Apolo em Seg Nov 04, 2013 9:20 am



Bem vindos a nova arena do acampamento meio-sangue.

A Arena foi reformada depois de uma discussão entre os staffs, adotando um novo sistema de avaliação e treinos, peço que prestem muita atenção, do contrário será muito ruim pra vocês.

Agora teremos horários para cada tipo de treino. Os horários são válidos apenas em ON, portanto, não importa o horário em que faça sua postagem no horário OFF desde que descreva seu treino como sendo no horário desejado.

Aqui estão os horários:

Das 06h às 09h - Treino de armas de longa distância. (Alvos)
Das 09h ao 12h - Treino de combate aos monstros. (PvM)
Das 12h às 15h - Treino com bonecos. (Corpo a corpo)
Das 15h às 18h - Treino de armas de longa distância. (Alvos)
Das 18h às 21h - Treino de combate aos monstros (PvM)
Das 21h às 00h - Treino com bonecos (Corpo a corpo) [Deve passar pelas harpias]


Caso você não tenha a arma necessária para o treino, o acampamento tem espadas, arcos e flechas exclusivos para treinamentos que ficam guardados na arena e não devem ser levados com você para fora da arena. Para os pvm's só são permitidos monstros do bestiário.

O sistema de avaliação será diferente também, que será por pontuação. Abaixo uma explicação:

Esta é a tabela de avaliação;

Ortografia - 25/25
Coerência - 25/25
Criatividade - 25/25
Uso de armas e poderes - 25/25


Para treinos atemporais, o valor muda de 25 para 20.

Conforme o semideus não for bem nesses quesitos, ele vai perdendo os pontos. Vou dar um exemplo:

Meu primeiro treino

"Treino treino treino"



Avaliação:

Ortografia - 20/25 (Erros de pontuação)
Coerência - 25/25 (Parabéns!)
Criatividade - 15/25 (Treino "clichê")
Uso de armas/poderes - 18/25 (Usou o poder "tal" na hora errada)(Este quesito zera se você não colocar spoiler no fim)


Então o avaliador soma a XP ganha e dá a recompensa:

20+25+15+18 = 78XP

Não será mais recompensado em dracmas por treinar na arena. 

Lembrem-se de retirar o HP e MP do semideus, conforme o cansaço, ele perde HP e se usar poderes ativos, perde MP.

As regras habituais continuam.

-Somente um treino solo por dia.
-Coloque o spoiler no fim com os poderes e armas utilizados.

PJO Alliance
For their help and fun.
thanks juuub's @ cp!  


-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Apolo



Deus do sol, da medicina, da música, da perfeição... ♫ Chato bagarai ♫  Dono do fórum ♫  Hot 8)

Credits: @ Polo
avatar
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 630
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 27
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
99999/99999  (99999/99999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://pjoalliancebr.forumeiros.com.pt/  -qq

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Convidado em Seg Nov 04, 2013 6:54 pm



Primeiro Treino (Alvos)
Arena | Roupas u.u | Alvos
O início de manhã ainda trazia consigo o frio intenso da madrugada. Fazia poucos dias que eu havia chegado ao acampamento meio-sangue e todo aquele clima de calor e sol , foi obstruído por uma frente fria de congelar os ossos.
 
Fiquei alguns dias enfurnado no meu chalé, tenho poucos irmãos, pelo menos que eu veja aqui. A maior parte dos frequentadores do chalé de Pã, são os espíritos da natureza. Eles me falaram que os campos de morango e o lago de canoagem estavam congelados. Esta notícia realmente me deu novas forças para levantar da cama, me vestir, buscar minha arma e ir à arena treinar. Só assim eu poderia ficar mais forte e quem sabe ajudar meus novos amigos no combate dessa força que estava transformando tudo em gelo.
Saio do meu chalé com um casaco marrom, minha cor predileta, e com meu arco preso em minhas costas. O caminho me pareceu mais longo que o normal, poucos semideuses podiam ser vistos; a maioria provavelmente estava em seus respectivos chalés. Ou, como acabei de ver entrar na arena, eles podem estar treinando. Mas nem tanto é claro, eu já vim aqui uma vez e lembro de que muitos preferiam treinar com monstros.
Ainda assim foi difícil achar um alvo disponível, acabei em um dos últimos praticamente. Tirei meu casaco, ali fazia calor por conta das tochas para iluminar e aquecer, e as batalhas travadas entre semideuses e alvos. Sorri, peguei meu arco, passei o dedo metodicamente por toda sua extensão e senti a madeira ali. Peguei a primeira flecha de bronze sagrado e atirei, observei seu percurso e me entristeci um pouco quando ela ficou na extremidade do alvo. Não vou desistir! – Passei para a próxima e dessa vez ela terminou mais próxima.
Depois da sexta eu pensei que iria finalmente conseguir atingir o centro. Por isso fiz todo um movimento para o muito provável acerto; estiquei bastante a corda do arco, senti o vento, respirei fundo e soltei. Acertei!Acertei! Acertei! – Por todo o percurso eu cantei mentalmente esse hino de vitória. Infelizmente meus planos foram frustrados por 1 cm.
 
Quase chorei de raiva, mas não podia fazer isso na frente dos outros campistas. O que iriam pensar do filho do deus da natureza se me vissem praticando esse ato egoísta. Deixei a arena milagrosamente suado e cansado, o treino me exauriu um pouco. Olho para minha arma e penso em minhas futuras visitas de Nike. Volto para o meu chalé rústico mais feliz do que quando havia saído, abracei vários sátiros e ninfas. Depois resolvi tomar um banho e descansar pelo resto do dia.
 
 
ARMA:
Arco da Ferroada: Arco feito de carvalho, é muito resistente e flexível. Sua aljava é infinita, e suas flechas são de bronze sagrado e ao atingir seu adversário, a pele ao redor irá ficar com uma coceira intensa. [Obrigatório][By:Pã]

 
 
PODER:
Perícia com Armas I: Você tem grande agilidade e precisão ao usar adagas, arcos e laços.



thanks tiago © 2013



Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Convidado em Ter Nov 05, 2013 7:17 am





 

 

Despina, the Winter
"The winter is coming!"

Simon Tyrell
Ortografia:  22/25 - Não encontrei muitos erros, só algumas frases que ficaram confusas, nada demais.
Coerência:  25/25 - Você foi bem coerente, descreveu como estava o clima no acampamento e como estava a arena.
Criatividade:  23/25 - Não achei muito criativo, mas foi bem... digamos, divertido de se ler.
Uso de armas e poderes:  23/25 - Você foi ótimo, mas poderia ter descrito mais como usou o arco
Total -  Ganho:  93 XP
Perdas:  - 9 HP  

Tags
COM: Semideuses ? ONDE: Arena ? ROUPA: Jeans, camiseta branca e all star ? OUVINDO: Nightmare



Atualizado por Pã

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Raven C. Stonem em Qui Nov 07, 2013 7:11 pm


‘‘
Let's send these cretins to hell"

ATEMPORAL
23:12 p.m.
Talvez aquele não tivesse sido o melhor horário para treinar. Sempre escolhe as horas erradas, não Raven?! As harpias haviam a arranhado e mordido seu tornozelo, é claro, as malditas não saíram inteiras. Puxava o fio do arco, havia apenas mais sete flechas, tudo bem que Raven era uma arqueira nata, mas os monstros eram rápidos e ágeis e defendiam-se.
Estava em desvantagem. Três contra uma. Amaldiçoou os deuses e até a própria mãe por ser uma semideusa e seus sonhos serem basicamente cenas de caos. Não que ela não gostasse do caos, mas seria cansativo para qualquer um ter esses sonhos todo dia. Tentou lembrar-se o motivo de ter ido treinar às onze da noite.
22:30 p.m.
Acordou subitamente, a cabeça doía e ela suava frio. Levantou-se abruptamente e se direcionou ao banheiro relativamente pequeno que tinha. No outro lado do quarto Chloe roncava.Talvez só eu tenha esses sonhos. Olhou o relógio na parede.
-Deuses-bocejou e lavou o rosto. Logo suas pupilas dilataram-se, tanto pela claridade quanto pelo choque térmico. O que faria aquela noite? Não estava nem um pouco afim de passar a noite dormindo e vendo cenas de caos. Ninguém sentiria sua falta se usasse aquele tempo para treinar. Rapidamente vestiu suas roupas que usava para treinar (as calças de couro, a camisa di acampamento por cima de uma blusa preta de mangas, as botas de caminhada e as luvas de lã grossa).
Pegou seu arco, o escudo, o punhal e por precaução, a espada cujo não tinha habilidade de manusear , pelo menos não o bastante para matar algo.
22:49 p.m.
Havia sete bonecos, todos encontravam-se em distâncias diferenciadas. O clima era sereno e o vento trazia o cheiro do campo de morangos que inundavam o olfato de Raven. Suspirou, apesar do acampamento ter um clima próprio, sentia frio, muito frio.
Aquele "frio" lhe era familiar, lembrava... Afastou a lembrança. Posicionou a flecha, com a brisa leve não ficou difícil mirar, primeiramente, mirou no boqueno mais próximo, puxou o fio do arco até um pouco próximo ao lábio, respirou fundo e soltou a corda. Um zunido que logo desapareceu. A flecha atravessou a cabeça do boneco. Voltou a preparar ao arco, direcionou a mira no meio de um boneco que tinha outro atrás, como seu instrutor dizia, dois com só uma tacada. Soltou o fio e a flecha voou, atravessou o primeiro, mas apenas penetrou um pouco a ponta no segundo boneco. Ia posicionar a flecha novamente quando ouviu um movimento vindo das proximidades. Os poucos arbustos que tinham movimentavam-se discretamente, Raven sabia naquele ponto que não seria o vento. Mordeu o lábio inferior até sentir o gosto de sangue. Com a flecha já posicionada mirou para um dos arbustos. Esperava que um cão infernal a surpreende-se, mas uma criatura, aparentemente inofensiva.
Com garras de metal e rosto doce, apesar do pescoço para baixo ela ser meio galinha,frango, andorinha? Raven não sabia qual animal. Uma harpia, supôs. Ela encarava Raven como se implora-se misericórdia, e se esse fosse o caso, Raven já havia baixado a arma, mas sabia que aquilo era um monstro e talvez aquela fosse a artimanha dele de torná-la seu jantar ou algo do gênero, recordou-se das empousai em Washington. Elas foram fáceis. Porém o animal, meio humano, meio ave parecia estranhamente pior.
Raven, com muito pesar, atirou a flecha. A harpia ganiu e , para a sorte da semideusa, estava certa. Aquela harpia queria lhe matar, agora duas vezes mais do que antes. O monstro voou para atacar o pescoço de Raven com as garras, mas ela sacou o escudo e bateu na harpia com ele, o bicho caiu ao seu lado, desmaiado devido a batida.
A semideusa pegou o punhal de prata e cravou no peito da harpia que se desfez em incor. Tudo terminara bem. Ou não.
Rosnados surgiram de outros arbustos, contou mentalmente. Três. A cercaram, para que não pudesse fugir. Elas a fuzilavam com o olhar. Uma menor atacou Rave que desviou, no entanto caiu para trás, e outra então pulou em cima dela, arranhando seu rosto com suas garras afiadas. Raven sacou sua adaga e cravou em uma das asas da harpia, sentiu uma dor aguda quando uma terceira mordera seu tornozelo, instintivamente, ela chutou a terceira harpia que caiu um pouco longe dela. A que havia rasgado o rosto de Raven arquejava ao lado dela tentando tirar a adaga da asa. Ao tentar se sentar, Raven foi atacada por trás e a morderam no ombro.
Deu uma cotovelada na harpia e levantou-se o mais rápido que pode. Pegou sua espada e cortou, antes que a maldita pudesse fazer algo, a cabeça dela fora. Menos uma, faltam duas.
Virou-se e se deparou com duas harpias com olhar de fogo que rangiam os dentes. Ambas atacaram Rav simultaneamente, novamente a sua visão ficou embaçada por causa do sangue em seu rosto com a idiota rasgando seu rosto. No entanto, a semideusa a pegou pelo pescoço e a arremessou em um boneco.
A outra atacava suas pernas e rasgou metade de sua blusa ainda berrava, com dificuldade, Raven pegou seu punhal do chão, mas com isso só conseguiu ficar caída no chão sendo um fácil alvo. A harpia a atacou pra matá-la, desesperada, Raven pegou uma das flechas e encravou no olho dela que ganiu. Pegou então o escudo e começou a bater na harpia com ele, até ela não se mexer mais, aos poucos ela virou pó. Olhou para a jogada perto do boneco, pegou seu arco e mirou na harpia que estava desmaiada. A flecha atingiu o peito do monstro que se juntou às amigas no Tártaro.
-Chega de treinar por hoje, Raven- disse. Recolheu suas armas, por fim e voltou ao seu quarto e dormiu, com roupa sangrenta e tudo. E não teve os pesadelos, enfrentar as harpias fora pesadelo suficiente.
ARMAS:
Adaga de Bronze [ Item Padrão ]

•Punhal de prata

•Arco e Flecha(15)

○ Espada do Sofrimento: Espada média feita de bronze celestial; fica tingida de vermelho quando está em combate. Em uma luta ela também tem seus danos duplicados e as feridas feitas pela mesma demoram mais a sarar. [Por: Pã][Obrigatório]

○ Arco do Caos: Colar negro em forma de arco; quando ativado se transforma num arco feito com magia negra, suas flechas causam danos mentais. Ótimos para iniciar conflitos. [Por: Pã][Opcional]

○ Escudo da Guerra: Escudo redondo feito de ferro estígio; tem sua cor tingida de vermelho quando está em combate. Ao avermelhar-se o inimigo fica momentaneamente hipnotizado pela cor. [Por: Pã][Obrigatório]

PODERES:
Perícia com arma – Os Filhos de Éris ganham perícia com a primeira arma em que eles tocam, fazendo com que o semideus possa utilizá-la bem.



Thanks, Baby Doll @ ETVDF

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

this house is a circus
raven catherine stonem, daughter of eris, god of discord, she's a little bitch, she's the agent of chaos
avatar
Raven C. Stonem
Filhos de Éris
Filhos de Éris

Mensagens : 42
Data de inscrição : 29/08/2013

Ficha Meio-Sangue
Nível: 3
HP:
85/110  (85/110)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por  em Sab Nov 09, 2013 2:37 pm

Raven

Ortografia – 20/20 – Nenhum erro encontrado.
Coerência – 20/10 – Sua luta contra as harpias foi pouco coerente, já que você é nível 1.
Criatividade – 20/15 – Boa.
Uso de Armas e Poderes – 20/10 – O treino contra os bonecos é corpo-a-corpo, por isso você deveria ter usado armas de empunhadura.
 
Ganhos: 55 XP.
Perdas: - 15 HP.

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

Deus dos bosques e dos animais | campos e música rústica | líder dos sátiros e ninfas epigéias
 
Lord Pã
 ~ Liberdade é pouco. O que desejo ainda não tem nome. ~
avatar
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 123
Data de inscrição : 15/07/2013
Idade : 22
Localização : Bosques Tremeluzentes.

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
999999/999999  (999999/999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Ella S. Lanfort em Qui Nov 14, 2013 4:53 pm

Um bom treino para aquecer - ATEMPORAL
… Se vamos nos tornar guerreiraos então antes aja preparação...
...

O sol adentrava pelas janelas do chalé de Ares fazendo com que a bela Ella se revirasse na cama resmungando algumas palavras desconhecidas, normalmente a garota levantava um pouco mais tarde por conta de suas atividades dos dias anteriores e por tanto sempre mantinhas as janelas que davam para sua cama fechadas para não passar pelo perigo de ser acordada por uma ventania ou até mesmo chuva, mas desta vez alguém que a jovem ainda descobriria havia aberto a janela permitindo que os raios de sol à alcançassem, ela se sentou na cama lentamente enquanto esfregava os olhos que ainda se encontravam se acostumando com a claridade repentina, seus cabelos logo foram presos em um rabo de cavalo ao topo da cabeça ressaltando sua beleza, os velhos AllStar's lhe encobriram os pés e um suspiro alto ecoou por entre os lábios da menina que agora se levantava calmamente se direcionando a saída do chalé.

Caminhou em passos curtos por entre os outros campistas que se encontravam em suas devidas atividades ou até mesmo tagarelando sem parar enquanto alguns acenos lhe eram direcionados acompanhados de um “oi” possível de se compreender através de uma simples leitura labial, no total havia se passado 15 minutos de caminhada até Ella se encontrar parada próxima a Arena, ela olhava para todos aqueles campistas treinando sem parar, sabia que todos ali treinavam por algum motivo e que todos estavam atrás de um objetivo assim como ela... Deu mais alguns passos e parou novamente logo ao estar dentro da Arena, alguns que ia terminando seus treinos se retiravam passando por ela, o cheiro de suor estava presente e fazia a garota se sentia tonta no começo mas poucos minutos depois já havia se acostumado com tal cheiro. Ouve um estralar do pescoço e o tintilar de ferro ao se chocar com a bainha em sua retirada da mesma, aquela era a segunda vez que se encontrava pisando naquela arena para efetuar um treino envolvendo espadas, a garota tinha alguma prática com a mesma por conta de suas diversas aulas de esgrima que por sorte participou quando ainda residia com seu pai, estava disposta a treinar com algo mais “simples” e após isso passar para algo mais avançado.

Os bonecos de treino seriam seus primeiros adversários, talvez seria fácil de mais porém era o melhor modo de começar a se aquecer e efetuar um treino com um rendimento satisfatório para a mesma, se colocou postada logo a frente de um dos três bonecos que lhe agora lhe cercavam, analisava com cuidado qual seria a estratégia de ataque mais aceita em um caso de uma verdadeira luta e chegou a conclusão de que se estivesse em uma batalha não teria nem ao menos o tempo de pensar, ou seja, um ataque repentino seria a melhor forma. A espada cortou o ar e em seguida se teve o golpe na lateral direita um pouco a cima da cintura no primeiro boneco, com um giro de 90° uma estocada frontal no mesmo boneco foi efetuada, em seguida alguns outros golpes intercalados entre golpeadas e estocadas se iam fazendo presentes no primeiro boneco até que Ella parou a uns centímetros de distância dos três bonecos, agora precisava atacar ambos em uma mesma sequência para ter certeza de que poderia lidar com mais de um adversário em uma única luta.  Primeiro uma estocada direta no segundo boneco, em seguida alguns golpes laterais na altura do peito e cintura no primeiro e terceiro intercalando com alguns giros e finalizando com uma estocada profunda no terceiro boneco.

A jovem respirava fundo e estava pronta para terminar por ali pois o cansaço já começava a lhe percorrer pelo corpo até que passos foram ouvidos às suas costas e uma voz firme, grossa e atraente ecoou se direcionando a garota:

— Talvez não devesse perder seu tempo treinando com objetos inanimados...elas não podem te atacar – Ella se virou rapidamente e se deparou com um rapaz loiro e alto de aparência um tanto atrativa que agora se encontrava de braços cruzados lhe encarando – Talvez devesse treinar com alguém, por exemplo eu.

— E eu posso saber que é você antes de aceitar um “desafio” como esse?

— E você vai perguntar o nominho do seu adversário antes que ente te encha de porcaria? Aja como uma verdadeira semideusa e aja mais e fale menos.

O garoto rodopiou a espada no ar e avançou em cima da garota que com própria espada bloqueou o golpe, o barulho do aço se chocando fez o corpo da garota estremecer por um curto momento, ela precisava se retirar do ataque e então com um giro rápido fazendo com que a mesma ficasse de costas para o garoto tentou golpear o mesmo na altura do peito em alguns golpes laterais que foram facilmente defendidos. Ella já não estava aguentando e precisava de um descanso, mas antes que pudesse pedir para parar o garoto acabou por lhe dar uma rasteira e apontando a extremidade afiada da espada para sua garganta enquanto ria:

— Deve começar a prestar mais atenção – O garoto deu as costas caminhando para longe.

Lá ficou a garota no chão por um tempo recuperando o folego e analisando a curta luta que acabara de ter contra o rapaz desconhecido e se decidira que em breve encontraria o mesmo para uma revanche assim que estivesse melhor preparada



thanks tess
avatar
Ella S. Lanfort
Filhos De Ares
Filhos De Ares

Mensagens : 21
Data de inscrição : 10/07/2013
Idade : 23
Localização : Acampamento

Ficha Meio-Sangue
Nível: 3
HP:
64/110  (64/110)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Convidado em Qui Nov 14, 2013 6:08 pm

Ella S. Lanford
Ortografia – 20/20 – Ótima,nenhum erro encontrado.
Coerência – 20/20 – Boa e condizente com o seu nível
Criatividade – 20/17 – Foi um treino um pouco curto e a ação mesmo teve pouco.
Uso de Armas e Poderes – 20/20 – Bom.
 
Ganhos: 77 XP.
Perdas: - 10 HP.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

TREINO ATEMPORAL

Mensagem por Pietro Bertolazzo em Qua Dez 04, 2013 9:29 am



Appena Combattendo

Una giornata di routine

Era um dia quente no acampamento meio-sangue, um sábado. Eu queria poder dar uma festa no chalé, como eu fazia com meu irmão quase todo fim de semana, mas naquele calor insuportável, não daria para fazer aquilo. Teria que esperar para que tudo se esfriasse para podermos fazer algo agradável.

Bem, já que eu não podia treinar, decidi esperar que o sol começasse a se pôr para ir até a arena treinar um pouco, afinal, nunca é demais. Peguei minhas armas no chalé, eram elas a minha espada que ganhei de Poseidon, a espada que ganhei de meu pai, meu escudo celestial e meu anel da água.

Logo, caminhei até a arena, sem falar com ninguém no caminho. Eu ando meio antissocial de uns tempos para cá. Enfim... assim que cheguei no local de treinos, corri para ver as jaulas com monstros. Já havia enfrentado todos eles, exceto os venti e as empousai, mas eu não queria mesmo uma luta contra eles.

Caminhei até a jaula do lestrigão, este é um velho inimigo meu, quase todo treino eu enfrento um desses. São bobões, apesar de fortes. Abri a jaula do ogro e o libertei, este era maior do que todos que eu já tinha visto, seus olhos demonstravam uma fúria tremenda e parecia que ele queria realmente me fazer de almoço. Confesso que me senti um pouco intimidado, mas não deixaria que aquilo atrapalhasse a minha luta.

Desembainhei a espada que ganhei de Poseidon e logo tentei desferir um golpe contra o lestrigão. Só então percebi que ele empunhava uma maça de bronze, seria legal se eu pudesse roubar aquela coisa pesada, mas quando os monstros morrem, levam suas armas com ele.

A lâmina da minha espada acertou a barriga dele e eu saí correndo, antes que ele pudesse me golpear com sua arma. Ele logo tentou lançar a maça na minha direção. Que perda de tempo! Uma arma tão legal e ele usa para lançar nos inimigos, um único golpe daquilo seria capaz de fazer com que minha cabeça fosse estraçalhada.

Me joguei no chão, deixando que aquela coisa de bronze passasse por cima do meu corpo e acabasse cravada no chão da arena, no meio de toda a areia. Me levantei com a agilidade de um gato e me virei para o monstro. Me assustei neste momento, pois eu esperava que ele estivesse longe, mas ele estava tão perto que um instinto de semideus me fez cravar a espada na barriga dele o mais fundo que eu pude. Quando tomei consciência do que tinha feito, já era tarde demais.

Eu levei o pior soco que eu poderia levar na minha vida e olha que eu já me meti em muita briga com mortais e já reagi a assaltos, tudo por conta de dinheiro e mulheres. Ou seja, eu sabia o que deveria fazer... mas algo na minha mente falhou naquele instante. Fui lançado alguns metros para o lado e acabei deitado no chão da arena. Minhas costelas doíam como nunca e pontinhos pretos dançavam na minha visão.

-Ai... - Foi o que consegui dizer. Se o monstro não tivesse voltado para buscar sua maça, eu estaria morto.

Com muita dificuldade, eu me levantei. Eu teria que usar meus poderes, coisa que eu não gostava de fazer. Me concentrei o máximo que pude naquele monstro e quando ele se virou para mim, na intenção de atacar, algo voou na direção dele. Eram três esferas feitas de água, atingiram em cheio o rosto do lestrigão e ele cambaleou para trás tentando respirar o oxigênio ou qualquer coisa que os monstros usam para respirar.

Ele havia retirado a espada de sua barriga, agora havia um buraco no meio dela. Corri até minha arma, tentando ignorar a forte dor que sentia e a peguei do chão. Me aproveitei dos momentos de distração do lestrigão e coloquei a lâmina da espada em suas costas bem no momento que ele conseguiu trazer ar para seus pulmões.

Meu golpe fez ele perder a sustentação e o ogro caiu de joelhos no chão, em seguida, seu corpo desabou e ele começou a se transformar em pó junto com sua arma. Acabada a adrenalina do momento, voltei a sentir a dor do golpe que levei e caminhei lentamente até o meu chalé, em busca de vinho para que eu pudesse me sentir melhor.

Armas:
Espada de vinho: Uma espada roxa, feita de bronze celestial com um cabo dourado. Só pode ser empunhada por filhos de Dioniso ou mênades, quando se acerta um golpe no corpo do adversário, produz uma sensação de embriaguez no corpo do oponente, fazendo com que ele fique tonto por 2 turnos. (Item Obrigatório)

⇝Espada marítima - Esta espada nunca perde o corte e nunca enferruja. Ela é capaz de invocar água salgada de sua lâmina e esta pode atingir o inimigo, causando-lhe um bela distração [By: Apolo] [Obrigatório] [Obrigatório]

⇝ Escudo celestial - Este escudo é muito forte, ele se transforma em um relógio de pulso e quando ativado, você pode fazer com que ele cresça cobrindo seu corpo inteiro. [Obrigatório]

Poderes:
Esferas de água I – Você lança três pequenas esferas de água que vão na direção do rosto do oponente, o que faz com que ele se afogue. [20 MP]

Perícia com espadas II – Seus golpes se tornam mais certeiros e seus reflexos mais rápidos quando está empunhando uma espada.

Agilidade I: Meus filhos se locomovem mais rápido do que os outro semideuses pela afinidade com os felinos, mas não chegam a ser mais rápidos que filhos de Hermes.




Com: Lestrigão Onde: Arena Vestindo:Regata laranja, shorts jeans e tênis. post: Sei lá '-'

@lilah

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Pietro Bertolazzo



Guerreiro de Poseidon ♫ Filho de Dio  ♫ Monitor do Chalé ♫ Rich and Sexy

Credits: @
avatar
Pietro Bertolazzo
Guerreiros de Poseidon
Guerreiros de Poseidon

Mensagens : 209
Data de inscrição : 28/05/2013
Idade : 22
Localização : Bebendo no chalé XII

Ficha Meio-Sangue
Nível: 21
HP:
199/205  (199/205)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por  em Qui Dez 05, 2013 7:57 am

Pietro

Ortografia – 20/20 - Excede expectativas.
Coerência – 20/20 – Ótima.
Criatividade – 20/15 – Boa, principalmente pelo fato de você ser nível 18 e receber golpe dos monstros.
Uso de Armas e Poderes – 20/20 – Excelente descrição dos golpes e do impacto de suas habilidades.


- Ganhos: 75 XP.
  - Perdas: 15 HP e 20 MP.

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

Deus dos bosques e dos animais | campos e música rústica | líder dos sátiros e ninfas epigéias
 
Lord Pã
 ~ Liberdade é pouco. O que desejo ainda não tem nome. ~
avatar
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 123
Data de inscrição : 15/07/2013
Idade : 22
Localização : Bosques Tremeluzentes.

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
999999/999999  (999999/999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Charles M. Walker em Sex Dez 27, 2013 6:02 pm




Treinando sozinho


Só para desenferrujar...







Vestindo: Roupa ♕ Com: Dracaena ♕ Onde: Arena ♕ Post: Nunca parei pra contar '-'




Já faziam algumas semanas que o acampamento tinha voltado ao normal. Perséfone já estava com Hades no submundo e Apolo já tinha voltado à sua rotina de andar de carro todos os dias e depois dar lugar à Ártemis. Tudo estava nos conformes.

Os semideuses que foram trazidos de emergência voltaram para casa, mas Apolo deu algumas semanas de calor para os semideuses que moravam aqui, como eu. Aproveitei esta oportunidade para fazer um treino, poxa... desde que eu fora retirado de minha cama e fui atrás de uma pedra que pertencia à uma ninfa... nunca mais fiz algo para movimentar meu lindo corpo.

Então, naquela bela manhã de sábado, eu decidi tomar vergonha na cara, pegar minhas armas e ir para a arena. A tarefa de levantar da cama não era fácil, mas eu fui forte e consegui fazer isso. Não fiz a barba, apenas escovei os dentes e fui treinar de barriga vazia. Da última vez que eu comi antes de treinar, bem... digamos que a dracaena não gostou do líquido que eu joguei em cima dela.

Peguei a minha espada e as outras armas, disfarçadas. Assim que cheguei na arena, percebi como o dia estava radiante e como tudo parecia conspirar para que eu pegasse uma garota qualquer e corresse com ela para a praia, onde teríamos um dia divertido e cheio de sedução... mas não posso, tenho que treinar.

Me aproximei da jaula das dracaenae, precisava de um monstro fácil. Naquele dia, foi horrível, mas agora eu achava engraçado me lembrar daquela mulher-cobra toda suja com o meu café da manhã semi-digerido. Apontei minha espada pro monstro assim que ele saiu.

Aquela dracaena tinha sérios problemas de excesso de ousadia, pois assim que ela me viu, tentou acertar meu peitoral com a espada que empunhava. Desviei do golpe e dei um sorriso malandro do tipo "Ah, já vi que está espertinha hoje". Como vingança, tentei decapitá-la, mas só consegui cortar o ar.

Me afastei alguns metros para trás, na esperança de que a mulher-cobra me seguisse. Ela fez isso, tentou golpear meu braço com sua espada, mas eu defendi usando a minha. Ela sibilou, com raiva. Preparou um ataque em série, três investidas seguidas das quais eu consegui me desviar com facilidade.

Fingi que iria recuar e dei uma estocada na barriga da dracaena, pegando-a de surpresa. Como reflexo, ela logo avançou com sua lâmina contra mim, acertando meu peitoral e rasgando minha camisa. Era um uniforme do acampamento, depois eu teria que pedir um novo para Quíron. Fico me perguntando aonde eles guardam tantas camisetas.

Armei um teatro e coloquei a mão no peito, me afastando do monstro. Me sentei no chão, fingindo estar com muita dor e esperei a aproximação da dracaena para me dar o golpe fatal. Assim que ela chegou perto o suficiente, cortei uma de suas caudas com minha espada. Sem reação por parte dela, simplesmente me levantei e acertei a lâmina de minha arma contra seu pescoço.

O membro da mulher-cobra caiu e ela simplesmente explodiu em um pó dourado. Estava morta. Bem, eu nem cheguei perto de ficar cansado, o treino foi bem curto, mas um lindo dia no acampamento me esperava! Saí da arena com a sensação de que faltava alguma coisa...

Armas:
♒ Espada dos terremotos - Esta espada é capaz de invocar um tremor no solo da batalha, feita em puro bronze celestial. O poder só pode ser usado uma vez por batalha e atinge seus aliados se for em conjunto. [Obrigatório]



Notas

Treino apenas para ativar o tópico -'

Code by Apolo

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Charles Miller Walker



Filho de Poseidon ♫ Bff da Berit  ♫ Monitor do chalé ♫ Guerreiro do sol ♫  Rich and Sexy
 
avatar
Charles M. Walker
Guerreiros do Sol
Guerreiros do Sol

Mensagens : 131
Data de inscrição : 26/03/2013
Idade : 22
Localização : Em algum lugar perto do mar...

Ficha Meio-Sangue
Nível: 11
HP:
147/150  (147/150)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Convidado em Sex Dez 27, 2013 6:30 pm

Charles
Ortografia:  25/25 - Excelente, não encontrei nenhum erro.
Coerência:  23/25 - Foi bem coerente, mas eu me perdi em um dos golpes
Criatividade:  22/25 - Achei algumas partes bem criativas, porém o treino em si foi comum.
Uso de armas e poderes:  24/25 - Foi ótimo, mas não entendi um de seus golpes.
Total -  Ganho:  94

Perdas:  - 5 HP

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Aleksander Stepankovitch em Seg Jan 06, 2014 4:53 pm


Meu Primeiro Treinamento (Alvos) - Atemporal


Let's Go!



Depois de ter deixado os Estábulos mais agradáveis para um ser viver, prossegui até a Arena para um treinamento matinal, era 7:30 A.M., e no momento em que adentrei a Arena percebi que era o horário de treinamento com armas em longa distância, mais precisamente, alvos, realmente o Arco e Flecha não eram minhas armas favoritas, mas sempre escutei que uma boa pessoa deve saber de tudo um pouco, dessa forma, após procurar pela arena tomando o cuidado de não ficar no caminho das flechas dos outros semideuses - Em sua maioria filhos de Apolo - encontrei um arco livre, parecia velho, mas para um primeiro treinamento estaria mais do que suficiente.

A maioria dos arqueiros ali presentes possuíam de suas próprias aljavas, porém, eu não, novamente procurando pela arena, encontro uma, com flechas de diversos tipos, para um primeiro treinamento aquilo seria mais do que suficiente, confiante, coloco a aljava no ombro, e empunho o arco, prosseguindo á linha de tiro ao alvo.

Haviam alvos de todos os tipos e tamanhos, distâncias e tudo o mais, os menos experientes treinavam com alvos fixos e em pequenas distâncias, porém os mais audaciosos aumentavam a própria perícia em alvos móveis, de tamanhos mínimos, e o que era mais impressionante, a maioria sempre conseguia acertar no centro.

Sabendo que não era um prodígio no tiro, prossegui até os alvos mais próximos e fixos, em minha aljava de flechas diversas, encontrei uma mais alongada, que pareceu agradar-me, a ponta estava levemente danificada, ''Já deve ter sido utilizada em excesso...'', pensei, e assim colocando-a no arco, estiquei brevemente o cordão, fazendo vista grossa em mira ao centro do alvo, porém, como já se era de esperar, ao disparar a flecha, não foi o centro do alvo o qual atingi, consegui o feito de atingir próximo deste, ouvi alguns cochichos dos Semideuses ao lado, a maioria não conhecia-me, mas pareceu ter um pequeno respeito.

Animado com meu resultado, peguei na aljava uma flecha menos longa, parecia conservada e tinha um aspecto mais leve, dediquei-me mais a esticar o cordão, esperando que seu percurso fosse executado de maneira mais rápida e precisa, assim após mirar o melhor que pude executei o disparo, consegui aproximar-me um pouco mais do centro do alvo, porém ainda faltava mais para esse objetivo.

Assim busquei uma flecha ainda mais leve na aljava, depois de tanto comparar e verificar, enfim a encontrei, estiquei ao máximo o cordão do arco, empunhando-o com firmeza, dessa forma, mantendo o máximo de controle para que esse não oscilasse, assim não acreditei no que fiz quando efetuei o disparo, acertei em cheio no alvo, realmente fiquei alegre com aquilo, mas permiti-me apenas á um sorriso, enquanto ouvi alguns ''vivas'' de outros campistas, os quais retribuí com um sinal positivo de mão.

Porém em meio á toda essa alegria, escutei de um arqueiro mais experiente que testava sua perícia com os alvos móveis - Que tolo! Comemorando por ter acertado um alvo fixo e da menor distância...- Ele riu em desdém e eu não gostei de tua atitude, filhos de Deméter costumam ser calmos mas aquilo me deixou com os nervos á flor da pele, assim, muni-me de uma flecha aleatória da aljava, e mirando no alvo que este treinava, disparar com a maior força possível, atingi próximo ao alvo, mas minha alegria veio por outra situação, a flecha passou de raspão no braço de quem me insultara, o que resultou no mesmo derrubar o arco, e os campistas ao seu lado rirem dele - Antes de falar dos outros, veja o que você mesmo faz!- Assim, evitando coisas mais sérias, deixei a aljava com as flechas restantes e o alvo aonde os havia encontrado, e prossegui calmamente para fora da Arena, pois aquela palavra me lembrava briga, e de verdade, se eu pegasse aquele campista, iria ser pra valer.


 

post: 000 § notas: aqui § by: @lilah!


-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

Aleksander 'Alek' Stepankovitch
credits @
avatar
Aleksander Stepankovitch
Guerreiros do Sol
Guerreiros do Sol

Mensagens : 7
Data de inscrição : 24/12/2013
Idade : 21
Localização : Acampamento Meio Sangue/Chalé IV - Deméter

Ficha Meio-Sangue
Nível: 3
HP:
107/110  (107/110)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Apolo em Ter Jan 07, 2014 1:19 pm

Aleksander 

Ortografia - 19/25 - Alguns erros nos tempos verbais e várias palavras erradas, mas nada muito bizarro.

Coerência - 23/25 - Seu texto ficou ligeiramente confuso em algumas partes.

Criatividade - 22/25 - Gostei, mas poderia ter feito melhor, principalmente no início.

Uso de armas e poderes - 21/25 - Faltou um pouco de descrição sobre como você usou o arco.


-3HP

85XP - Parabéns!

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Apolo



Deus do sol, da medicina, da música, da perfeição... ♫ Chato bagarai ♫  Dono do fórum ♫  Hot 8)

Credits: @ Polo
avatar
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 630
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 27
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
99999/99999  (99999/99999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://pjoalliancebr.forumeiros.com.pt/  -qq

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Allen Souke em Sab Jan 18, 2014 4:32 pm


               
Part. 2
Hey Jessie!



Fui perturbado pelo sol penetrando a janela de meu quarto, fazendo-me despertar lentamente. Bocejo alto enquanto saio de minha cama e caminho na direção do banheiro, um amplo cômodo que sempre era disputado pelos semideuses em todas as manhãs. Por sorte, eles já não estavam mais ali, já tinham zarpado para os grandes campos de morangos, sem duvidas. Então, faço minha higiene matinal e me preparo para o café.
Visto um short Jens camuflado, blusa habitual do acampamento e calço meu tênis tipo escalada. Arrumado, saio de meu chalé e caminho as presas para o refeitório, onde tinha esperança de que poderia fazer minha refeição e seguir para alguma outra tarefa do acampamento. Porem estava enganado.
Já tinha se passado das nove horas da manhã, logo, sem café da manha eu iria ficar. O motivo de acordar tarde foi à missão no dia anterior e o cansado resultou em dormir algumas horas a mais. Por sorte, uma harpia me deu duas maçãs e eu pude aproveitar as frutas para tirar meu jejum.  Contudo, ainda não sabia para onde iria, a parede de escalada seria uma boa se não estivesse tão lotada. E a arena foi o que pensei, mas antes, minhas armas eu deveria pegar.
Após uma corrida rápida até minha moradia, caminho em passos largos até minha cama e abro a grande gaveta que ficava um pouco abaixo do meu móvel. Tiro de lá somente minha espada que tinha ganhado ao virar um Cavaleiro e volto correndo, em direção a arena.
 
Vou direto para as jaulas e abro a primeira que encontro. Nem tive tempo para ver qual era o ser que iria enfrentar, onde ele era mantido estava tão escuro que era impossível ver o eu tinha ali dentro. Torci para ser um Cão Infernal, mas uma harpia alta e magra saiu da jaula, soltando uns gritinhos parecidos com o de um gavião caçando e me encarando com aqueles olhos aparentemente letais.
Faço uma rápida reverencia com a mão e olho para a mulher galinha, dizendo.
- Hey Jessie! Seu nome vai ser Jessie, okay? – Mas ela não respondeu, estava ocupada demais analisando qual parte do meu corpo deceparia primeiro. – Vamos começar.
Tiro a espada da bainha e me preparo para o duelo, flexionando meu joelho esquerdo pronto para sair correndo.
Por azar, não sou eu o primeiro a atacar. O monstro ao qual eu estava desafiando investiu voando bem rapidamente, dando uma planada em cima de mim e lançando uma grande sequencia de chutes contra meu rosto indefeso. Sorte que consegui soprar um pouco de fogo na lâmina de minha espada ativando sua habilidade especial, antes que o ser chegasse a mim. Entretanto quando tentei amenizar um pouco o dano usando o antebraço, acho que só piorei as coisas.
As garras dos pés da Harpia eram bem grandes e afiadas, danificaram bastante um pedaço de meu braço esquerdo. Com os joelhos um pouco curvados, tento me livrar do ataque correndo por entre a arena, com o mostro ainda no meu alcanço. Mas ainda assim, usei a espada que segurava na outra mão para tentar acertá-la. O movimento foi meio torto, porem certeiro, danificando sem duvidas um pouco a asa da mulher, que finalmente pousou no chão, gritando de raiva.
Me afasto um pouco da mulher galinha e seguro com mais firmeza o cabo de minha espada, ignorando o tremor que começava a se intensificar em meu corpo todo. Encaro a adversária e crio uma pequena quantia de fogo usando o sopro, fazendo uma bola que jogo contra a harpia no intuito de distraí-la, mas ela apenas usa suas garras de suas mãos para destruir minha tentativa de ataque. Sem mais nenhuma estratégia, avanço brandindo a espada que pegava fogo, só querendo acabar com tudo aquilo o mais rápido possível.
O ser diabólico investe quase na mesma hora que eu. Por poucos centímetros a lâmina de minha arma não atingiu seu braço, e as garras super afiadas não cortam meu pescoço. Recuo um pouco assustado e um tanto cansado. Nunca tinha duelado contra um monstro daquele tipo tão forte quanto essa. Ela era rápida e feroz e sempre que atacava eu quase morria. E se não agisse rápido, morreria ainda mais ligeiramente.  Espero ela investir novamente para tentar dar o ultimo golpe, ou quem sabe não. Grito para que ela se aproximasse e ela solta um sorriso. Ela vem em minha direção e prepara suas garras. Com um único movimento, controlo o fogo da minha espada para eu ele aumentasse mais e invisto também.
Ela teria cortado meu pescoço fora, se não desabasse em uma pilha de pó de monstro. Minha espada tinha perfurado sua barriga, causando tanto o ferimento, tanto o fogo que em um piscar de olhos consumiu o corpo todo da senhorita ave.  E então, saio da arena, rumo a algum outro desafio. Ou a minha cama, nunca se sabe.
 
Armas&Poderes:

Espada de Punho Longo; Sopro de Fogo; Controle de fogo – Intermediário; Perícia com Espadas.


Post: 001~ Roupas: Q isu? ~ Musica: Amanhã é 23 – Kid Abelha~ Notas: Anota ‘u’~
@ Oops!

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------




Burro | Mano do Mano | Prole de Deméter

Allen Souke™️

credits @Demetria for MDD
avatar
Allen Souke
Cavaleiros De Héstia
Cavaleiros De Héstia

Mensagens : 63
Data de inscrição : 17/08/2013
Idade : 19
Localização : Localização 'u'

Ficha Meio-Sangue
Nível: 8
HP:
135/135  (135/135)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Lucca Q. Winchester em Dom Jan 19, 2014 6:24 am

 Tinha ido treinar mais uma vez, só que desta vez faria algo até então inédito para mim: Arco e Flecha. Mal sabia pegar em um arco e muito menos atirar, mas estava ali para aprender. Chegando lá, objetos pendurados em galos por fios me chamaram a atenção. Aproximando-me percebi que eram frutas dos mais variados tipos, presa em um galho de árvore. Lá estava o nosso Treinador também, um cara que pelas características deduzi que era um filho de Apolo. Havias outros campistas para o treino, o que me deixou mais tranquilo. Após um tempo o Treinador começou a falar.

— Olá campistas. Hoje treinaremos mira. Vocês devem então provar para vocês mesmo que são bons com o arco. Devem derrubar algumas frutas daquele galho. Mas peguem-nas antes de cair o chão. E não atinjam a fruta com a flecha. Acredito que fui bem claro. Então, boa sorte...

Depois de ver um exemplo de como fazer a tarefa com perfeição, fui ao almoxarifado da Arena e peguei um Arco e uma aljava com algumas flechas. Obviamente não gastaria todas. Voltei à arena e vi alguns campistas já procurando suas frutas para derrubar. Achei então uma Pera para derrubar.

— Você será minha vítima. — Peguei o Arco segurando-o pela empunhadura. Retirei uma flecha da aljava, procurei o descanso de flecha do arco e a posicionei evitando que ela escorrega-se como o treinador nos ensinou. Tentei mirar pela alça de mira, mas estava meio tremulo, suava frio e começava a ficar tenso, mas como não queria ativar minhas habilidades naturais que causariam um leve pânico nos outros campistas respirei fundo e mantive a calma, mirei bem pela alça de mira e disparei esperando que a flecha acerta-se o fio e bem preparado para rolar se por acaso a fruta cair.

A Flecha saiu cortando o ar. Minha esperança logo diminuiu a zero, pois ela havia passado paralelamente ao fio que segurava a pera. Olhei para o lado, procurando os resultados dos outros campistas. Alguns poucos haviam derrubado a fruta, mas a maioria, assim como eu, não havia conseguido derrubar a fruta, então partiam para treinos diferentes. Também queria treinar mais. Peguei meu arco e contei as flechas. Eram cinco no total. Puxando a primeira flecha, a posicionei corretamente e mirei no tronco da árvore. Era um local de dimensões grandes, portanto seria meio difícil errar. Disparei a flecha que acertou o tronco sem grandes dificuldades. Procurando outro alvo, acabei encontrando uma maçã caída. Peguei-a e coloquei sobre uma pedra. Puxei outra flecha, mirei por alguns segundos e disparei. A Flecha passou raspando da maçã (espero não ter acertado ninguém). Não desistiria tão fácil da maçã e puxei outra Flecha. Concentrei-me, mirei e disparei. Graças aos Deuses a flecha acertou bem no meio da maçã. Sobravam-me somente mais duas flechas. Parei pra pensar no que fazer então resolvi tentar derrubar a pera mais uma vez. Procurei-a por alguns minutos, pois nesse meio tempo havia me afastado um pouco, de onde eu começara a treinar. Por fim, achei a tal fruta.

— Aí vamos nós, sua fruta nutritiva de baixa caloria e que contém vitaminas B1, B2 e Niacina ou B3! — Puxei a Penúltima flecha e a posicionei. Dessa vez, mirei em um ponto acima da fruta. Tentei ficar o mais parado possível. Por fim disparei-a. Durante os poucos segundos antes da flecha acertar seu destino, percebi logo que não acertaria o fio. Dito e feito. A flecha acertou o Galho da árvore a centímetros de onde o fio se amarrava ao galho. "Droga" foi o mínimo do que pensei, mas percebi que se eu me irritar-se, seria mais difícil completar o treino. Respirando fundo e limpando a mente, puxei a última flecha. Apoiei a flecha no descanso, mirando em um ponto entre o galho e a árvore. Disparei. A Flecha rapidamente cortou o Ar e finalmente cortou também o fio. Pulei no reflexo para segurar a pera, conseguindo pegá-la a poucos centímetros do chão. "Ufa" foi a única coisa que saiu de minha boca após toda essa descarga de adrenalina. Me levantei e fui ao encontro do Treinador que se encontrava meio distante.

— Até. — Apenas mostrei a ele que iria levar a Pera, o mesmo não mostrou atitudes para impedir, então sai caminhando enquanto comia a fruta, passando antes no almoxarifado pra devolver o arco e a aljava e logo após fui para meu chalé.

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------



Lucca Q. Winchester
Demigod|Son of Hades |Sexy| Mini-sol<3|


Créditos à The Machine
avatar
Lucca Q. Winchester
Filhos De Hades
Filhos De Hades

Mensagens : 29
Data de inscrição : 21/07/2013
Idade : 20
Localização : Ao lado de meu pai no sub mundo

Ficha Meio-Sangue
Nível: 4
HP:
92/115  (92/115)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por  em Dom Jan 19, 2014 9:31 am

Ortografia - 25/22 - Arco, flecha e treinador não são substantivos próprios e por isso sempre inicia-los com letra maiúscula no meio da frase só serviu para atrapalhar o entendimento do treino.
Coerência - 25/22 - Você repetiu palavras e isso ficou maçante. 
Criatividade - 25/25 - Gostei. 
Uso de Armas e Poderes - 25/25 - Usou bem o arco e flecha como novato.


Recompensas: - Ganhos: 94 XP.
                    - Perdas: -3 HP.


PS: O acampamento tem "Arsenal" e não "Almoxarifado".

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

Deus dos bosques e dos animais | campos e música rústica | líder dos sátiros e ninfas epigéias
 
Lord Pã
 ~ Liberdade é pouco. O que desejo ainda não tem nome. ~
avatar
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 123
Data de inscrição : 15/07/2013
Idade : 22
Localização : Bosques Tremeluzentes.

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
999999/999999  (999999/999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum