Percy Jackson Olympian Alliance

A Enfermaria {Geral}

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: A Enfermaria {Geral}

Mensagem por  em Seg Out 14, 2013 8:08 pm

Solicitado: 44 HP e 62 MP (50%).


Ortografia - Pequenos erros e repetição de palavras (7) e (12).
Coerência - Boa, apesar de ter ficado o tempo todo dormindo. (9) e (10)
Criatividade - Pouca, mas descreveu a situação do acampamento. (8) e (11)
Enfermaria (descrição e uso) - Pouca, pecou bastante; além de que pela quantidade de néctar ingerido, você podia ter morrido. (5) e (5).



Recebido: 29 HP e 38 MP.

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

Deus dos bosques e dos animais | campos e música rústica | líder dos sátiros e ninfas epigéias
 
Lord Pã
 ~ Liberdade é pouco. O que desejo ainda não tem nome. ~
avatar
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 123
Data de inscrição : 15/07/2013
Idade : 22
Localização : Bosques Tremeluzentes.

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
999999/999999  (999999/999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Enfermaria {Geral}

Mensagem por Jason Blackwood em Ter Out 15, 2013 1:14 pm



Uma visita a enfermaria...


 
Depois de dormir um pouco após o almoço resolvi visitar a enfermaria para cuidar um pouco do meu corpo. Desde a missão eu tentei me recuperar sozinho, na verdade meu pai fez um bom trabalho me curando com apenas um toque, mas ainda sim as dores na minha cicatriz eram intensas, porém o principal motivo para visitar alguns irmãos meu fora um treinamento com um filho de Ares que deixou meu ombro dolorido e por sorte sem nenhum rasgado pelo corpo, sabe que poucas vezes na vida eu posso falar a palavra sorte sendo executada ao meu favor.
 
Entrei no lugar e fiquei surpreso ao ver que era o único paciente no lugar. Muitas camas estavam arrumadas e prontas para novos doentes, equipamentos se estendiam acima de bancadas pelo espaço, a iluminação parecia perfeita para o lugar por que apesar de forte não incomodou meus olhos. Sentei na primeira cama que vi, olhei ao redor e uma de minhas irmãs que trabalho no lugar veio ao meu auxílio. Ela usava roupas brancas, bem clichê de enfermeiras, seus cabelos loiros estavam presos em um rabo de cavalo, olhos cor de mel atrás dos seus óculos pequenos e um sorriso gentil a me ver precisando de ajuda. Na verdade fora ela quem me dissera para dar uma passada no lugar, comentou que eu precisava dar uma avaliada melhor no meu ferimento de missão e também uma analisada geral.
- Oi Enzo, pelo jeito aceitou meu convite, vamos dar uma olhada no seu machucado?
- Sim Mellany, preciso fazer o que?
- Tirar a camisa, por favor.
 
Depois de tirar minha camisa a menina usou aquele instrumento para ouvir os batimentos, estetoscópio eu acho, nome complicado de se mencionar. Ela pediu que eu respirasse normal e atendi seu pedido enquanto ela fazia os procedimentos padrões. Depois ela mediu disse:
- Vou passar um pouco de remédio no seu peito só par ajudar na cicatrização e dor, pode me falar se mais alguma coisa te incomoda?
- Sim, meu ombro esquerdo dói um pouco graças a um treino ontem e tarde, mas nada demais.
-Tudo bem maninho.
 
A menina voltou a ver meu machucado no peito passando uma espécie de pomada com auxílio de algodão. Era refrescante e comecei a sentir minha pele dormente naquele lugar, porém confiei que fosse um efeito esperado por ela. Mellany girou ao meu redor ficando ao meu lado esquerdo, começou a mexer meu braço de leve para ver até onde ia sem doer, mas quando ela levantou um pouco mais alto eu senti a dor e reclamei. Ela deu um sorriso, pensei em perguntar o motivo da felicidade dela, mas acho que fora apenas por que achou o que fazer.
 
Quando ela retornou era com um pouco de líquido dourado que eu conheço muito bem, néctar. Encarei minha médica particular preocupado e disse:
- Eu vou beber isso?
- Na verdade não, vou passar apenas um pouco sobre sua pele, isso vai desinchar na mesma hora, prometo.
 
Não duvidei da palavra dela, eu até sabia que Tétis fazia isso para curar a pele queimada de Aquiles enquanto ela banhava o menino no Rio Estíge, por que não funcionaria com um hematoma? Aos poucos ela foi molhando um pano branco e passando sobre o machucado, na mesma hora eu sentir minha pele esquentar como se estivesse passando fogo, mas não era algo que me ferisse ou fizesse sentir dor, parecia que minha pele se desfez e estava se reconstruindo novamente e para minha surpresa eu não sentia mais dores. Fiquei bem animado e surpreso com a facilidade que ela mostrava ao me ajudar, limpou meu ombro depois do procedimento e quando olhei o resultado tomei um susto. Não havia mais manchas vermelhas ou roxas, estava novo em folha:
- Obrigado irmã, desculpe lhe incomodar com algo tão pouco.
- Que nada, foi até bom vir, não tem muita gente treinando com o gelo lá de fora e a enfermaria fica sem ninguém, sempre é bom ter companhia. Da próxima vez não demora muito a vir se cuidar por que pode ser tarde, mocinho.
 
Dei risada com o comentário dela, de um beijo no rosto da minha irmã e sai colocando a camisa de volta, girei meu braço no ar só de curiosidade, realmente estava completamente curado. Voltei para meu chalé onde fui dormir novamente, acho que estou ficando como os filhos de Hipnos.
 




Prince of Son, Guardian of the Ocean...
--------------------------------------------
@Lilah
avatar
Jason Blackwood
Guerreiros de Poseidon
Guerreiros de Poseidon

Mensagens : 137
Data de inscrição : 16/04/2013
Idade : 19
Localização : Indo visitar meu pai

Ficha Meio-Sangue
Nível: 21
HP:
178/205  (178/205)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Enfermaria {Geral}

Mensagem por Convidado em Ter Out 15, 2013 5:42 pm

Solicitado: 8 HP e  52 MP


Ortografia - Alguns erros de digitação,nada muito grave (2 HP e 9 MP)
Coerência - Boa. (2 HP e 9 MP)
Criatividade - Foi bastante criativo e detalhista sem ser exagerado (2 HP e 11 MP)
Enfermaria (descrição e uso) - Ótimo (2 HP e 11 MP)


8HP 40 MP

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Enfermaria {Geral}

Mensagem por Jardel L. Heavensbee em Ter Out 15, 2013 8:34 pm




"Só por hoje não vou tomar minha dose de você."



Tinha acabado de sair da arena e estava indo na direção da enfermaria. Um vento frio passa por mim, de alguns dias para cá eles se tornaram normais, mas este em especial me trouxe uma lembrança, eu havia comprado uma poção de energia no mercado. Não gostaria de usá-lo indevidamente, então decidi esperar até a minha próxima ida até o local de trabalho dos curadores; afinal eles podiam me orientar corretamente.
Segurando firmemente o local onde meu braço havia sido cortado pela espada da Dracaena, vou andando devagar e com mais frio que o normal, já que eu havia usado posteriormente a manga direita do meu casaco para fazer amarrar o ferimento exposto, para o chalé de Deméter. Chegando lá encontro o meu novo irmão, um dos que mais converso; ele perguntou se eu queria ajuda até a enfermaria, eu neguei e pedi apenas que ele pegasse o frasco de metal lacrado na última gaveta da minha cama.
Já com a poção em mãos e com um novo capote que o maninho insistiu que eu levasse, vou até o pavilhão. Chegando lá percebo que não está tão cheio de campistas muito feridos como o habitual, a maior parte está ali por desastres com o gelo inesperado; tipo escorregões e quedas feias. Já eu, com os olhos cheios de lágrimas por conta da dor no meu braço. Como não era nada totalmente grave, a não ser o fato de que a perda de um braço iria influenciar e muito na minha vida de semideus, eu resolvi sentar numa das macas próximas da entrada e esperar até que um enfermeiro se desocupasse e viesse me amparar.
Um filho de Apolo com aparência jovial chega até mim e pergunta o que me trouxe até ali, eu respondo imediatamente que foi o corte feito em meu braço por uma espada no meu último treino. Ele examina o ferimento e diz que não irei perder meu braço, mas que na próxima tinha de tomar mais cuidado; poderia ser fatal. O mesmo se dirigiu até o armário e trouxe consigo algodão e um copo com néctar; pensei que teria de ingeri-lo, só que em vez disso, senti a dor no meu braço amenizar e vi que ele passava a bebida dos deuses em meu membro ferido, e cada fez mais o corte se fechava.
Quando terminou o semideus perguntou se eu também sentia alguma dor interna, neguei e ele disse que eu já estava dispensado. Caminhei até a porta e quando estava prestes a vestir o casaco emprestado, lembrei da poção. Voltei e dessa vez falei direto com um seguidor de Asclépio que aparentava ser o mais velho dali e como estava fazendo cálculos de itens que seriam necessários por conta do frio, percebi que ele devia ser o coordenador da enfermaria.
Timidamente e com um pouco de receio em incomodar, aceno para ele; então depois do terceiro aceno, sou percebido. Com um sorriso cansado se levante e pergunta em que pode me ajudar. Explico rapidamente sobre o item desconhecido que havia comprado; ele sorri, mas dessa vez era um riso verdadeiro, como o de um professor que fica feliz quando o seu aluno resolve tirar dúvidas. O senhor disse que eu não tinha com o que me preocupar. Deu-me um copo grande e depois de despejar o conteúdo ali, pediu que eu bebesse e descansasse um pouco ali nas macas.

Depois de mais ou menos quatro horas de sono revigorante, levantei e agradeci a todos os enfermeiros presentes, principalmente aos que haviam me ajudado. Vesti o casaco e fui para meu chalé tomar um banho e livrar-me daquele ar de ferimento.


OBSERVAÇÃO:
- Favor descontar da minha ficha "Uma Poção de Energia [Heróico]". E é essa poção que dá 50 MP.



Template @

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

son of deméter | guer. do sol | mano da brit e do allen | monitor do chalé
 
Jardel Lugema Heavensbee
 ~ A palavra é meu domínio sobre o mundo. ~
avatar
Jardel L. Heavensbee
Guerreiros do Sol
Guerreiros do Sol

Mensagens : 148
Data de inscrição : 19/06/2013
Idade : 20
Localização : Chalé 4, Acampamento Meio-Sangue.

Ficha Meio-Sangue
Nível: 22
HP:
175/185  (175/185)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Enfermaria {Geral}

Mensagem por Lucan Darkvolk em Qui Out 17, 2013 1:11 pm

Enquanto eu estava ajoelhado na arena, meu corpo não doía tanto. Na verdade ele não doía... Desde que eu não respirasse. O problema é que não respirar é desagradável, então eu precisava resolver isso. 
"Mas foi só uma quedinha", qualquer outro poderia me dizer, ou então "você é um semideus, para de frescura e vai lutar contra monstros", e até poderiam dizer "você é filho de um dos três grandes. Tem poder, cara, por que ficar indo para uma enfermaria ? Foi só um tombo". O problema é que eu tive embolia pulmonar, e cair de costas no chão doía bastante. 
Fui ao meu chalé, guardei minha adaga e depois fui direto para a enfermaria.
Ao chegar lá, vi vários semideuses com diversos ferimentos. Juro que vi um com o osso do cotovelo para fora, e uma coisa verde pingando dali. Quase vomitei, então me forcei a olhar para o lugar, e não para os pacientes. A enfermaria era grande, e tinha muitas macas ali. Bom, com essa rotina no acampamento, supus que deviam ser necessárias mesmo. 
- Ahhhm, você me parece bastante inteiro. - Minhas reflexões foram interrompidas por outro semideus. Um seguidor de Asclépio, deus da cura. 
- Eu sinto dor nas costas e alguma dificuldade para respirar. Pode me ajudar ?
O semideus me olhou com o rosto muito sério.
- Você está de brincadeira ? Eu poderia te ajudar se viesse com a cabeça pendurada, meu rapaz. Agora tome isso, coma. Vai se sentir melhor.
Ele me ofereceu uma barra de algo que parecia torta de limão. Ambrosia era o nome daquilo... Comida de deuses. Se um semideus se fere, pode comer para se curar, mas se exagerar... Bom, vira uma pilha de cinzas. 
- Obrigado.
O seguidor de Asclépio me ajuda a levantar, e me conduz até a saída. 
- Em alguns minutos vai se sentir completamente bem. Vê se toma mais cuidado da próxima vez. 
Caminho na direção do meu chalé. Eu decididamente precisava dormir um pouco.
avatar
Lucan Darkvolk
Filhos De Hades
Filhos De Hades

Mensagens : 29
Data de inscrição : 10/09/2013

Ficha Meio-Sangue
Nível: 6
HP:
125/125  (125/125)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Enfermaria {Geral}

Mensagem por Apolo em Qui Out 17, 2013 2:35 pm

Jardel - 50MP adicionados na sua ficha.

Lucan

Total solicitado: 3HP (e.e')

Foi um post pouco descritivo, mas bom.

+3HP (e.e)

Atualizado.

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Apolo



Deus do sol, da medicina, da música, da perfeição... ♫ Chato bagarai ♫  Dono do fórum ♫  Hot 8)

Credits: @ Polo
avatar
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 630
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 26
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
99999/99999  (99999/99999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://pjoalliancebr.forumeiros.com.pt/  -qq

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Enfermaria {Geral}

Mensagem por Luce Price em Sex Out 18, 2013 6:14 pm

Saí da arena mancando e com o braço direito junto ao corpo, tentando movimenta-lo ao mínimo. Pular de cima de um ciclope não fora a melhor ideia para um treino que eu já tive. Fui pra enfermaria para ver se tinha quebrado algo e curar os meu ferimentos.
Chegando lá, abri a porta do recinto e entrei. Era minha primeira vez na enfermaria e eu estava meio assustada por ter que ir lá, nunca gostei de enfermarias, tem cheiro de remédio e produto de limpeza, é tipo um hospitalzinho. Mas a enfermaria do acampamento era diferente, não tinha aquele cheiro forte de remédio e limpeza. Era aconchegante, até bonitinho o lugar. 
Por um momento, fiquei parada bem na frente da porta, até que apareceu um dos seguidores de Asclépio (um dos carinhas da enfermaria) e me perguntou o que tinha acontecido. Expliquei para ele o ocorrido e ele me levou até uma maca e em seguida sumiu dentro da enfermaria.
- Nossa! Maneiro, vou me curar sozinha né?! - disse pro nada e revirei os olhos.
- Calma, menina! Que pressa, só fui pegar um pouco de ambrosia e algo pra enrolar seu braço por enquanto! - disse o rapaz voltando de sei lá aonde. 
Ele me deu um pedaço de ambrosia pra eu comer e fez uma tala no meu braço pra ele ficar no lugar enquanto a ambrosia curava o osso quebrado. Ele disse pra eu ficar ali, sentada na maca, enquanto a ambrosia estivesse fazendo efeito e depois sumiu na enfermaria. 
Fiquei sentada como foi mandado por algum tempo, mas logo fiquei irritada e entendiada. Me levantei da maca e testei se ainda tava sentindo dor na perna, não estava, o que queria dizer que meu braço também não estava mais quebrado e a ambrosia tinha feito efeito. Tirei a tala apressadamente e coloquei os restos dela em cima da maca. 
Olhei pros lados tentando ver o carinha que tinha me ajudado e falar "Obrigada" pra ele, mas não o vi, então dei de ombros e saí da enfermaria e fui pro meu chalé dormir.

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Luce Price - Filha de Afrodite
avatar
Luce Price
Filhos De Afrodite
Filhos De Afrodite

Mensagens : 102
Data de inscrição : 27/03/2013
Idade : 20

Ficha Meio-Sangue
Nível: 5
HP:
102/120  (102/120)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Enfermaria {Geral}

Mensagem por Jardel L. Heavensbee em Sex Out 18, 2013 8:12 pm

Tinha acabado de sair da arena e estava indo na direção da enfermaria. Um vento frio passa por mim, de alguns dias para cá eles se tornaram normais, mas este em especial me trouxe uma lembrança, eu havia comprado uma poção de energia no mercado. Não gostaria de usá-lo indevidamente, então decidi esperar até a minha próxima ida até o local de trabalho dos curadores; afinal eles podiam me orientar corretamente.
Segurando firmemente o local onde meu braço havia sido cortado pela espada da Dracaena, vou andando devagar e com mais frio que o normal, já que eu havia usado posteriormente a manga direita do meu casaco para fazer amarrar o ferimento exposto, para o chalé de Deméter. Chegando lá encontro o meu novo irmão, um dos que mais converso; ele perguntou se eu queria ajuda até a enfermaria, eu neguei e pedi apenas que ele pegasse o frasco de metal lacrado na última gaveta da minha cama.
Já com a poção em mãos e com um novo capote que o maninho insistiu que eu levasse, vou até o pavilhão. Chegando lá percebo que não está tão cheio de campistas muito feridos como o habitual, a maior parte está ali por desastres com o gelo inesperado; tipo escorregões e quedas feias. Já eu, com os olhos cheios de lágrimas por conta da dor no meu braço. Como não era nada totalmente grave, a não ser o fato de que a perda de um braço iria influenciar e muito na minha vida de semideus, eu resolvi sentar numa das macas próximas da entrada e esperar até que um enfermeiro se desocupasse e viesse me amparar.
Um filho de Apolo com aparência jovial chega até mim e pergunta o que me trouxe até ali, eu respondo imediatamente que foi o corte feito em meu braço por uma espada no meu último treino. Ele examina o ferimento e diz que não irei perder meu braço, mas que na próxima tinha de tomar mais cuidado; poderia ser fatal. O mesmo se dirigiu até o armário e trouxe consigo algodão e um copo com néctar; pensei que teria de ingeri-lo, só que em vez disso, senti a dor no meu braço amenizar e vi que ele passava a bebida dos deuses em meu membro ferido, e cada fez mais o corte se fechava.
Quando terminou o semideus perguntou se eu também sentia alguma dor interna, neguei e ele disse que eu já estava dispensado. Caminhei até a porta, ergui a cabeça e voltei ao meu chalé para dormir.

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

son of deméter | guer. do sol | mano da brit e do allen | monitor do chalé
 
Jardel Lugema Heavensbee
 ~ A palavra é meu domínio sobre o mundo. ~
avatar
Jardel L. Heavensbee
Guerreiros do Sol
Guerreiros do Sol

Mensagens : 148
Data de inscrição : 19/06/2013
Idade : 20
Localização : Chalé 4, Acampamento Meio-Sangue.

Ficha Meio-Sangue
Nível: 22
HP:
175/185  (175/185)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Enfermaria {Geral}

Mensagem por Convidado em Sab Out 19, 2013 2:17 pm

Jardel
O post foi bom, apesar de um pouco comum e de eu não ter entendido como um vento pode lembrar à você de uma poção. A ortografia foi ótima, mas acho que você trocou "vez" por "fez", mas deve ter sido uma pequena distração, nada demais.
Ganhos: +55 hp e + 13 mp 
Atualizado por Pã!

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Enfermaria {Geral}

Mensagem por  em Sab Out 19, 2013 3:00 pm

Sansa

Solicitado: 32 HP e 45 MP.


Ortografia: Houve uma certa repetição de palavras. (6) e (8 )
Coerência: Boa. (7) e (9)
Criatividade: Pouca. (4) e (6)
Enfermaria (Descrição e Uso): Gostei da sua pequena descrição do lugar, mas podia ter narrado mais seu tratamento com o curador. (6) e (7)


Recebido: 23 HP e 30 MP.

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

Deus dos bosques e dos animais | campos e música rústica | líder dos sátiros e ninfas epigéias
 
Lord Pã
 ~ Liberdade é pouco. O que desejo ainda não tem nome. ~
avatar
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 123
Data de inscrição : 15/07/2013
Idade : 22
Localização : Bosques Tremeluzentes.

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
999999/999999  (999999/999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Enfermaria {Geral}

Mensagem por Amy B. Hughes em Sab Out 19, 2013 9:32 pm

_
____________________________________________________________________________
Help?

Passeio a enfermaria

  A luta fora certamente difícil e longa. Amy e sua irmã Aria caminharam em total silêncio para a enfermaria, ambas sabiam que palavras não eram necessárias, afinal, estavam orgulhosas do trabalho contra a Harpia e o Ciclope, apesar de treinos serem comuns na rotina das filhas de Macária esse fora diferente, a primeira vez que fizeram um Ciclope cair.
 As pegadas que eram deixadas na neve não eram as únicas coisas que prendiam a atenção de Amy, a dor que sentia principalmente nas costas a fazia fechar os olhos e respirar profundamente esperando que ela se fosse magicamente, e claro, não se foi. À medida que a enfermaria aproximava-se a dor aumentava. – Só pode estar de brincadeira! – a garota mais velha reclamou colocando as mãos nas costas e se esticando com uma careta no rosto.
 Ao adentrar o local, Amy sentiu um cheiro diferente, uma mistura de medicamento e algo doce a preencheu as narinas. Hmmm... – ela não pode deixar de virar-se rapidamente para a porta de onde vinha o cheiro e logo depois fechou a cara com a dor que acompanhou o movimento. Dois filhos de Apolo se apresentaram e ambos levaram cada irmã para um lado da enfermaria. Amy encarou o loiro e forçou um sorriso “amistoso” enquanto o garoto a encaminhava para uma cama e a ajudava a deitar.
_Esta doendo? – ele perguntou parecendo já saber a resposta.
_Sim... – ela reclamou e depois franziu a boca ao perceber o quão estranha sua voz saiu.
Enquanto o garoto tratava de Amy ela tentava não focar no fato dele estar tão perto e sim em o quão necessário era seu próximo treino. A filha de Macária comeu e bebeu os alimentos mágicos e “absolutamente divinos” e logo após começou a sentir-se um pouco melhor. O garoto se foi um instante atrás de algo que ela não havia entendido bem e Amy sentou-se na cama ignorando a recomendação de ficar deitada e relaxar. Uma coisa brilhante chamou a atenção da garota na prateleira a sua direita e ao levantar-se para averiguar, uma tontura inesperada apareceu a fazendo bambear e escorar-se na mesma prateleira, ao tentar voltar para a cama seu braço bateu na tal coisa brilhante a fazendo cair no chão causando um barulho agudo, Amy até mesmo esqueceu-se da dor e saltitou para a cama lançando um olhar para a irmã e seu ajudante de “Não fui eu”, no outro lado do quarto Aria rolou os olhos e voltou à atenção aos seus próprios problemas. O filho de Apolo apareceu para checar se tudo estava certo e ao observar Amy a encontrou com os olhos fechados e aparentemente “em casa” na cama; casos e acasos de ser filha da morte boa, não é mesmo?
 Após algum tempo ali, Amy não saberia dizer ao certo quanto, a garota fora dispensada e partiu para o seu chalé, maravilhada com o poder de tanto cuidado, a dor se fora e ela sentia-se nova em folha, pronta para mais um ciclope, quem sabe.

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


amy b. hughes
Filha de Macária.Cavaleira das Estações.Namorada do David
THANKS, LU.
avatar
Amy B. Hughes
Cavaleiros das Estações
Cavaleiros das Estações

Mensagens : 46
Data de inscrição : 20/08/2013
Idade : 20

Ficha Meio-Sangue
Nível: 6
HP:
118/125  (118/125)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Enfermaria {Geral}

Mensagem por Apolo em Sab Out 19, 2013 9:53 pm

Total solicitado 32HP e 49MP

O post ficou muito bom, mas teve alguns erros de ortografia e algumas partes meio confusas.

+25HP e +30MP

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Apolo



Deus do sol, da medicina, da música, da perfeição... ♫ Chato bagarai ♫  Dono do fórum ♫  Hot 8)

Credits: @ Polo
avatar
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 630
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 26
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
99999/99999  (99999/99999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://pjoalliancebr.forumeiros.com.pt/  -qq

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Enfermaria {Geral}

Mensagem por Aria R. Bouvier em Sab Out 19, 2013 10:31 pm

A little help 
Treinos and bumbums doloridos...

----------------------------------------------------------
 -------------------------------------------------------------------

Quase fiz a dancinha da vitoria quando o monstro qual lutávamos, virou uma grande poeira dourada, soltei um longo suspiro, aquela luta exigira muito da minha pessoa. Sai da arena ao lado da minha irmã, rumando para a enfermaria, melhor dizendo, me arrastando para ela, eu estava cansada tanto fisicamente quanto psicologicamente, derrotar uma harpia brava e um ciclope enfurecido não foi algo fácil de se fazer, ainda mais sem ter tempo para descansar. Assim que entramos na enfermaria, fui separada de Amy por um curandeiro, julguei que fosse filho de Apolo, por seu porte físico, loiro, alto, forte e ainda teve a audácia de me cantar, enquanto me encaminhava para um dos leitos, dizendo algo sobre eu estar machucada por ser um anjo que caiu do céu.  
Era minha primeira vez ali, então tendei absorver cada minimo detalhe enquanto sentava em uma maca por ali, não era um aposento enorme, as paredes tinham um tom bege, combinando com a cor dos lençóis de cama, havia cortinas, também bege, separando os leitos, pequenas mesinhas estavam ao lado das macas, em sua maioria ocupada por maletas de primeiros socorros ou taças, que presumi ser néctar, poucos semi-deuses residiam ali, alguns curandeiros transitavam pelo lugar, sabe, curando.
- Então, ruivinha, o que você tem? - O garoto loiro uma pequena bacia com água em uma mão e algodão na outra
A ruivinha aqui tem nome, me chamo Aria - Revirei os olhos, pessoas que se acham o centro do mundo me irritam, mas não me opus quando ele limpou minha testa que, ate aquele momento, não havia percebi que estava machucada, provavelmente o escudo batera ali com o impacto da arma lancada pelo ciclope - E na verdade, vim mais para descansar, sempre que uso meus poderes me sinto totalmente esgotada - Eu achei desnecessário acrescentar que meu bumbum estava doendo por conta da queda que levei ao me defender do monstro de um só olho. 

- Já que você se apresentou, sou Alex - O curandeiro fez uma pequena reverencia, não pude evitar e acabei rindo - Bem Aria, isso é normal, tome um pouco de néctar e coma um tiquinho de ambrosia e logo logo esta novinha em folha.

Alex me entregou uma taça, esta estava ao lado da minha maca, em seguida um pequeno pedaço de ambrosia, alem disso, disse que assim que eu terminasse com aquilo poderia ir para meu chale e alegou que eu não precisava de mais cuidados, então iria cuidar de outro semideus ferido.Fiquei ali sentada, sozinha, balançando as pernas para fora do leito enquanto saboreava o néctar divino, não tinha palavras para descrever o quanto era bom, parecia ser a mistura perfeita de tudo que eu gostava, assim como a ambrosia, que derretia ao entrar em contato com minha linguá, seu gosto me lembrava das balas caramelho, balas essas as quais sempre adorei. 

Assim que acabei minha "refeição", me senti renovada, como Alex prometeu, nada mais doía, mas mesmo assim, por pura preguiça, fiquei mais algum tempo sentada na maca. Saltei do meu lugar de repouso, recuperando minhas armas que estavam em cima da mesinha, me despedi de meu "medico" e sai da enfermaria, indo direto para meu chalé, desejando apenas tomar um banho quente. 


 
legenda

actionsmeothers


thanks thay vengeance @ cupcake graphics

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


How can I love when I'm afraid to fall? 
Aria Rosalie Bouvier

avatar
Aria R. Bouvier
Cavaleiros das Estações
Cavaleiros das Estações

Mensagens : 186
Data de inscrição : 26/03/2013
Idade : 19

Ficha Meio-Sangue
Nível: 7
HP:
125/130  (125/130)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Enfermaria {Geral}

Mensagem por  em Dom Out 20, 2013 5:46 pm

Total solicitado: 30 HP e 45 MP.

Ortografia – Dois erros encontrados, mas relevantes (6) e (11).
Coerência – Muito boa (6) e (10).
Criatividade – O destaque foi a cantada do curandeiro. (8) e (10).
Enfermaria (Uso e Descrição) – Bem descritivo, mas o uso foi muito comum e rápido. (5) e (9).


Recebido: 25 HP e 40 MP.

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

Deus dos bosques e dos animais | campos e música rústica | líder dos sátiros e ninfas epigéias
 
Lord Pã
 ~ Liberdade é pouco. O que desejo ainda não tem nome. ~
avatar
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 123
Data de inscrição : 15/07/2013
Idade : 22
Localização : Bosques Tremeluzentes.

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
999999/999999  (999999/999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Enfermaria {Geral}

Mensagem por Carol Angel em Sex Nov 08, 2013 5:49 pm

 Depois da minha pequena carreira de "detetive" da enfermaria, precisei ir pra lá.  


Minha aparência devia estar linda. Pois logo assim que eu entrei, um irmão meu que trabalha lá e por coincidência foi o que precisou de minha ajuda mais cedo, me ajudou a entrar e me sentar em uma maca. 


-Eu...eu estou bem. -consegui dizer. 


-Sim...bem. -Disse o meu irmão, enquanto pegava as coisas. -Cheia de arranhões; um corte no braço; mancando; com o cabelo todo bagunçado, cheio de galhos e folhas; Sim você esta super bem. 


Fiquei observando o local. Agora estava um pouco mais vazio. Sem aquela faladeira. 
As paredes bege combinando combinando com os lençóis. As mesinhas do lado.... Eu já tinha entrado várias vezes na enfermaria, mas nunca tinha reparado nisso.


-Ei... vou limpar isso aqui...O.K? 


-É...pode ser. 


  Mordi o lábio para não soltar um gritinho. Ele continuou limpando o corte com um pouco de Néctar e fez um curativo. Enquanto ele cuidava dos outros ferimentos eu ia lhe contando como eu achei o barril de Néctar que havia desaparecido. Era difícil me lembrar de todos os detalhes. Parecia ter acontecido a tanto tempo e não  algumas horas atrás.  


-Um grifo? Você matou um grifo e uma Harpia? E ta viva? - ele respirou fundo tentando não ficar tão impressionado e me deu um copo com um pouco de Néctar. 


-Nãããão. Eu morri nessa pequena busca. Aqui é um fantasma. - Falei irônica. - O.K. 


Levei o copo a boca e tomei devagar o liquido. Tinha gosto de tudo que eu gostava. Uma mistura louca que dava certo. Mas o sabor que predominava era de chocolate. Confesso, sou chocolatra. 


Assim que terminei, me sentir melhor. Todas as dores do meu corpo sumiram. Me sentei e sorri. 


- To me sentindo bem melhor...Obrigada.


-De nada. Er...vou ali cuidar dos outros. Se cuida ta maninha?


Fiz que sim com a cabeça e me levantei. Olhei para os meus braços, nenhum arranhão. O corte estava quase totalmente curado e eu não estava mais mancando. 
Pena que o Néctar não arruma cabelo. Acenei em despedida e saí do local indo em direção ao meu chalé. 
  











 

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

Carol Angel
Filha de Apolo//17 anos// Folgado <3 // Lovatic*Selenator*Smiler*


Se você seguir seu coração, a vida será como uma obra de arte -Demi lovato
avatar
Carol Angel
Filhos De Apolo
Filhos De Apolo

Mensagens : 122
Data de inscrição : 26/03/2013
Idade : 19
Localização : in La La Land

Ficha Meio-Sangue
Nível: 11
HP:
124/150  (124/150)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://ameninadiferent.tumblr.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Enfermaria {Geral}

Mensagem por  em Sab Nov 09, 2013 2:50 pm

Carol
Solicitado: 23 HP e 13 MP.


Ortografia – (5) e (2) – Muito boa.
Coerência – (5) e (2) – Coerente e bem feito.
Criatividade – (2) e (2) – Pouca.
Uso da Enfermaria (Descrição e Uso) – (5) e (4) – Descritivo e bom uso.


Ganhos: 17 HP e 10 MP.

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

Deus dos bosques e dos animais | campos e música rústica | líder dos sátiros e ninfas epigéias
 
Lord Pã
 ~ Liberdade é pouco. O que desejo ainda não tem nome. ~
avatar
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 123
Data de inscrição : 15/07/2013
Idade : 22
Localização : Bosques Tremeluzentes.

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
999999/999999  (999999/999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Enfermaria {Geral}

Mensagem por Pietro Bertolazzo em Dom Dez 08, 2013 10:08 am




Magic Potion


Don't have a good taste ...







Vestindo: Uniforme e shorts jeans ♕ Com: Ninguém ♕ Onde: Enfermaria ♕ Post: 002


Depois de meu último treino, eu não estava mais me sentindo tão bem quanto antes. Havia uma indisposição muito forte em meu corpo. Mesmo com o frio, eu não conseguia mais nem me levantar direito. Decidi que deveria procurar uma ajuda "médica".

Fui até o chalé de Apolo, onde um de seus filhos me indicou uma poção para a recuperação de magia. Achei aquilo estranho, mas decidi que não custava tentar. Poderia ser que usar demais os meus poderes tivesse danificado a minha aura e agora eu deveria usar esta poção para restaurá-la.

Fui até a enfermaria e comprei a tal poção. Eles pediram que eu bebesse ali mesmo, pois poderia ter efeitos colateirais. Abri o pequeno frasco e engoli a bebida. O gosto dela era horrível, não se comparava ao néctar ou ambrosia. Foram alguns torturantes segundos até as náuseas pararem de me fazer querer colocar aquilo pra fora.

Alguns minutos depois, eu já podia sentir o efeito da bebida. Eu estava bem melhor... me despedi do curandeiro que me deu a poção e voltei para o chalé, a fim de descansar um pouco.


Retirar da minha ficha

Poção de magia - Recupera 72MP do usuário.

Acrescentar 72 MP

Code by Apolo

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Pietro Bertolazzo



Guerreiro de Poseidon ♫ Filho de Dio  ♫ Monitor do Chalé ♫ Rich and Sexy

Credits: @
avatar
Pietro Bertolazzo
Guerreiros de Poseidon
Guerreiros de Poseidon

Mensagens : 209
Data de inscrição : 28/05/2013
Idade : 21
Localização : Bebendo no chalé XII

Ficha Meio-Sangue
Nível: 21
HP:
199/205  (199/205)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Enfermaria {Geral}

Mensagem por Apolo em Dom Dez 08, 2013 10:11 am

Me atualizo :P

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Apolo



Deus do sol, da medicina, da música, da perfeição... ♫ Chato bagarai ♫  Dono do fórum ♫  Hot 8)

Credits: @ Polo
avatar
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 630
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 26
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
99999/99999  (99999/99999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://pjoalliancebr.forumeiros.com.pt/  -qq

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Enfermaria {Geral}

Mensagem por Lucan Darkvolk em Qui Dez 12, 2013 12:29 pm

Eu estava me sentindo meio indisposto naquela manhã. Resolvo então ir até a enfermaria do acampamento, pois se alguém poderia me curar, seriam os curandeiros de Apolo. Ao chegar, avisto um garoto pelo menos uma cabeça mais baixo que eu, loiro. Devia ser filho de Apolo além de curandeiro, eu não me surpreenderia. Muitos possuem dons com músicas ou medicamentos. 
- Olá. Sou Lucan, eu estou me sentindo meio indisposto...- Digo ao garoto. Ele se mostra um tanto quanto assustado a princípio. Não posso culpá-lo, eu não pareço muito amistoso geralmente. Apos se recuperar, ele diz:
- Ahh, olá Lucan. Eu sou Bill. Sou filho e curandeiro de apolo. Soube que andou aprontando por aí. Sabe, depois de matar formigas gigantes, você deve procurar alguma assistência médica. Do contrário, a coisa pode ficar feia depois de um tempo. 
Bom, minhas suspeitas estavam corretas. O garoto era mesmo filho de Apolo. 
- Hmm, certo - digo, querendo acabar logo com aquilo. - O que eu faço então ?
O garoto me avaliou bem, demorando seu olhar nas minhas roupas pretas. 
- Pelo que vejo, é filho de Hades.- Ele conclui. - Fique ali no canto.
O semideus apontou um canto escuro, com uma maca, e disse ainda:
- As sombras devem dar um jeito em você. Aproveite e coma isso.
Ele me dá uma barra de ambrosia. Retiro então minha poção de cura, sabendo que aquilo deixaria tudo mais rápido, e bebo em poucos goles. 
Me senti recuperado depois de alguns minutos, então voltei ao meu chalé. Nada como um local tranquilo e escuro para revitalizar um filho de Hades.
avatar
Lucan Darkvolk
Filhos De Hades
Filhos De Hades

Mensagens : 29
Data de inscrição : 10/09/2013

Ficha Meio-Sangue
Nível: 6
HP:
125/125  (125/125)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Enfermaria {Geral}

Mensagem por  em Sex Dez 13, 2013 8:22 am

Atualizado 

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

Deus dos bosques e dos animais | campos e música rústica | líder dos sátiros e ninfas epigéias
 
Lord Pã
 ~ Liberdade é pouco. O que desejo ainda não tem nome. ~
avatar
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 123
Data de inscrição : 15/07/2013
Idade : 22
Localização : Bosques Tremeluzentes.

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
999999/999999  (999999/999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Enfermaria {Geral}

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum