Percy Jackson Olympian Alliance

O Lago de canoagem

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Lago de canoagem

Mensagem por Apolo em Ter Mar 26, 2013 3:01 pm


Ah! O lago de canoagem, um dos lugares preferidos da maioria do semideuses, não importa o pai olimpiano. Para aqueles que não gostam da praia, sentar-se embaixo de uma sombra para olhar o lago e suas ninfas ou ir com algum amigo, amiga ou até seu parceiro romântico é o programa perfeito em um dia entediante. Para aqueles que também preferem ficar sozinhos, o lago é ótimo para "pensar na vida" e se você gosta de ação, há as disputas de canoagem no local. Em dias quentes, o nado no lago é liberado e muitos vem para cá.

Regras para o treino de canoagem.

-Cada chalé tem uma canoa, enfeitada de acordo com o deus a qual pertence.
-Você deve narrar uma corrida sua com no mínimo três NPCs de chalés diferentes.
-Você não ganha nada por ganhar a corrida.
-Mínimo de 10 linhas.
-Você receberá uma recompensa de no máximo 100 XP e o mesmo sistema de avaliação da arena. Levará em conta ortografia, coerência e criatividade e descrição.
-Um post a cada três dias.
-Não é permitido postar atemporalmente.


Ortografia: Erros de pontuação, digitação e palavras escritas incorretamente.
Coerência: Falta de nexo.
Criatividade: O quanto você foi criativo ao escrever o texto.
Descrição: Se você descreveu bem cada momento durante a corrida.

Cada quesito vale 25 XP. Mais informações sobre esse sistema na arena.

PJO Alliance
For their help and fun.
thanks juuub's @ cp!




Última edição por Apolo em Qui Maio 23, 2013 1:24 pm, editado 5 vez(es)
avatar
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 630
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 26
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
99999/99999  (99999/99999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://pjoalliancebr.forumeiros.com.pt/  -qq

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Lago de canoagem

Mensagem por Jason Blackwood em Qui Maio 02, 2013 4:36 pm

Paddling my boat


Devagar fui para o lago de canoagem sem armas ou itens mágicos, apenas uma camiseta cinza do acampamento e uma bermuda. Enquanto alguns semideuses se divertiam nas margens do lago e sátiros caçavam ninfas da água, fui para o local onde ficam as canoas.

Várias eram as canoas, decoradas de formas diferentes segundo seu pai ou mãe divino. Fui até os barcos de tom dourado, com um sol central irradiando raios cor bronze, nos raios notas musicais negras se misturavam, lembrando alguns dos campos onde meu pai é deus. Peguei os remos e coloquei dentro da canoa e puxei pela margem até colocar o barco na água.

Poucas foram as remadas solitárias para aquecer, já que um grupo de semideuses me chamou para uma corrida. Uma deles tinha uma canoa vermelha com um javali marrom de presas brancas, era um filho de Ares. Outra canoa era esverdeada cor do mar, tinha um tridente que das pontas saíam jatos de água o que me levou a presumir que a semideusa do barco era filha de Poseidon. O último barco era o mais bonito, havia doze cenas, como estava meio distante vi um homem matar um leão com as mãos e depois um homem atirar flechas em pássaros que atiravam contra o homem algumas penas, percebi que eram os doze trabalhos de Hércules e que seu filho quem remava.

Ambos nos colocamos em linha, tomamos uma pedra grande da margem como fim da corrida e seria então somente uma corrida de arrancada em linha reta. Nós seguramos os remos, eu focava no alvo e apostava no Sol para me dar fôlego e resistência, porém meus poderes não eram tão proveitosos como os de meus inimigos.

Um deles poderia mudar o curso das águas, o outro era filho de Ares o que lhe dava alta resistência física e o filho de Hércules terá as remadas mais fortes, eu era o menos provável de vencer. Quando uma das ninfas da água, a quem pedimos para dar a partida, soltou bolhas, nós demos a primeira remada funda. Ao meu favor eu tinha alguma experiência remando por que eu fazia isso com meu avô quando pescávamos e depois remávamos, sabia que remadas rápidas e rasas eram piores do que as mais lentas e fundas.

Eu remava forte, como estávamos em canoas simples nossos remos tinham pá em ambos os lados eu podia notar que a água estava mais calma para o filha de Poseidon.O filho de Hércules resolveu tomar a dianteira quando estávamos no meio do caminho, eu já sentia o cansaço e dores nas articulações e na musculatura do antebraço pelo esforço. O filho de Ares esperou o fim para dar o gás e eu fiz o mesmo.

Remamos mais forte, a filha de Poseidon, apesar de poderes sobre o rio, cansou de remar e se ela usasse os poderes claramente para carregar sua embarcação seria visto e todos a puniriam, o filho de Hércules remou forte e ritmo até cruzar a linha de chegada. Exausto eu cheguei em terceiro, com dores no corpo e até mesmo minha mente sentia dor.

Voltamos num ritmo menor até onde ficam guardados os barcos, deixamos as canoas em seus lugares com o remo e depois curtimos o lago agora só para lazer.




avatar
Jason Blackwood
Guerreiros de Poseidon
Guerreiros de Poseidon

Mensagens : 137
Data de inscrição : 16/04/2013
Idade : 18
Localização : Indo visitar meu pai

Ficha Meio-Sangue
Nível: 21
HP:
178/205  (178/205)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Lago de canoagem

Mensagem por Convidado em Qui Maio 02, 2013 4:45 pm

~Ortografia: 25/25 Muito bom.

~Coerência: 24/25 Faltou alguns artigos que deixou as suas respectivas partes confusas.

~Criatividade: 24/25 Gostei. Não fez a filha de Poseidon ganhar o que seria muitas vezes óbvio, mas ainda assim, poderia ter colocado mais emoção.

~Descrição: 24/25 Em algumas partes das descrições você foi muito bom, mas em outras teve uma decaída.

Total: 97xp. Parabéns!

~~~ Atualizado por Nyx~~~

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Lago de canoagem

Mensagem por June C. Schmidt em Qua Maio 15, 2013 5:40 pm

CANOAGEM!
Uma remada a dor e a vergonha


----------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------


Remar. Ta aí uma coisa que eu nunca pensei que eu iria fazer, mas era necessário para conhecesse cada vez mais o Acampamento. Eu me aproximava do Lago a passos lentos, o que na verdade eu estava fazendo de propósito para demorar mais a chegar a meu destino. Eu não sabia remar e seria uma tragédia eu fazendo isso, certeza.

Outros quatro campistas estavam postados perto de suas canoas. Por cada detalhe que eu via, os filhos eram de Ares, Deméter, Íris e Atena. O primeiro tinha a canoa em um tom vermelho berrante e sangue com uma cabeça de javali na sua parte frontal. A segunda era impregnada de grãos. Grãos para todos os lados que você pode imaginar. A terceira era extremamente colorida, mas eu gostei. As sete cores do arco-íris eram distribuídas lateralmente por cada espaço preenchível da canoa. A última, a de Atena, era de um cinza fosco e tinha apenas uma coruja que parecia te observar para todos lados em que você a olhava.

Bom, a canoa dos filhos de Perséfone era de um cinza escuro. Por toda a sua beirada, uma raiz parecia se mover e enrolar o barco. Era bonita que um jeito que só nós, proles da Rainha do Submundo saberia explicar.

Cumprimentei os semideuses com um aceno de cabeça e, tirando o filho de Ares, todos me cumprimentaram de volta. Sorri e coloquei os remos dentro de minha canoa puxando-a para dentro da água. Pelo menos era isso que os outros campistas estavam fazendo.

Entrando dentro dela, eu coloquei os remos para fora e tentei dar uma primeira remada e quase que eu não consegui dar a primeira volta para a minha embarcação se mover alguns centímetros. Era difícil demais! A água ia contra mim e parecia pesar milhões de quilos.

Um quinto semideus estava em cima de um toco de árvore e eu percebi que ele daria a largada. Deuses... Eu não estava pronta.

- JÁ! – O garoto gritou e os quatro semideuses que competiam comigo disparam a frente e eu tentei não fazer diferente. Dei uma primeira remada, outra e mais outra. Parecia que o meu esforço era digno de ser a vencedora, mas quando olhei para frente quase caí de meu barco.

O filho de Ares já estava lá na frente tendo uma luta frenética e com o mesmo nível de habilidade com o filho de Atena. As canoas batiam umas nas outras e enquanto o garoto de Ares tentava acabar com o de Atena, a sua face estava contorcida como se estivesse pensando e já tinha formulado um plano para chegar ao final. As filhas de Deméter e Íris quase se igualavam ao meu nível, mas ainda eram melhores. Elas pareciam ter feito aquilo algumas outras vezes e nisso eu ficava em desvantagem.

Percebi que eu tinha parado de remar para observar os outros competidores e revirei os olhos para mim mesma, recobrando as remadas. Com um esforço mortal, eu já conseguia ver a linha de chegada. Há essa hora, o filho de Ares e de Atena já haviam chegado, mas eu não saberia dizer quem ganhou.

As garotas de Deméter e Íris tinham acabado de cruzar a linha e a o prole da deusa do Arco-Íris tinha chegado em segundo e a outra em terceiro. Dei de ombros e continuei o meu esforço. Assim que eu tinha escolhido remar, eu já sabia que eu perderia e para acabar com isso logo tentei remar mais rápido.

Meu braço direito escorregou do punho do remo e ele acertou minha bochecha, quase deslocando a minha cara inteira. Mordi o lábio inferior para prender o grito e percebi que a minha canoa virava. Fechei os olhos com força e senti a água me inundar.

Bolhas saiam da minha boca enquanto eu soltava a respiração dentro do lago e pegava impulso para subir a superfície. A canoa estava virada de ponta cabeça ao meu lado e os remos estavam espalhados por todo o local. O “juiz” da corrida tinha vindo em minha ajuda, parando na margem. Ele não sabia se ria ou tentava me ajudar. Revirei os olhos e saí sozinha do lago me sacudindo como um cachorro para liberar um pouco de água.

Os outros campistas também riam, mas a filha de Íris veio em minha direção me dar uma assistência. Ela colocou a mão na minha bochecha onde o remo, com força, tinha acertado. Reprimi um grito com o toque e imaginei que aquele local estaria roxo. Agradeci a ela e depois olhei para os outros competidores.

O filho de Atena tinha descido novamente ao lago para pegar a minha canoa e puxá-la para borda. Suspirei e fui saindo dali quase correndo para o meu chalé. Quanta vergonha e dor eu estava sentindo no momento.



Legenda

Minhas FalasFalas dos Outros"Pensamentos"

Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics


-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


June Carter Smith
Florzinha da Lindinha e Docinho | Momy Persephone | Member of Adhitune

"Mas o Professor Utonium, acidentalmente, acrescentou um ingrediente a mais na fórmula: o Elemento X. E assim nasceram as Meninas Super Poderosas!" @

June C. Schmidt
Mênades
Mênades

Mensagens : 73
Data de inscrição : 19/04/2013
Idade : 20
Localização : Atrás de v... Nem te conto.

Ficha Meio-Sangue
Nível: 14
HP:
115/165  (115/165)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Lago de canoagem

Mensagem por Convidad em Qui Maio 16, 2013 1:50 pm

~ ~ June C. Smith ~ ~


Ortografia - Não encontrei muitos erros durante a narrativa o que é muito bom, apenas tome cuidado para não engolir letras ou palavras. 23/25
Coerência - Um treino muito coerente, a maior parte das pessoas pensam que podem ser especialistas no primeiro treino, fico feliz em ver que existem poucos que possuem bom senso. 25/25
Criatividade - Excelente. 25/25
Descrição - Excelente mais uma vez. 25/25


Total: 98

HP Perdido: 25
MP Perdido: -

Atualizado!

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Lago de canoagem

Mensagem por Mathew Jodegishi em Qui Maio 16, 2013 9:09 pm






Um novo hobby

Me exibindo no lago de canoagem - qq



Era de manhã e fazia calor... aproximadamente 33°C era o que meu corpo, meio termômetro, marcava. Era até divertido ficar adivinhando quanto era a temperatura em cada lugar, porque debaixo de uma sobra de um chalé era diferente que debaixo de uma árvore. Era mais fácil sem sombra, mas eu gosto de desafios.

Eu estava no meu chalé quando decidi ir ao lago para medir a temperatura dos diferentes lugares que haviam por lá. Pessoas normais achariam isso um porre, mas filhos de Apolo, ou somente eu mesmo, achava um Hobby incrível. Procurei uma sunga, pois adorava mergulhar, e pus uma bermuda jeans com meu par de chinelos favoritos — havaianas com detalhes de gatinhos — e sai do chalé 7 naquela manhã de Sol maravilhosa em direção ao Lago do acampamento.

Ao chegar em meu destino, fico a admirar algumas garotas, filhas de Afrodite com certeza, que estavam de biquíni às margens do lago. Fico meio animado, mas vou fazer o que queria de início. Algumas árvores bem próximo de onde eu estava, me chamaram atenção e logo descubro porque. De primeira, a bela vista me alegrara e me fizera sentir muito bem. Um contato direto com a natureza e tudo que os Deuses tinham reservado para nós. Depois, sinto a brisa calma e fresca que vinha em minha direção.

— Esplêndido - disse como expressão dos sentimentos que se passavam ali.

Quando tentava descobrir a temperatura que naquela sombra perfeita fazia, escutei alguns campistas gritando e me desconcentrei, e como brasileiro fofoqueiro que era, não pude deixar de ir ver.

— Quem será que é forte o bastante para vir competir contra mim? - gritava o garoto que me desconcentrou. Ele tinha os olhos verdes e cabelos espetados pretos, de pele bronzeada e um olhar competitivo no instante em que falava - Será uma corrida de canoagem e quem chegar primeiro a outra margem do lago ganha.

Uma garota que estava sentada um pouco mais atrás, levantou e passou entre os jovens que ali estavam reunidos, em torno de 8 comigo, e aceitou o desafio se apresentando.

— Acho que você vai adorar perder para mim, Joyce, filha de Éolo! - falava em tom conquistador.

Eu ria ao ver que o jovem não teria a menor chance com a garota que se nomeou como filha o senhor dos ventos, mas ele não mostrava-se intimidado, apenas interessado. "Acho que vai ser uma disputa interessante... quer saber?! Vou entrar também!" - pensei me decidindo de participar.

— Hey! Também quero entrar na corrida... Sou o Math de Apolo, e pretendo me divertir muito. - sorria aos participantes.

— É assim que se fala garoto! - veio o desafiante me abraçando pelo pescoço e nos levando as canoas - A propósito, meu nome é Philip e sou filho do Posei.

Minha reação quando ele disse de quem ser filho era: What the fuck man?. Pensei em até xinga-lo em português, pois a maioria dos campistas não conheciam minha língua, mas escolhi ficar quieto e apenas me concentrar na corrida. Ele me deixou frente a canoa do chalé de Apolo. Eu nunca imaginaria que cada chalé teria uma canoa. Ela era de coloração dourada e com desenhos do Sol na ponta. Alguns enfeites a mais à decoravam, mas não quis observar bem. Tirei minha bermuda e meus chinelos e os deixei às margens do lago, caso caísse na água, não molharia minha roupa.

Me preparei e lembrei do seguinte detalhe: Eu não sei remar! Agora era uma boa hora para aprender, pois o juiz da corrida, um filho de Atena, dera neste instante o apito para início da corrida. "Me ajuda pai" - pedi pondo a mão no remo e colocando-o na água fazendo um movimento de puxar ele da frente para trás. Não era tão difícil depois que se pega o jeito, o problema eram meus oponentes que estavam cada vez mais na frente. Philip não estava nem usando o remo, ele apenas fazia movimentos leves, quase dançantes com as mãos e a água o obedecia e quase se juntando a ele, a filha de Éolo, Joyce que tinha um belo corpo olhando de trás, bem atrás no meu caso. A menina estava usando o remo, sim, mas nem encostava na água. Ela apenas mexia nele que o vento fazia o resto, além de estar mais favorável a ela. Que bela ajuda meu pai estava me dando em... Só conseguia atrair a atenção das garotas que estavam me olhando, até demais. Cheguei a ficar com um pouco de vergonha pelo meu corpo, mas logo passa. Coisa estranha isso, porque eu nunca tive problema com isso, mas acho que era a insegurança de perder feio para os dois. Eu estava começando a entrar em desespero porque estava muito atrás. Não tinha mais opção, era apenas esperar para perder e dar meia volta. "Pai.. porque me deixas aqui sozinho? E-eu preciso da sua ajuda... por favor" - tentava conversar sozinho com meu pai pelos meus pensamentos enquanto os raios do Sol forte batiam em minhas costas. Depois de me recompor, sinto que eu estava diferente, não por fora, mas como se minha força houvesse aumentado e meu cansaço desde o início da corrida não existisse mais, resumindo, eu estava me sentindo revigorado. Peguei no remo novamente e me pus a remar cada vez mais rápido e cada vez mais forte.

— Aaaarg!! - gritava enquanto remava puxando de um lado de cada vez, a água de frente para trás.

Eu estava devagar me aproximando deles e da margem ao mesmo tempo. Eram cerca de 6 metros até eles e de 15 até a margem. Eu precisava de mais força, mais força. Eu colocava gritos motivadores em minha mente, o Sol estava me ajudando, de alguma forma, mas estava. Eu podia ganhar, eu posso ganhar. Eu estava logo atrás da Joyce quando Philip cria uma onda e avança para a dianteira e sem jeito alum, chegando a linha de destino. A margem do lago. E, como se não bastasse a derrota, consegui um banho com a garota dos ventos. Ela não estava agindo como uma má perdedora, pelo contrário. Ela se pôs a boiar rindo, do resultado talvez, mas rindo. Achei legal fazer igual a ela e aproveitar o resto da tarde ali, naquela lagoa calma e fresca, me banhando também de Sol, os fortes e revigorantes raios de Sol. "Obrigado pai!" - dizia em meus pensamentos relaxando o resto do meu dia ali.

valeu @ cács!

Poderes Usados:
Nível 3:
Habilidade solar: Quando o sol está brilhando, seus poderes e suas habilidades ficam mais fortes e você dificilmente fica cansado.

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

Mathew Jodegishi

A vida é curta, então quebre as regras, perdoe rapidamente, beije lentamente, ame de verdade e sorria descontroladamente!!
credits ~Math

Mathew Jodegishi
Filhos De Apolo
Filhos De Apolo

Mensagens : 89
Data de inscrição : 16/04/2013

Ficha Meio-Sangue
Nível: 3
HP:
110/115  (110/115)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Lago de canoagem

Mensagem por Convidado em Sex Maio 17, 2013 11:55 am

Ortografia - Alguns erros de pontuação, de repetição e algumas palavras engolidas, cuidado. 20/25

Coerência - Teve coerência, mas pecou em uma parte. São, no mínimo, quatro competidores contando com você, só estavam presentes dois e isso te fez perder alguns bons pontos. 15/25

Criatividade - Foi um treino comum levando em conta as habilidades de cada semideus presente na corrida. 22/25

Descrição - Poderia ter descrito mais, não só a situação da corrida, como as canoas e etc. 22/25

- 5 HP - 20MP.

79xp e... ATUALIZADO!

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Lago de canoagem

Mensagem por Lysander Scamander em Dom Maio 19, 2013 7:11 pm



Adhara C. Horváth


Confesso que nunca fui muito fã de água... Muito molhada, muito grande, muita coisa! Mas, enfim, depois de uma típica partida de tranca com Connor tive de ceder ao lago de canoagem como recompensa por ter perdido o jogo. Tudo bem, tudo o que eu tinha certeza é de que aquele ladrãozinho iria me pagar, ah se iria.

A beira do lago eu vi alguns semideuses se preparando para a corrida. As canoas de Ares, vermelho fogo e ornamentada com desenhos feitos a mão sobre as guerras dos tempos antigos; Atena, que apresentava uma cor não identificada, mas bem poderia ser "cor de burro quano foge" e inscrições em grego antigo que eu não fazia a mínima ideia do que significavam; e por fim, mas definitivamente não menos importante, a canoa de Poseidon, azul (ou seria verde?) como o mar e com algumas conchas coladas na polpa. Observei aquela cena horrorizada. Então eu teria de competir com um brutamontes, um estrategista e um filho do deus dos mares. Pois é, parecia realmente justo.

Encaminhei-me para a canoa de Hermes, era cinzenta e possuía um desenho da "Evolução das Espécies" segundo Darwin, decidi ignorar esse fator e entrei na "coisa". Ela chacolejava para lá e para cá e eu já era capaz de sentir meu estômago se revirando. Olhei para Connor suplicando por clemência, mas ele apenas deu um risinho sacana e me empurrou os remos.

- Boa competição, irmãzinha.

Tive de reprimir a vontade de dar um soco na cara daquele panaca e me concentrei em aprender a segurar os remos. Observei os outros campistas sem nem um pouco de discrição e imitei seus movimentos. No fim das contas, eu estava toda dura no meio do barco segurando cada remo com uma mão e lutando para não olhar para a água, pois certamente se eu o fizesse os resultados não seriam nada agradáveis.

Todos os campistas estavam preparados, olhando ao longe eu podia enxergar uma faixa preta e branca que deveria ser a linha de chegada. Eram provavelmente uns vinte metros, não deveria ser tão difícil assim. Timothy, o filho de Ares, olhou na minha direção segurando os remos com seus enormes braços cheios de tatuagens; arregalei os olhos, ele parecia decidido a me esmagar... Lembrei-me então de uma ocasião em que eu roubara alguns pertences muito úteis de seu chalé e comecei a orar para todos os deuses que conhecia entrando em um irregular desespero.

O juíz era um filho de Dionísio pouco lúcido, o garoto levou o apito aos lábios e o assoprou com um pouco de dificuldade. No mesmo instante Thimoty começou a remar e ganhou uma boa distância, mas a filha de Atena, Catarina Selene, não deixou por menos e remou com garra, mas utilizando menos força que o filho de Ares, o que demonstrou claramente que ela estava honrando sua mãe. O filho de Poseidon levou dois segundos para entender que a corrida já começara, seu nome era Audrey, mas mesmo com a lerdeza crônica ele não parecia ser muito prejudicado, afinal, era filho do deus dos mares e tinha certa habilidade em fazer a água lhe obedecer. Observei com raiva enquanto sua canoa deslizava facilmente pela água.

Arregalei os olhos e decidi prestar atenção no que EU estava fazendo. A habilidade para roubar não parecia que poderia me ajudar muito naquele momento, a não ser que eu pudesse roubar as habilidades de um de meus competidores era melhor começar a me preparar para o último lugar. Remei com o máximo de força e agilidade que consegui encontrar em minhas entranhas, mas isso parecia bastar, pois eu já via uma certa distância entre mim e os outros competidores.

O filho de Ares aproximou-se agressivamente da filha de Atena, que ao invés de recuar enfrentou o garoto e as duas canoas começaram a se bater com força uma na outra. A essa altura o filho de Poseidon já passava longe e quando os dois se deram por si o outro garoto já ganhara uma considerável vantagem. Catarina e Timothy apressaram-se a alcançar Audrey, e encuralaram o filho de Poseidon emprensando sua canoa um de cada lado.

Enquanto eles brigavam aproveitei para acelerar, remei o mais rápido que pude e consegui alcançá-los já próximos da linha de chegada. Os três pareciam tão ocupados que não notaram quando eu os passei, e eu, é claro, não estava com nem um pouco de vontade de lhes chamar atenção. Acelerei com o remo chegando ao meu limite, mas quando faltavam apenas dois metros para alcançar a linha de chegada eles me notaram... Devo dizer, vou um momento muito triste! E então remaram com seus barcos como se fossem animais.

Vi um barco... Giro... Outro barco... Giro... Outro barco... Giro. Olhei para frente e os três já haviam ultrapassado a linha de chegada. Olhei para mim e percebi que continuava no mesmo lugar depois das três acobracias forçadas e então senti meu estômago se revirar e me apoiei na borda da canoa para liberar os alimentos de meu estômago, mas aparentemente a ninfa do lago não gostou da ideia de ser infectada, então no momento seguinte eu vi a canoa de Hermes virando e eu cai na água de uma vez.

Fuzilei Connor em terra firme rindo da minha cara sem parar, então em um instinto vingativo nadei até a borda do lado e puxei o pé do garoto arrastando-o até a água sem que ele pudesse reagir. O rapaz bufou irritado e jogou água na minha cara. Eu só soube rir e fiquei nadando de costas no lago na direção da borda.

POST: 002 NOTAS: Jogo mau sucedido ONDE: Lago VESTINDO: Sei lá

Coded By @Lilah!

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

– GOD SAVE THE QUEEN!
Definir é limitar.' / © CG
avatar
Lysander Scamander
Filhos de Hermes
Filhos de Hermes

Mensagens : 111
Data de inscrição : 26/03/2013
Localização : Chalé 11

Ficha Meio-Sangue
Nível: 1
HP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Lago de canoagem

Mensagem por Hades em Seg Maio 20, 2013 1:10 pm

~Ortografia: 23/25 Apenas alguns erros de pontuação que deixaram a narrativa confusa.

~Coerência: 25/25

~Criatividade: 24/25 Gostei bastante ^^

~Descrição: 23/25 Narrou bem seus movimentos, mas me confundiu algumas vezes em relação a seus oponentes.

Total: 95xp. Parabéns!

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Hades


@ Wonderland Editions

avatar
Hades
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 100
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 32
Localização : Mundo Inferior

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
9999/9999  (9999/9999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Lago de canoagem

Mensagem por Jardel L. Heavensbee em Ter Jul 09, 2013 8:43 pm


O Lago de Canoagem

Ótima Iniciação!

 Continuo explorando o acampamento; hoje decido ir ao lago, dizem que lá às vezes acontecem treinos com canoas. E isso me parece muito bom para fazer novos amigos, ou inimigos.

Ao chegar lá percebo o quanto aquele lugar é simplesmente lindo e calmo. Vejo vários campistas nadando, brincando, tomando sol, e, finalmente aqueles que eu procurava. Me aproximo do local onde estão atracadas as canoas; eles estavam querendo mais alguém pra competir, e eu prontamente me disponibilizo para participar.

Os participantes seriam uma garota de Apolo, que estava ao lado da sua canoa brilhante como o sol; o outro garoto era filho de Atena, já a sua tinha uma coruja desenhada; e o último era um semideus de Dionísio, a sua canoa era cor de vinho e tinha alguns ramos de vinha nas pontas. Já a minha era verde e por fora tinha desenhos de plantas e flores.

O lago era limpo e cristalino; colocamos nossas pequenas embarcações na água e nos preparamos; antes de entrar nas nossas canoas, a garota de Apolo me avisou que quem iria avisar na hora da partida, seria uma filha de Afrodite; e logo vi uma garota bem bonita levantando e ficando em cima de uma pedra, pronta para gritar.

Nunca tinha usado um remo na vida, mas não me pareceu muito difícil; ouço a garota gritar: JÁ! Nessa hora todos nós saímos ao mesmo tempo, ficamos algum tempo nas mesmas posições; logo o campista do chalé 6 passa a nossa frente usando suas estratégias; a menina do 4 não fica pra trás por muito tempo, ela e o garoto do 12 provavelmente tem algum tempo de prática aqui no lago, eles se saem muito bem. Eu nunca tinha ido ali, mas me até que para um iniciante consigo me sair bem, talvez o clima natural tenha me ajudado.

Eu estava na última colocação, quando de repente sinto uma brisa fresca e com cheiro de plantas, vir em minha direção, é uma sensação tão boa que fico remando e não percebo o que acontece a meu redor; a última coisa que lembro é: uma disputa entre as canoas de Apolo e Atena e Dionísio logo atrás. Fico um bom tempo inebriado por aquele doce aroma, de repente volto a mim e me surpreendo com o que vejo: passei na frente dos outros competidos, bem à frente; viro-me para na direção deles e olho os outros emparelhados, tentando me alcançar.

Olho para frente e termino o que comecei, resultado: cheguei em primeiro lugar e fiquei tão feliz que pulei da canoa e comecei a nadar, logo os outros também se juntaram a mim nessa diversão.


OBSERVAÇÕES


"Nem tudo o que repete pet pet pet é eco, eco

Nem todo eco é chato

Chato é o eco que repete

Só que a gente não é ecochato"






-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

son of deméter | guer. do sol | mano da brit e do allen | monitor do chalé
 
Jardel Lugema Heavensbee
 ~ A palavra é meu domínio sobre o mundo. ~
avatar
Jardel L. Heavensbee
Guerreiros do Sol
Guerreiros do Sol

Mensagens : 148
Data de inscrição : 19/06/2013
Idade : 20
Localização : Chalé 4, Acampamento Meio-Sangue.

Ficha Meio-Sangue
Nível: 22
HP:
175/185  (175/185)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Lago de canoagem

Mensagem por Convidado em Qua Jul 10, 2013 8:18 am

~Ortografia: 24/25 Pouquíssimos erros. Parabéns.

~Coerência: 25/25 Não devo dizer nada.

~Criatividade: 25/25 Está no caminho certo.

~Descrição: 24/25 Gostei de tudo, só achei que você poderia descrever mais o lago "em si".

98XP // - 5HP -20MP


ATUALIZADO

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Lago de canoagem

Mensagem por Jardel L. Heavensbee em Qui Jul 18, 2013 3:49 pm


O Lago de Canoagem, Episódio 2:

Competição Entre Amigos!

 Fazia uma tarde nublada quando sai do chalé de Deméter e parti em busca de aventuras. Fiquei caminhando lentamente e sem rumo enquanto pensava no que fazer; no caminho passei pelo chalé de Poseidon, e vi os filhos dele brincando com a água. Então tive uma esplendida ideia, e iria precisar de amigos para me ajudar nisso.


Andei um pouco animado até o chalé de Hermes, e chegando lá gritei bem alto: Britany; Ela saiu de lá depois de um minuto e voando no seu all star. Falei com ela sobre a minha ideia de competição no lago, e ela imediatamente topou.

Fomos andando até um os chalés mais horripilantes do acampamento quando chegamos lá Carter estava sentado do lado de fora, ele estava fitando as nuvens com um olhar inexpressivo. Eu ia falar com ele, mas a Brit passou na minha frente e foi chamá-lo; não pude evitar ficar surpreso quando ele veio sem reclamar, provavelmente a causa da sua felicidade foi o mal tempo.

Já estávamos perto do lago quando nos lembramos de que eram necessários quatro competidores para a competição ficar emocionante; felizmente avistamos a Carol, que estava um pouco atrás de nós. Antes que a Brit fizesse menção de correr, eu já estava perto da garota; ainda um pouco ofegante eu chamei ela e ela aceitou; percebi que ela não estava muito animada, provavelmente era a falta de sol.

Caminhamos um pouco e logo chegamos ao “estacionamento” de canoas, começamos a entrar nelas e a nos colocarmos nas posições; também decidimos que o juiz seria um filho de Poseidon, e a linha de chegada seria uma pedra coberta de musgo que se encontrava do outro lado do lago.

Primeiro a minha canoa, verde e com desenhos de plantas e flores na parte externa; depois a Carol, dourada e brilhante, quase me cegou; logo após a Brit, cinza e com desenhos não identificados por mim na minha rápida vistoria; e por último o Carter, meio relutante, provavelmente ele não morre de amores por água, nem por aquela nossa aglomeração de seres humanos, mas a canoa dele era preta e fúnebre, também tinha desenhos de caveira.

Tínhamos esquecido de perguntar ao filho de Posei, qual seria o sinal, mas logo percebemos que era uma fonte de água. Começamos bem devagar, mas quando passei na frente deles vi a Britany remando mais depressa para me alcançar; logo o Carter também começou a competir, ele só veio mesmo para isso; apenas a Carol ficava lá atrás, curtindo mais a natureza e a beleza daquele local. Decidi fazer o mesmo, deixei que os que competiam acirradamente comigo passarem na minha frente, e comecei a observar que a água daquele lago estava morna e me bateu uma vontade repentina de me jogar.

Olhei para a pedra de chegada e vi que aqueles dois brigavam pela primeira colocação. Com alguns acenos chamei-os até o local onde eu estava. Enquanto eles vinham, contei meu plano de derrubá-los na água para a Carol. Logo que eles chegaram, ela começou a movimentar a luz do sol, que já começava a se abrir com a saída do mal tempo; isso fez com que eles ficassem confusos, enquanto isso eu virava a canoa do Carter, e Carol a da Brit. Infelizmente eles tentaram se apoiar em nós, fazendo com que todos caíssem na água.

Todos nós riamos e jogávamos água uns nos outros, só o filho de Thanatos que praguejava enquanto subia novamente na sua embarcação. O sol agora já tinha saído totalmente e não havia mais nuvens no céu; Carter começou a ficar mais irritadiço e decidiu parar de discutir sobre a vitória, deixou que a Brit ganhasse a primeira colocação, e logo saiu do lago. Nós três continuamos lá por mais um tempo, brincando com as náiades e outros campistas. No final o chalé de Hermes ficou em primeiro lugar, logo atrás o de Deméter, e por último o de Apolo.


AVISO!


Para evitar problema futuros, evitei por os diálogos entre nós.




-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

son of deméter | guer. do sol | mano da brit e do allen | monitor do chalé
 
Jardel Lugema Heavensbee
 ~ A palavra é meu domínio sobre o mundo. ~
avatar
Jardel L. Heavensbee
Guerreiros do Sol
Guerreiros do Sol

Mensagens : 148
Data de inscrição : 19/06/2013
Idade : 20
Localização : Chalé 4, Acampamento Meio-Sangue.

Ficha Meio-Sangue
Nível: 22
HP:
175/185  (175/185)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Lago de canoagem

Mensagem por Apolo em Sex Jul 19, 2013 7:46 am

 Ortografia - 25/25 - Sem erros, parabéns!

Coerência - 20/25 - Fiquei confuso quanto a parte em que as canoas viram.

Criatividade - 23/25 - Foi criativo... faltou apenas aquele "algo a mais"

Descrição -  21/25 - Não foi tão boa quanto o esperado, mas foi boa.

-6HP e -13MP


89XP - Parabéns

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Apolo



Deus do sol, da medicina, da música, da perfeição... ♫ Chato bagarai ♫  Dono do fórum ♫  Hot 8)

Credits: @ Polo
avatar
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 630
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 26
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
99999/99999  (99999/99999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://pjoalliancebr.forumeiros.com.pt/  -qq

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Lago de canoagem

Mensagem por Aleksander Stepankovitch em Qua Jan 08, 2014 3:40 pm


Remando pela Primeira Vez


Como se isso fosse fácil...



Após abusar um pouco demais de minha sorte na parede de Escalada, o Sol ainda estava forte, e por conta do meu esforço em tal exercício, gotas de suor já transpareciam em meu rosto, assim, pensando em um lugar aonde pudesse refrescar-me, comecei a caminhar calmamente até o lago do Acampamento.

Ao chegar próximo do Lago, pude perceber diversos remos e canoas em sua margem, pelas características de cada equipamento percebi que cada canoa pertencia á um chalé, a Canoa de Deméter era verde, e enfeitada com desenhos de árvores e folhas, assim, vendo-a desocupada, aproximo-me da mesma, pegando-a e começando a aproximar-me da água, porém enquanto fazia isso, dois garotos e uma garota aproximaram-se rapidamente de mim - Hey! Filho de Deméter, certo? O que acha de uma corrida com canoas? - Esperando que não pudesse ter nada a perder respondi-lhe - Sim, tudo bem... É filho de Poseidon, por acaso? - Seus olhos azuis o denunciavam quanto á isto, e após o mesmo concordar afirmativamente com um gesto de cabeça, ele respondeu-me - Sou filho de Poseidon, enquanto ela é de Apolo... - Ele apontou para uma garota de longos cabelos loiros e olhos verdes - E ele é filho de Hermes... - Esse possuía olhos cinzentos, e ao observar-me sorriu-me de uma maneira um pouco presunçosa.

Outro grupo de 4 campistas havia terminado seu percurso, assim no momento em que estes estavam saindo do lago, prosseguimos nós 4, até a linha de partida, para um filho de Deméter, estar dentro de uma canoa era tão incomum como plantar animais, mas é de bom grado saber de tudo um pouco, pelo menos era o que eu achava estando ali.

Confesso que conseguir equilibrar-me dentro da canoa era algo que realmente era necessária certa prática, mas depois de tanto percebi havia conseguido o feito, assim, preocupado com a estabilidade da canoa, remei pouco a pouco até onde os outros 3 já esperavam-me com certa paciência - Primeira vez, suponho... - A filha de Apolo afirmou num tom compreensivo, e assim como o filho de Poseidon fizera momentos atrás, retribui-lhe com um sinal em afirmativa com um gesto de cabeça.

- Quando eu disser 3, a corrida começa... O ponto de chegada é aquele tronco de árvore que está boiando sobre as águas... - Por puro desconhecimento, todos, exceto o filho de Hermes observaram aonde permanecia o tronco que seria nosso ponto de chegada, enquanto isso apenas pode-se ouvir uma remada á frente do filho de Hermes, enquanto este dizia ''3'', justamente em nosso momento de distração - Hey, isso é trapaça... - O filho do Poseidon dedicou-me mais nas próprias remadas, enquanto eu emparelhava com o mesmo, executando o maior esforço que poderia executar.

A filha de Apolo estava um pouco atrás de mim e do filho de Poseidon, enquanto o filho de Hermes remava mais tranquilamente rumo á vitória, então comecei a remar mais forte, assim, ora o filho de Poseidon, ora eu, permanecia no 2° lugar daquela corrida, porém, distraído demais em emparelhar com o filho de Poseidon, ambos não percebemos que havíamos deixado o tranquilo filho de Hermes para trás.

Ao olhar num rápido momento para trás, notei os olhares dele e da filha de Apolo impressionados com o que estava executando, faltava pouco para atingir o tronco que demarcava nosso ponto de chegada, estava entusiasmado em vencer aquela corrida, mas nem sempre a sorte está do lado dos iniciantes, ao impor força no remo, perdi meu próprio equilíbrio e caí na água, pude ver o filho de Hermes passar por mim, mas por espírito esportivo, continuei nadando e conduzindo a canoa até o ponto de chegada, e por um triz - ou talvez pela filha de Apolo ter facilitado -, termino no terceiro lugar.

Bom, se eu precisava refrescar-me, de fato havia conseguido, mergulhei minha cabeça nas águas, para assim molhar-me por completo, após de levar a canoa e o remo até a margem novamente, escuto do filho de Poseidon, que por não ter caído no lago, executara a remoção da canoa mais rapidamente - Muito bom para um iniciante de Deméter, a questão de equilíbrio é pura prática... Numa outra oportunidade faremos outra corrida, pode ser? - Ele expressou um sinal de positivo com a mão, o qual retribui logo dizendo-lhe - Fechado! Espero não cair no lago da próxima vez... - Acabei rindo do que acabei fazendo, e após organizar a canoa o remo da maneira que havia encontrado, prossigo adiante, saindo dali.


 

post: 000 § notas: aqui § by: @lilah!


-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

Aleksander 'Alek' Stepankovitch
credits @
avatar
Aleksander Stepankovitch
Guerreiros do Sol
Guerreiros do Sol

Mensagens : 7
Data de inscrição : 24/12/2013
Idade : 20
Localização : Acampamento Meio Sangue/Chalé IV - Deméter

Ficha Meio-Sangue
Nível: 3
HP:
107/110  (107/110)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Lago de canoagem

Mensagem por Apolo em Dom Jan 12, 2014 8:59 am

Alek

Ortografia - 24/25 - Nada a reclamar, alguns erros relevantes.

Coerência - 20/25 - Bom, eu acho que a escalada é algo muito cansativo e a corrida no lago também. É um pouco incoerente você fazer tudo de uma vez.

Criatividade - 21/25 - Também não vi muita criatividade, mas está bom.

Descrição - 23/25 - Poderia ter descrito mais as embarcações.

88XP - Parabéns

Recado pro mano: Não é porque eu estou avaliando as coisas que você pode relaxar e vagabundear. Largue mão de preguiça u.u

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Apolo



Deus do sol, da medicina, da música, da perfeição... ♫ Chato bagarai ♫  Dono do fórum ♫  Hot 8)

Credits: @ Polo
avatar
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 630
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 26
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
99999/99999  (99999/99999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://pjoalliancebr.forumeiros.com.pt/  -qq

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Lago de canoagem

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum