Percy Jackson Olympian Alliance

Fichas de reclamação.

Página 3 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Oliver Crowler S. em Qua Jul 31, 2013 2:55 pm



Oliver Crowler Sammers

 

 

Dados do personagem


NOME COMPLETO (SEM ABREVIAÇÕES):  Oliver Crowler Sammers

IDADE: 14 anos

5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS FÍSICAS: Medio, moreno, forte, olhos castanhos, cabelos pretos.

5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS: Inteligente, amigo, namorador, rápido. Cara de pau, falador.

PESSOA USADA NO AVATAR (PP): Stephen Amell

COMO VOCÊ ENCONTROU ESTE FÓRUM? (RESPOSTA OPCIONAL): Louis Clement

 
Dados da reclamação


QUAL DEUS(A) VOCÊ DESEJA SE TORNAR FILHO? Apolo

POR QUE QUER SER FILHO DE TAL DEUS(A)("MEU DEUS PREFERIDO" E "GOSTEI DOS PODERES" NÃO É RESPOSTA)?  Bom, gosto muito de Apolo e Arco e Flecha. Acho que é o deus que mais combina com minha personalidade.Também gosto de música e poesia, então não me vejo sendo filho de outro deus.

CONTE SUA HISTÓRIA; DESDE SEU NASCIMENTO ATÉ QUANDO DESCOBRIU SER SEMIDEUS(MÍNIMO 30 LINHAS)


Numa noite escura e fria em Paris, localizada na França, uma criança nascia. Um lindo menino, que, por sinal, possuía um destino já escrito. Logo após ser recebido nos braços dos médicos, tomou um banho e todo o sangue fora tirado de si. Quando os médicos retornaram para entregar a criança aos braços da mãe, Marie, a mulher encontrava-se morta. O parto a fizera se esforçar demais. O pai da criança, não encontrava-se presente, senão um casal de irmãos da falecida, portanto, tios da criança. 

Receberam a notícia com surpresa. Marie era uma mulher dona de uma personalidade incrível, sempre saudável e animada, cheia de alegria. Uma donzela. No entanto, todo o capricho que Deus entregara a ela, agora fora desperdiçado. Logo, a criança recebia a culpa inocentemente.

[...]





A vida com os tios nunca fora fácil. Embora o casal o tratasse como uma própria prima, os seus primos não reagiam da mesma forma. Excluíam ele e por vezes, quando irritados, violentavam Oliver. Seu quarto era o porão - sujo e poeirento, fazendo Oliver desenvolver uma alergia a poeira. No entanto, quando crescera, fizera evoluir sua beleza, fazendo os seus primos o invejarem. No entanto, isso apenas o fez tornar-se mais vítima dos ataques de seus familiares.

Logo, quando completara 15 anos, fora expulso de casa. Literalmente. Os tios já não aguentavam as reclamações do menino, protestando por ser vítima de seus próprios primos. Além disso, os tios já começavam a ficar sem condições por pagar um extra para o 'tratamento' do problema que o rapaz possuía: TDAH.

[...]



Oliver apoiou-se sobre os joelhos, ofegando. A fuga das criaturas escamosas o fizera se exigir bastante, provocando um rápido cansaço. Mas ele não podia parar. A vida nas ruas era feita de roubos, fugas e combates. Pegou uma garrafa de água dentro da mochila e tomou longos goles, que o fizeram se revigorar para mais uma rápida corrida. Devia achar um abrigo. O menino se pusera novamente ereto, dando longos passos afrente.

Quando virava uma curva, Oliver chocou-se com algo. Na verdade, alguém. À sua frente, estava um garoto talvez um pouco mais velho que o mesmo, pois possuía bastante pelo, embora seu rosto o mostrasse um pouco infantil. O menino que encontrava-se afrente de Oliver, tinha algo diferente. Os olhos do rapaz percorreram a calça jeans, até parar no pé do menino. Na verdade, casco. Um pé feito de isopor estava caído no chão. Um monstro? Se fosse, o mesmo já não teria hesitado em erguer-se para matá-lo. Talvez fosse um monstro amigável. Ambos se levantaram. O garoto a frente de Oliver olhou-o de cima a baixo, duvidoso. Então sua expressão tornou-se surpresa.
▬ É você o meio sangue? ▬ perguntou o mesmo.
▬ Hã, não sei. ▬ Respondeu Oliver. Logo após, apontou para o casco à mostra. ▬ Cascos de bode? O que é você?
▬ Dãh, um sátiro. E, se você é o meio-sangue... ▬ ele farejou o ar. ▬ É, você é sim. Ainda bem que estamos próximos a Long Island. Da última vez... Ah, a última vez. Os Anciãos nunca vão me perdoar por aquela vez. ▬ ele olhou Oliver. ▬ Ah é, você. Ande, temos que ir ao Acampamento Meio-Sangue!
▬ O quê? Acampamento...? Que diabos é isso? Quem é você? Quem eu sou? ▬ inquiriu Oliver, nervoso.
O sátiro não o respondeu. Apenas agarrou-lhe o pulso e trotou, obrigando o rapaz a correr também.

[...]



▬ Isso não tem cara de um acampamento. ▬ resmungou Oliver, expulsando um inseto que pousara em seu braço. ▬ Isso aqui não é uma reserva de insetos ou algo do tipo? E, esse tal de acampamento. Você ainda não me falou dele.
O sátiro permaneceu calado. Parecia nervoso, farejando o ar constantemente. Então um arbusto atrás deles farfalharam. Ambos olharam para trás, procurando resquícios deixados por alguém que estava perseguindo-os, mas nada fora encontrado. No entanto, duas dracaena saltaram do arbusto, uma carregando uma rede com pesos e outra uma lança, aparentemente feita de bronze. O sátiro murmurou uma praga e pegou uma flauta de bambu. As criaturas avançaram, mas se atrapalhavam devido às pernas de víboras. Oliver ficou pálido.
▬ Corra. ▬ disse o sátiro. As dracaenae avançavam. ▬ CORRA!
Oliver deu-lhe ouvidos. Olhou para a colina acima e correu, o mais rápido que pudera. Por vezes, atraplhava-se na lama seca misturada à grama verde, caindo e se sujando. Mas nada pudera atrapalhar-lhe no momento. Quando alcançou o topo, seus olhos não quiseram ver o que tinha lá embaixo da colina. Virou-se para ver o sátiro, mas nada encontrou se não uma macieira pequena. As criaturas avançavam e o sátiro não estava ali. Oliver ficou nervoso. Então, desmaiou e fora, a partir dali, que sua vida começara realmente.




PS: O teste de reclamação é somente para deuses OLIMPIANOS e deuses MENORES. Filhos dos três grandes requer um TESTE ESPECIAL.
PPS: Templates nos teste para deus são terminantemente proibidos.


Oliver Crowler S.
Filhos De Apolo
Filhos De Apolo

Mensagens : 15
Data de inscrição : 31/07/2013

Ficha Meio-Sangue
Nível: 2
HP:
95/105  (95/105)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Convidado em Qua Jul 31, 2013 5:16 pm

 Oliver

Você escreve bem,pude perceber isso.Mas algumas partes ficaram meio confusas como por exemplo "Embora o casal o tratasse como uma própria prima..." Quando o certo seria "Embora o casal o tratasse como um filho"
Tome cuidado e preste bastante atenção.


Aprovado

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Convidado em Sab Ago 03, 2013 7:03 pm



Harry Pevensie M. Kane

 



Dados do personagem


NOME COMPLETO (SEM ABREVIAÇÕES): Harry Pevensie M. Kane.

IDADE: 14.

5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS FÍSICAS: Alto, pele clara, cabelo castanho claro, corpo definido e olhos azuis.

5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS: Paciente, calmo, agradável, ágil e um pouco emotivo.

PESSOA USADA NO AVATAR (PP): William Moseley.

COMO VOCÊ ENCONTROU ESTE FÓRUM? (RESPOSTA OPCIONAL): Buscas na internet.


Dados da reclamação


QUAL DEUS(A) VOCÊ DESEJA SE TORNAR FILHO? Pã.

POR QUE QUER SER FILHO DE TAL DEUS(A)("MEU DEUS PREFERIDO" E "GOSTEI DOS PODERES" NÃO É RESPOSTA)? Pelo fato dele ser o deus da natureza; também por gostar bastante dos animais e das plantas. Onde moro vivo cercado por eles, então meu convívio em OFF me leva a querer conviver com eles diretamente em ON.

CONTE SUA HISTÓRIA; DESDE SEU NASCIMENTO ATÉ QUANDO DESCOBRIU SER SEMIDEUS(MÍNIMO 30 LINHAS) Minha história de vida começa quando sou resgatado de um incêndio criminoso em Nova York; como fui único sobrevivente, o bombeiro que me tirou de lá me adotou e me levo para morar consigo. Lembro que aos cinco anos de idade, do nada nos mudamos para Forks.

Desde então nos estabelecemos lá, meu pai trabalhava como enfermeiro no hospital; como eu ainda era muito pequeno para ficar só em casa, meu pai me deixava com um vizinho, Sr. Figgins era o nome dele.  Ele estava nos seus 60 anos, aposentado; ele era muito divertido e sempre me levava a uma floresta que ficava ali perto, sempre admirei as plantas e quando dávamos sorte também encontrávamos alguns animais.  
Estudei na Forks High School, nunca consegui fazer amigos naquela escola; apenas falava com um ou outro para conseguir uma equipe. Sempre ia para a biblioteca pegar livros para ler, meu tempo ficava dividido em estudos e leitura. Aos dez anos achei um esconderijo na floresta, na realidade era uma pequena caverna feita com raízes de árvores antigas. Uma vez quando estava lá ouvi ruídos de uma ventania repentina, quando sai para ver o que era, fui posto para fora daquele local por conta de dois veados que insistiam em tentar me espetar com seus chifres.
Contei a meu pai e ele me proibiu de ir lá novamente, parecia haver algum perigo; pediu ao Sr. Figgins para ficar de olho em mim enquanto ele não estivesse, isso era para me impedir de ir naquele lugar maravilhoso. Agora aos quatorze anos minha vida estava sem graça, sem emoção e sem aventura; até que um dia aconteceu deu fugir de casa, fui logicamente para a floresta, fiquei lá por apenas um dia; mesmo aquele clima de natureza total não era bom para quem estava acostumado à morar em um lar.
Quando voltei pra casa tomei um susto ao encontrar a porta escancarada, tudo lá dentro estava remexido, fui até meu quarto e fiquei com medo e raiva ao perceber que haviam mexido nas minhas intimides que ali se encontravam; caminhei até o quarto do meu pai e gritei por ele, não obtive resposta, a porta estava fechada; assim que girei a maçaneta e abri porta fiquei atônito pela cena que presenciei, vi o corpo daquele que me salvou ali estirado no chão, marcas de garras estavam no seu pescoço ensanguentado.
Com medo e sem saber o que fazer eu saio dali correndo e vou para a casa da única pessoa que confiava o suficiente para pedir ajuda; depois de relatar tudo ao Sr. Figgins, ele pediu que o levasse até o local para que ele visse o que tinha acontecido; não tive coragem de entrar novamente na casa, fiquei do lado de fora.
Ainda estava tentando pensar no que levaria alguém a fazer uma coisa dessas com um enfermeiro, enquanto tentava manter minha linha de raciocínio e não cair em prantos, ouço um grito insuportável vindo de cima; a seguir um bater de asas se aproxima de mim e eu sou empurrado para frente antes de perceber o que se passou. Aturdido mas tentando manter a concentração, percebo que o Sr. Figgins tinha me colocado em seu ombro, e suas pernas na verdade eram pernas de bode; mas o mais assustador foi que um ser monstro alado vinha na nossa direção, percebi que suas garras estavam ensanguentadas.
Uma onda de raiva passa por mim, mas sou jogado no banco do carro do vizinho estranho; antes de poder protestar o carro já está em movimento e suas pernas voltaram ao normal, eu acho. No caminho ele me contou que na verdade era um sátiro, isso eu já tinha percebido por auto, me interessava por mitologia grega; ele também falou absurdos como eu ser filho de um deus e aquilo que estava atrás de nós era um ser mitológico.

Pelo menos aparentemente estávamos a salvo, o sátiro disse estar me lavando para um local seguro; depois de um tempo aquele monstro denominado harpia pelo Sr. Figgins sumiu. Ficamos na estrada por um dia sem problemas, então chegamos a um lugar que ele disse se chamar Acampamento Meio-Sangue; a estrada não permitia que carros se aproximassem mais. Infelizmente quando estávamos perto de uma entrada de pedra, a harpia desceu e ficou entre nós e o local; meu amigo disse que quando passássemos da entrada estaríamos protegidos por um campo de força mágico. Ele disse que iria distrair a fera e que era para eu entrar ali; tentei protestar, mas ele já estava correndo com um punhado de terra na mão; percebi sua estratégia e corri no seu flanco, o monstro veio na nossa direção e recebeu pó nos olhos, ficando um pouco aturdida. Mas felizmente de tempo de nos protegermos na barreira do acampamento; ela tentou sem vitória entrar, assim o Sr. Figgins me levou para conhecer um tal de centauro Quíron.

PS: O teste de reclamação é somente para deuses OLIMPIANOS e deuses MENORES. Filhos dos três grandes requer um TESTE ESPECIAL.
PPS: Templates nos teste para deus são terminantemente proibidos.



Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Apolo em Dom Ago 04, 2013 11:01 am

 Harry

Sinto muito, mas ainda não posso te aprovar. Sua história está mais coerente que a antiga, mas continua incoerente. Primeiramente, senti falta da descrição na sua história em todas as partes, mas principalmente no início. Você também trocou o tempo verbal do pretérito para o presente.

Quando se revela o sátiro, está tão mal-descrito que dá a impressão de que você reagiu como se aquilo fosse a coisa mais normal do mundo e eu achei bem estranho seu pai mudar de bombeiro pra enfermeiro em cinco anos. 

-REPROVADO-

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Apolo



Deus do sol, da medicina, da música, da perfeição... ♫ Chato bagarai ♫  Dono do fórum ♫  Hot 8)

Credits: @ Polo
avatar
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 630
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 26
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
99999/99999  (99999/99999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://pjoalliancebr.forumeiros.com.pt/  -qq

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Convidado em Dom Ago 04, 2013 7:25 pm

br>

Harry Pevensie M. Kane

 



Dados do personagem


NOME COMPLETO (SEM ABREVIAÇÕES): Harry Pevensie M. Kane.

IDADE: 14.

5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS FÍSICAS: Alto, pele clara, cabelo castanho claro, corpo definido e olhos azuis.

5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS: Calmo, amigável, inteligente, corajoso e emotivo.

PESSOA USADA NO AVATAR (PP): William Moseley.

COMO VOCÊ ENCONTROU ESTE FÓRUM? (RESPOSTA OPCIONAL): Busca na internet.


Dados da reclamação


QUAL DEUS(A) VOCÊ DESEJA SE TORNAR FILHO? Pã.

POR QUE QUER SER FILHO DE TAL DEUS(A)("MEU DEUS PREFERIDO" E "GOSTEI DOS PODERES" NÃO É RESPOSTA)? Porque ele é o deus da natureza, eu amo a natureza; tenho grande afinidade com os animais e me sinto feliz quando estou em uma floresta ou bosque.

CONTE SUA HISTÓRIA; DESDE SEU NASCIMENTO ATÉ QUANDO DESCOBRIU SER SEMIDEUS(MÍNIMO 30 LINHAS) Minha história começa quando fui resgato por um bombeiro de um prédio em chamas; como fui o único sobrevivente de uma pequena família, fui enviado para o único orfanato da pequena cidade de Forks. Lá fui adotado pelo casal considerado mais rico da cidade.

Meu pai era médico e minha mãe era dona de uma famosa loja de roupas da cidade vizinha. Sempre estudei na Forks High School, nunca tive amigos, apenas pessoas que se aproximavam de mim por interesse financeiro; talvez isso se devesse ao fato deu não ser bonito como aqueles que me acolheram ainda criança; ou porque eu sempre gostei de coisas simples e verdadeiras, como a natureza e os animais. Adorava os passeios da escola às reservas florestais e a zoológicos.
Mas há alguns dias atrás chegou um garoto novo na minha sala, e ele sentou perto de mim; olhei e sorri amigavelmente para ele, a sua resposta foi fechar a cara. Descobri que seu nome era Peter Swan, e ele veio de Phoenix; estranho pois ele era pálido, e todas as pessoas de lá que eu já vira em viagens passadas eram bronzeadas. Os dias se passaram e a nossa nova professora de biologia vendo que eu era o mais interessado pela matéria, resolveu após a aula me convidar para ir à reserva florestal de La Push.
Ela passou na minha casa para me buscar no seu carro, um Audi preto, bem confortável; passamos o caminho todo conversando sobre o derretimento das calotas polares, o desmatamento em várias partes do mundo e a extinção de várias espécies de animais; confesso que fiquei um pouco triste em falar sobre o último assunto, por sorte já tínhamos chegado.
Saímos do carro e andamos um pouco, ela estava com uma maleta que disse ser para fazer curativos em animais feridos. Depois de um minuto de caminhada silenciosa, encontramos um pequeno cervo com mancando; estranhei que ela diferente das outras pessoas não se incomodassem inicialmente com a minha relação extremamente agradável com os animais, mesmo que fosse a primeira vez que eu os visse; meus pais diziam que aquilo era um dom dado por deus e eu devia futuramente trabalhar com isso. Naquele momento foi muito útil já que tinha um espinho no seu casco; fiquei tranquilizando ele e lhe acariciando. Olhei para as árvores ao redor e pensei ter visto de relance alguém, mas deve ter sido outro animal; terminada a remoção ele saiu correndo a procura de sua família.
Fiquei por pelo menos um minuto observando a partida do meu novo amiguinho, quando olhei para trás vi que estava sozinho; chamei pela professora, mas ninguém respondeu; eu estava realmente sozinho na floresta. Fecho os olhos esperando que aquilo fosse apenas um sonho; abro os olhos e caio no chão com o que vejo, a professora de biologia estava com totalmente deformada, parecia um... ela era um monstro. Eu estava ali completamente atônito, quando ela mostrou suas garras e alçou voo eu não tive escolha a não ser correr.
Corri o mais rápido que consegui, de vez em quando caia, mas rapidamente me levantava; quando olhava para trás não a via e isso me dava mais medo, significava que ela estava mais perto, podia estar até em cima de mim nesse exato momento. Uma onda de pânico passou por mim e me deu uma vontade imensa de gritar, mas consegui me segurar; olho para o lado procurando algum lugar para me esconder ou desviar, e fico paralisado com o que vejo: um garoto com pernas de bode, e para minha surpresa era o Peter, e para me surpreender ainda mais, ele estava me chamando para um esconderijo no subsolo.
Só consegui correr novamente quando ouvi o ganido da minha professora monstro, entrei ali e vi que era uma caverna bem iluminada e pequena, olho para ele e suas pernas não normais; e começo a lhe fazer perguntas:
- Primeiro, o que era aquilo? Com certeza não era minha professora!
- Ela não era professora de verdade, era uma Harpia.
- Harpia? Esse é um monstro mitológico – paro por um segundo para refletir e falo assustado – O que um monstro da mitologia antiga está fazendo ali fora?
- Não temos tempo para conversar aqui, preciso te levar até o Acampamento Meio-Sangue? – ele disse enquanto apontava para um túnel.
- Não vou te seguir assim, nunca fomos amigos para eu confiar em você. E que história é essa de acampamento? – era muita audácia dele pensar que eu iria segui-lo sem explicações convincentes.
Ele respira fundo, olho para mim e diz – Você não é um mortal normal, você é um semideus, e eu sou um sátiro.
- Não seria fauno? – Pergunto enquanto percebo que a harpia estava arranhando o chão para me encontrar.
- Sátiro, da mitologia grega. Agora não temos mais tempo, logo seremos achados e preciso tirar você daqui – ele olhou para mim seriamente – Apenas me siga ok?
- Tá certo – falei tão baixo que quase não consegui ouvir.

Seguimos por um túnel extenso e chegamos a Forks. Eu disse a ele que iria me despedir dos meus pais, mas sua resposta foi negativa; e continuou afirmando que quanto mais tempo ficássemos ali, maior seria o perigo para mim e para minha família. Assenti e assim partimos para a rodoviária.

PS: O teste de reclamação é somente para deuses OLIMPIANOS e deuses MENORES. Filhos dos três grandes requer um TESTE ESPECIAL.
PPS: Templates nos teste para deus são terminantemente proibidos.



Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Vola Wolfwood em Dom Ago 04, 2013 9:29 pm



Vola Wolfwood




Dados do personagem


NOME COMPLETO (SEM ABREVIAÇÕES): Vola Wolfwood

IDADE: 16 anos

5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS FÍSICAS: Mediana, olhos azuis, magra, branca e cabelos castanhos.

5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS: Pavio curto, extrovertida, alegre, corajosa e inteligente. 

PESSOA USADA NO AVATAR (PP): Kaya Scodelario

COMO VOCÊ ENCONTROU ESTE FÓRUM? (RESPOSTA OPCIONAL): Minha amiga me passou.


Dados da reclamação


QUAL DEUS(A) VOCÊ DESEJA SE TORNAR FILHO? Apolo

POR QUE QUER SER FILHO DE TAL DEUS(A)("MEU DEUS PREFERIDO" E "GOSTEI DOS PODERES" NÃO É RESPOSTA)? Apolo é o Deus do Sol e das Artes... Meio que gosto das duas coisas e me identifico com elas... Sobre a arte sempre achei que seria uma boa atriz ou cantora. Ter Apolo como pai seria uma honra.

CONTE SUA HISTÓRIA; DESDE SEU NASCIMENTO ATÉ QUANDO DESCOBRIU SER SEMIDEUS(MÍNIMO 30 LINHAS) Vola nasceu em dia ensolarado e quente. Na verdade, muito quente... O horário era 15:37 e sua mãe, Aurora nunca deixou de lembra-la disso. O porque? Não sei... Ela apenas dizia que Vola deveria ser feliz e alegre, como o dia em que nasceu. A garota nunca entendeu muito bem isso... Mas sempre concordava.
Vola na sua infância era uma garota fofa e alegre, mas quem mexia com ela... Era punido. Ela tinha uma paciência muito curta e isso a vez começar a mudar. Aurora, mãe de Vola sempre a tinha por perto. Até mesmo na escola... Ela se tornou professora da garota apenas para ter ela em vista. A criança na época não se importava, mas quando cresceu começou a se questionar. Ao perguntar para sua mãe, ela apenas dizia que não era seguro. Vola nunca mais perguntou, mas sabia que havia uma coisa de errado.
Na adolescência? Vola era ou é muito saidera... Algo que sua mãe nunca aprovou. A garota tinha muitas amizades, pelo seu jeito divertido de ser. Sobre meninos? Ela não ligava muito para isso, apenas queria curtir sua vida sem nenhuma prisão.
Vola sempre sonhou em ser uma atriz ou cantora, sua voz e interpretação eram ótimas, mas ela nunca deixou isso sair de seu quarto. Sempre foi muito reservada quanto á isso... Menos na escola, onde soltava a voz com seus fones de ouvido.

História até que boa, não? Se não fosse por uma coisa. Vola descobriu ser uma semideusa com apenas 16 anos... Como? Irei contar.
Era um dia calmo e chuvoso, Vola odiava chuva, por isso recusou a sair com sua mãe... Aurora, deixou sua filha com muito esforço, ficar em casa. Mas uma coisa muito ruim á esperava.
A garota estava - como sempre - cantando em seu quarto, quando de repente, escuta a porta de sua casa bater. Ela pergunta pela mãe... Mas ouve apenas o silêncio. Ela então desce para a sala, com uma escova de cabelos em mãos...
Ela olha para a sala mas não vê nada, até se virar para a cozinha. Quando ela percebe, uma enorme fúria está em cima de sua geladeira, urrando e xingando Vola de "filha do Sol". A garota apavorada começa a correr para a porta de saída, mas a fúria a surpreende e impede a garota de sair... Vola sem saber oque fazer, percebe que seu violão está perto dela, e com muito choro, pega o violão rapidamente e dá nas costas da fúria, que urra e vai para frente, caindo. A garota começa a correr para seu quarto, mas a fúria levanta e a puxa da escada. Vola ganha uns hematomas, mas nada que a impeça de lutar pela própria vida.
Ela começa a se debater ha fúria, que tenta machuca-la ainda mais... E em uma tentativa frustada, Vola empurra a fúria com os pés... Com uma força que nem ela sabia que existia. A fúria é lançada para o chão, e Vola rapidamente pega o que sobrou de seu violão e crava a parte reta  no corpo da fúria que urra ainda mais e dá um tapa no rosto de Vola, que agora tinha uns cortes de unhas em sua bochecha. A fúria levanta meio debilitada e olha para Vola. A garota já está cansada, e então deixa o corpo mole... Pensando que é o fim. Mas bom... Não era.
Um sátiro aparece chutando a porta da casa de Vola, e a garota o identifica como Aiden, seu melhor amigo... No momento, ela fica confusa, mas pode ver Aiden lutando com a fúria que logo depois foge pela janela, deixando a mesma quebrada em cacos. No final? Vola desmaia nos braços de Aiden, mas quando acorda... Descobre que por fim, é uma semideusa... Filha de Apolo, o deus das artes e do Sol. Por fim ela começa a entender tudo em sua vida, começando pela ausência de seu pai até por que uma fúria louca estava em sua casa.

Na semana que se seguiu, Vola foi levada até um tipo de acampamento, onde conheceu ainda mais sobre suas habilidades, seu pai e sua cultura. Se ela gosta de lá? Muito é pouco.

PS: O teste de reclamação é somente para deuses OLIMPIANOS e deuses MENORES. Filhos dos três grandes requer um TESTE ESPECIAL.
PPS: Templates nos teste para deus são terminantemente proibidos.

avatar
Vola Wolfwood
Meio-Sangues Indefinidos
Meio-Sangues Indefinidos

Mensagens : 1
Data de inscrição : 08/07/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Perséfone em Dom Ago 04, 2013 9:47 pm

- Harry Pevensie M. Kane -

Seu teste não está ruim. A história está bem interessante apesar de isso não ser Crepúsculo e não há quase nenhum erro ortográfico. Você pode melhorar bastante com o tempo, e eu sei disso. Aprovado (mas não me decepcione)

- Vola Wolfwood -

A sua história me pareceu um tanto confusa e corrida demais, procure colocar mais detalhes e emoção na narrativa. Tente outra vez. Reprovada.

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------



....Perséfone/Koré....
Se o inverno chegou, a primavera não estará distante

Deusa das Estações Filha de Deméter Irmã de Despina
avatar
Perséfone
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 378
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 30
Localização : Jardim de Perséfone

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinit
HP:
999999/999999  (999999/999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Joshua Welch em Sex Ago 09, 2013 11:37 pm



Maurine Martin

 



Dados do personagem


NOME COMPLETO (SEM ABREVIAÇÕES): Maurine Martin

IDADE: 16

5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS FÍSICAS: Cabelos loiros, pele clara, sardas espalhados pelo rosto, olhos azuis e 1,78m de altura

5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS: Sarcástica, esperta, fofoqueira, perfeccionista e meio explosiva

PESSOA USADA NO AVATAR (PP): Freya Mavor

COMO VOCÊ ENCONTROU ESTE FÓRUM? Google


Dados da reclamação


QUAL DEUS(A) VOCÊ DESEJA SE TORNAR FILHO? Afrodite

POR QUE QUER SER FILHO DE TAL DEUS(A)? Me identifico com a deusa, gosto de tudo o que ela representa, e mesmo que eu ache que o amor não é para mim, é bonito de se ver. Eu a respeito muito, pois ela é poderosa. Além de que gosto de me sentir bem e bonita

CONTE SUA HISTÓRIA; DESDE SEU NASCIMENTO ATÉ QUANDO DESCOBRIU SER SEMIDEUS) 


Quando nasceu, em Nova York, seu pai não estava lá, e sua mãe não demorou muito para desaparecer. Desde então, quando seu pai resolveu dar as caras pelo hospital, Maurine mora com o corretor de imóveis irresponsável. Não costumava perguntar por sua mãe; não precisava de uma. Desde cedo, aprendeu a se virar sozinha, mesmo que suas notas em matemática sejam péssimas e suas habilidades culinárias não ultrapassem o macarrão instantâneo. Mas isso não a impedia de sentir falta de alguém por perto, alguém para lhe aconselhar, já que o pai não parava em sua própria casa. Sendo assim, sua empregada assumiu a sua figura maternal por anos, mas nunca elas chegaram a uma relação de mãe e filha de verdade.
Estudava em uma escola particular e conquistava seguidoras aos montes, mas nunca precisou muito delas. Com o tempo, depois de usá-las, Maurine as dispensava. Sua relação com os garotos era parecida; Maurine ficava, mas nunca namorava, pois sempre pensou que o amor não era para si.
 
~


Era um dia como qualquer outro, mais um dia de escola, e a única motivação de Maurine para se levantar eram as férias se aproximando. Quando encarou o seu reflexo em seu espelho, deu um sorriso torto e puxou a necessaire com as maquiagens. A maquiagem é parte de você agora, Maurine recordou a si mesma. Gostava de batom, sombra, lápis de olho e tudo o mais, mas tentava não exagerar, afinal, não precisava de maquiagem para ficar bonita, além de que não queria parecer um palhaço, o que pensando bem seria praticamente impossível, depois daquele extensivo curso de maquiagem.
Quando chegou à escola, revirou os olhos, cansada por se deparar com os mesmos rostos feios de sempre. Sabia que era estonteante, e quando lhe perguntavam o que achava de si mesma, era honesta. Poucas eram as garotas que chegavam perto de sua beleza. As líderes de torcida, por exemplo, eram as suas piores inimigas, especialmente a capitã, Kiera, um manequim de saias. Maurine não tentou entrar para as líderes de torcida, como era de se esperar, embora os pompoms com muita certeza elevassem sua popularidade. Entretanto, não era atlética, precisava admitir, e suar estava fora de questão.
Quando adentrou a sala, vasculhou a procura de um lugar vago. Ninguém tinha um lugar fixo; quem chegava primeiro escolhia seu lugar. Maurine não gostava de enfrentar os colegas estranhos e desleixados que ocupavam o fundo da classe, nem os nerds que ocupavam de tão boa vontade as carteiras da frente, junto ao quadro-negro e ao professor. Dirigiu-se ao meio, onde alguns lugares ainda estavam desocupados, e apenas quando se sentou, percebeu que estava ao lado de Kiera, a capitão das líderes de torcida. Por um momento, ponderou a troca de carteira, mas pensou melhor e concluiu que Kiera não a assustava. Os cabelos eram castanhos levemente ondulados, a pele era branquíssima, os lábios vermelhos e sob a saia havia longas pernas torneadas de uma líder de torcida. Ou seja, um manequim, mas Maurine não se assustava fácil. Quando a garota virou a cabeça em sua direção, Maurine arregaçou os lábios e mostrou os dentes brancos. Aprendera que, independentemente de quem estivesse a sua frente – até mesmo a garota que acertava você com a bola de basquete de propósito enquanto você corria – precisava ser simpática, para manter as aparências. Kiera sorriu de volta, mas foi um sorriso seco, e Maurine lembrou-se de que a garota além de forte, era grossa. Inveja, pensou Maurine. Seu sorriso largo se desfez e pôs-se a encarar o quadro-negro enquanto esperava o professor.
Quando todas as suas aulas acabaram, Maurine estava ansiosa para voltar para casa, principalmente depois de uma aula de aula de educação física. O suor grudava seus cabelos loiros em seu pescoço e Maurine precisava urgentemente de um banho. Depois de tomar uma ducha demorada e trocar a roupa colada pela roupa habitual, Maurine deixou o vestiário. Ainda encontrava-se dentro do ginásio, e para alcançar a saída, precisaria atravessar todas as quadras, agora completamente vazias. Seus passos ecoavam pelas paredes de concreto e sua bolsa de couro estalava com o movimento sob seu braço. Quando chegou a alguns metros da placa que indicava a saída, porém, as portas duplas de aço se fecharam com um ruído. Maurine correu até as portas e tentou empurrá-las, mas estavam emperradas. Empurradas pelo vento, concluiu. Enquanto pensava em uma maneira de escapar daquela prisão que era a sua escola, ouviu passos atrás de si e virou-se para checar quem se aproximava, torcendo para que fosse um jogador de futebol americano que pudesse desemperrar as portas, mas ao se virar, não avistou ninguém. Talvez estivesse imaginando, alucinações causadas por estar tempo demais dentro da escola. Virou-se para as portas de novo e dessa vez, quando ouviu os passos ecoando atrás de si, mal teve tempo para virar a cabeça, pois alguma coisa muito pesada atingiu suas costas. Maurine esbarrou contra as portas de aço, suas pernas amoleceram e ela estatelou-se contra o chão. Sua têmpora esquerda doía, por causa de seu esbarrão contra as portas, e quase não conseguiu se levantar pelas dores lancinantes em suas costas. Mas quando conseguiu se levantar, se deparou com algo que não conseguiu processar. Enquanto estava caída, deu de cara com duas pernas completamente estranhas; uma parecia era dourada, como o de bronze, e a outra era com certeza uma perna de burro, apesar de nunca ter visto um pessoalmente. Concluiu que uma daquelas pernas havia escoiceado suas costas um minuto antes. O coração acelerou, mas imaginou que as dores em suas costas fossem pior do que imaginava que eram, tão piores que somadas com o longo período de tempo presa à escola, provocavam mais alucinações. Notou a pele branca enquanto se levantava, tão brancas quanto giz, e quando ficou cara a cara com a coisa, os olhos vermelhos e o cabelo em chamas não a fizeram desmaiar por muito pouco. A criatura tentou atingi-la mais uma vez, com a cabeça flamejante, enquanto murmurava com um sorriso em seus lábios pálidos:


– Que a mais bonita vença. – Mas Maurine conseguiu desviar-se rápido o suficiente e viu a cabeça vermelha batendo contra uma das portas. Quando a criatura recuou, Maurine percebeu que a porta estava levemente amassada. Maurine afastou-se, engatinhando sobre as mãos e os joelhos, mas a criatura a seguiu com os olhos e caminhou em sua direção e acertou seu tórax com um chute certeiro da pena de bronze. Maurine gemeu de dor e não conseguiu se levantar. Em meio à confusão, não percebeu que sua bolsa escorregara de seu braço, e quando encontrou com o olhar o couro escuro perto das portas, levantou-se e driblando a criatura, correu até a bolsa.  Seu pai não era presente, mas sempre a lembrava de carregar um spray de pimenta em sua bolsa, para potenciais ladrões e estupradores. Maurine abriu o zíper de sua bolsa atrapalhadamente e derramou o seu conteúdo sobre o chão, à procura de sua arma. Quando achou o frasco vermelho, tirou a tampa com o polegar e espirrou o spray contra o rosto da criatura. O monstro grunhiu e recuou para longe, e quando Maurine deu por si, estava espirrando todo o conteúdo do frasco contra a criatura. Maurine respirou fundo e sentiu uma pontada aguda de dor em seu tórax. Enquanto se atirava contra as portas de aço com o lado do corpo, alguém conseguiu desemperrá-la do lado de fora. Maurine quase se estatelou mais uma vez, mas conseguiu equilibrar-se para encarar o time de futebol americano a encarando, exaltado. Maurine virou-se apenas para pegar os cadernos e a bolsa cara, sem encarar a criatura mais adiante, e correndo, deixou o ginásio.
Algumas horas mais tarde, em casa e protegida sob a sua manta, Maurine tentou dormir, embora o céu ainda não estivesse escuro, mas não conseguiu, atordoada. Estava cochilando, quase dormindo, quando a campainha tocou repetidas vezes. Maurine praguejou alto, mas vestiu o roupão rosa e desceu o lance de escadas para atender a porta. Quando a escancarou, encontrou a última pessoa que esperava encontrar: o garoto estranho e aleijado, de pele morena, com dreadlocks em todos os cabelos e sua boina de tricô inseparável, de sua classe de inglês, a primeira aula do dia. O garoto parecia preocupado, mas quando a viu, uma onda de alívio tomou a sua expressão. Maurine franziu a testa, em dúvida.


– Pelos deuses, você está bem? – O garoto perguntou e Maurine se deu conta de que nem sabia o seu nome. Hesitou em responder, mas depois afirmou com a cabeça e disse:
– É claro que estou, por que não estaria? – Mas as pontadas de dor em suas costas e em seu tórax a contradiziam.
– Olhe, eu sei o que aconteceu hoje, eu sei que você lutou com aquela empousa.
– Empousa? Não, eu não… – Maurine tentou argumentar, mas o garoto chegou mais perto. Não chamaria aquilo de luta, eu quase morri, pensou.
– Empousa, sim, a criatura que atacou você.
– Mas co-como você sabe?
– Eu explicarei tudo. – Disse o garoto por fim, que adentrou a porta e puxou Maurine delicadamente pelo pulso, para o sofá de veludo que ocupava o centro da sala. Ele precisou de algumas horas para explicar tudo – os deuses, os monstros, o relacionamento de seu pai com alguma deusa, o acampamento e inclusive que ele encontrara a empousa e que esta era Kiera – principalmente porque Maurine estava aturdida demais e lhe pediu que repetisse. De repente, algumas coisas se encaixaram, mas Maurine demorou para aceitar. Quando o garoto disse que precisavam partir para o tal acampamento, Maurine engasgou um gritou e se recusou a deixar sua casa, e expulsou o garoto.

Passou-se uma semana, e o garoto, de nome Bruno, seu sátiro protetor, como ele se autoproclamara, a visitou todos os dias, e depois de suas inúmeras súplicas e depois de pensar melhor, em sua segurança e a de seu pai, Maurine cedeu e subiu as escadas para encher duas malas com suas melhores roupas, saltos e maquiagens. Antes de sair, deixou um bilhete para seu pai, que segundo seu colega peludo, sempre soubera que Maurine era uma semideusa.

PS: O teste de reclamação é somente para deuses OLIMPIANOS e deuses MENORES. Filhos dos três grandes requer um TESTE ESPECIAL.
PPS: Templates nos teste para deus são terminantemente proibidos.


avatar
Joshua Welch
Mensageiros de Íris
Mensageiros de Íris

Mensagens : 12
Data de inscrição : 09/08/2013
Idade : 19

Ficha Meio-Sangue
Nível: 4
HP:
95/110  (95/110)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Apolo em Sab Ago 10, 2013 9:24 am

Maurine

Sua história ficou ligeiramente confusa, mas está boa o suficiente para ser reclamada por Afrodite. Bem vinda ao acampamento!

-RECLAMADA-

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Apolo



Deus do sol, da medicina, da música, da perfeição... ♫ Chato bagarai ♫  Dono do fórum ♫  Hot 8)

Credits: @ Polo
avatar
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 630
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 26
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
99999/99999  (99999/99999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://pjoalliancebr.forumeiros.com.pt/  -qq

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Josh Grimory em Dom Ago 11, 2013 8:34 pm



Seu Nome Completo Aqui

 


Dados do personagem


NOME COMPLETO (SEM ABREVIAÇÕES):Josh Grimory
 
IDADE: 16
 
5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS FÍSICAS: 1,75 de altura,olhos castanhos claro e cabelo preto,pele clara e magro,sempre com o cabelo penteado para o lado
 
5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS:   Amigavel,Frio,Calculista,Preservado,Quieto,Sarcástico,Detalhista
 
PESSOA USADA NO AVATAR (PP): Tyler Posey

COMO VOCÊ ENCONTROU ESTE FÓRUM? (RESPOSTA OPCIONAL):


Dados da reclamação


QUAL DEUS(A) VOCÊ DESEJA SE TORNAR FILHO? Thanatos

POR QUE QUER SER FILHO DE TAL DEUS(A)("MEU DEUS PREFERIDO" E "GOSTEI DOS PODERES" NÃO É RESPOSTA)?  Thanatos sendo o Deus da morte,pois todas as criaturas são levadas a ele no final da vida,tambem sendo Preservado em seu canto e gostando de coisas antigas,e tambem otima habilidade como foices,eu de certo modo me pareço com ele,menos na parte da foice porque eu ja tentei e não consegui muita coisa

CONTE SUA HISTÓRIA; DESDE SEU NASCIMENTO ATÉ QUANDO DESCOBRIU SER SEMIDEUS(MÍNIMO 30 LINHAS)  no Dia 20 de Janeiro de 1997,Sasha Gremory estava a dar a luz a seu filho Josh,seu irmão vendo que a mesma não sobreviveria após o parte promete a ela cuidar de josh até ele atingir a idade adulta,após alguma horas Sasha morre e seu irmão Albert toma Josh nos braços e o leva para morar consigo em sua mansão em Los Angeles,após alguns anos Josh havia crescido agora estava com 16 anos e como sempre não havia nenhum amigos ele mesmo achava que as outras pessoas sentiam "medo" dele, um dia normal se começara Josh se levantou viu seu tio Albert tomando café,se aproximou e pegou seu lanche e colocou na mochila e seguiu rumo a escola a semana na escola havia começado chata com varias saídas para visitar locais na cidade,então Josh chegou na sala na hora que o sino bateu,as primeiras aulas passaram então a hora de ir para a visita ao zoo chegou Josh apurado,correu para o banheiro,após usar o mesmo tentou sair e forçou a porta que estava trancada Josh forçou a porta até que ela abriu ele olhou para um lado do corredor e para o outro e não viu ninguém nem mesmo o zelador,então foi andando pela escola toda forçando todas as portas que estavam todas fechadas Josh que sempre foi forte estranhou que não conseguira abrir as portas do colégio,então Josh ouviu um barulho de ossos se batendo,Josh curioso foi até o local dos barulhos e soltou um grito vendo um esqueleto portando uma espada,um escudo e um elmo de couro,o esqueleto virou para trás e foi seguindo Josh,ele com medo correu e se surpreendeu por ver a porta da sala do zelador aberta,então ele correu e entrou dentro dela e a trancou jogando uma estante no chão,então olhou para trás e viu uma vassoura no momento em que Josh Puxou a vassoura o Esqueleto infiou a espada na porta e a abriu a estilhaçando, Josh quebrou a cadeira no esqueleto fazendo o mesmo perder o elmo de couro,Josh quando foi pular a estante quase tropeçou e deixou assim um colar em forma de foice rodopiar pelo patio,então ele abaixou e foi escorregando até o colar, tomou o mesmo em suas mãos que no momento virou uma foice,então Josh se surpreendeu com aquilo,e um coragem Sobrenatural tomou conta dele,que em posição de combate foi combater o esqueleto,então Josh pulando sobre ele colocou a foice no pescoço do esqueleto e puxou para cima assim fazendo os ossos todos cairem no chão,logo após isso pegou os ossos e jogou no lixo,então voltou para casa e viu seu tio o esperando,com uma pilha de esqueleto igual ao que ele tinha matado:
-Oque era aquilo?-Perguntou Josh
-Era um Esqueleto,Querendo lhe matar-Disse Albert se Levantando
-Me Matar?Porque?-Perguntou Josh se sentando
-Você é Filho da morte...Não sei porque vieram atrás de você-Respondeu Albert
-Filho da Morte?como assim?-respondeu Josh confuso
Albert fez um sinal e josh o seguiu até o carro,e em seguida levou ele até uma parte da floresta que cercava a cidade
-Oque viemos fazer aqui tio?-perguntou  Josh
Albert nada respondeu apenas deixou o garoto ali perto de um portal de madeira e em seguida ligou o carro e foi embora,então Josh atravessou o portal e viu varias cabanas e levou um susto pois não havia visto aquilo antes de passar pelo portal,então um homem veio o receber
-Bem Vindo,Filho de Thanatos-Disse o homem com um sorriso no céu
Então Josh finalmente entendeu oque seu tio quis dizer com filho da "morte" pois thanatos era o deus da morte,após isso o homem explicou a historia para Josh sobre os Semideus,olimpianos,Deuses e as Criaturas que tentavam mata-lo,então depois disso Josh foi para um lugar escuro e começou a pensar como seria seu pai.



PS: O teste de reclamação é somente para deuses OLIMPIANOS e deuses MENORES. Filhos dos três grandes requer um TESTE ESPECIAL.
PPS: Templates nos teste para deus são terminantemente proibidos.



Última edição por Josh Grimory em Seg Ago 12, 2013 6:28 pm, editado 2 vez(es)
avatar
Josh Grimory
Filhos De Thanatos
Filhos De Thanatos

Mensagens : 19
Data de inscrição : 10/08/2013

Ficha Meio-Sangue
Nível: 1
HP:
70/100  (70/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Perséfone em Seg Ago 12, 2013 12:24 pm

- Josh -
Seu teste está muito ruim. As primeiras respostas estão muito vagas e não demonstram seu interesse para ser reclamado. Sua história está repleta de erros ortográficos (principalmente os sinas em lugares inadequados) e não tem muita coerência. Tente outra vez e procure colocar mais emoção na narração, tal como mais detalhes.

REPROVADO

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------



....Perséfone/Koré....
Se o inverno chegou, a primavera não estará distante

Deusa das Estações Filha de Deméter Irmã de Despina
avatar
Perséfone
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 378
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 30
Localização : Jardim de Perséfone

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinit
HP:
999999/999999  (999999/999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Annie Stillcon em Seg Ago 12, 2013 2:47 pm



Annie Stillcon

 


Dados do personagem


NOME COMPLETO (SEM ABREVIAÇÕES): Annie Stillcon

IDADE: 15 anos.

5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS FÍSICAS: 1,63 de altura. Cabelos loiros e olhos claros. Pele clara. Corpo atlético e magro. Está sempre com o cabelo trançado desde a raiz.

5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS: Alegre, amigável, extrovertida, calculista, preservada, sarcástica e fria.

PESSOA USADA NO AVATAR (PP): Ashley Benson

COMO VOCÊ ENCONTROU ESTE FÓRUM? (RESPOSTA OPCIONAL): Procurei fóruns no google -q


Dados da reclamação


QUAL DEUS(A) VOCÊ DESEJA SE TORNAR FILHO? Apolo - Deus do Sol, da música e dos arqueiros

POR QUE QUER SER FILHO DE TAL DEUS(A)("MEU DEUS PREFERIDO" E "GOSTEI DOS PODERES" NÃO É RESPOSTA)? Sempre me identifiquei mais com Apolo e minhas habilidades são referentes a do seu chalé. Uma das referencias que tenho com Apolo é o canto e a arqueria; tenho uma ótima mira com o arco e flecha e uma voz bela.

CONTE SUA HISTÓRIA; DESDE SEU NASCIMENTO ATÉ QUANDO DESCOBRIU SER SEMIDEUS(MÍNIMO 30 LINHAS)
Numa tarde ensolarada,  no dia 01 de Agosto de 1998, no estado da Califórnia, nasceu Annie. Filha de Clarisse. Annie morou com mãe que era uma cantora não muito conhecida; mas possuía uma ótima voz. A garota cresceu com dificuldade, pois sempre havia monstros interrompendo sua ''vida normal''. Aos 7 anos, Clarisse resolveu contar a filha sobre o que estava acontecendo. Clarisse podia ver através da névoa, e por isso sempre sabia do que acontecia. Ela explicou a Annie tudo que sabia:
- Filha, é complicado, mas você precisa saber a verdade. Sei que já me perguntou várias vezes sobre seu pai, mas agora eu vou lhe contar a verdade.
E assim, contou tudo sobre os monstros, os Olimpianos e então, chegou na parte mais delicada: o pai da garota. Clarisse explicou sobre Apolo e o romance dos dois, e Annie ficou maravilhada com a história toda:
- Calma mamãe, então quer dizer que meu pai é o Deus do Sol, Apolo? E que essas coisas que tentam me matar direito são monstros? Estou confusa...
-Eu sei meu amor, mas você é inteligente e vai se sair bem.
Depois que Annie soube de toda a história e descobriu que era uma semideusa, não se importou muito com o fato de ter monstros a perseguindo por causa de ela ser filha de um Deus. O avô mortal de Annie trabalhava com armas, e assim, construiu uma espada para a garota, e com isso, podia se defender de alguns monstros as vezes. Aos 9 anos quando Annie saia do colégio, foi atacada por uma dracaenae que quebrou sua espada. Após Annie ter matado o monstro, sua mãe comprou um arco e flecha para a mesma, pois ela sabia das habilidades de Apolo e achou que seria bom a filha já ir aprendendo a usar tal arma. Por conhecidencia, a garota tinha jeito para o arco e flecha, pois 5 de seus tiros, 4 ela acertava. A garota vivia de escola em escola e por isso, Annie não tinha muitos amigos na rua e nem na escola, pois eles a chamavam de doida desde que teve um ataque de monstros em seu 3ª colégio. Annie tinha apenas um amigo: Pedro. O garoto sempre foi legal com Annie e a protegia de alguns monstros. Na 4ª escola que Annie frequentou, fez amizades com algumas garotas, mas elas eram esnobes demais, e Annie não gostava do jeito delas. Numa noite em Annie e Pedro voltavam de um parque de diversões, sentiram algo estranho, e Pedro, com seu faro de sátiro, sentiu a presença da mesma dracaenae que quebrou a espada de Annie. O monstro os atacou até que as flechas de Annie tinham acabado, e então, matou seu melhor amigo. Annie descobriu que Pedro era um sátiro e estava numa missão de levar Annie para o acampamento, mas não deu tempo. A garota já estava com 10 anos e tinha ataques de monstrs frequentemente. Clarisse vivia preocupada, porque sabia que quanto mais velha Annie ficasse, pior seria a situação. A garota precisava de treinamento, e isso ela só poderia ter no acampamento. Uma das coisas mais difíceis de Clarisse dizer foi:
- Annie, arrume suas coisas. Você vai para o acampamento meio-sangue. Lá estará segura e encontrará outros meio-sangue.
Com isso, Clarisse levou a garota para o acampamento em segurança, porém na volta, morreu num acidente de carro. Annie agora vive no acampamento junto com seus meio-irmãos e melhores amigos.


PS: O teste de reclamação é somente para deuses OLIMPIANOS e deuses MENORES. Filhos dos três grandes requer um TESTE ESPECIAL.
PPS: Templates nos teste para deus são terminantemente proibidos.

avatar
Annie Stillcon
Meio-Sangues Indefinidos
Meio-Sangues Indefinidos

Mensagens : 1
Data de inscrição : 12/08/2013
Idade : 18
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha Meio-Sangue
Nível: 1
HP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Apolo em Seg Ago 12, 2013 3:01 pm

Annie

 Então, lindinha... não tenho boas respostas quanto a sua aprovação. Pra começar, sua história está sem descrição nenhuma, parece que tudo o que acontece é algo completamente normal e também que essa falta de detalhes deixou a história ligeiramente confusa. Também achei incoerente o fato dela não ligar por ser semideusa, por mais que você queira uma personagem de mente forte, é impossível permanecer indiferente quanto a isto.
 Outra coisa incoerente foi o fato dela entrar no colégio e andar por aí segurando uma espada de verdade ou um arco e flecha, pare pra pensar um pouco nisso. 
 A sua batalha não teve descrição foi apenas "matei o monstro". Bom, é basicamente isso... incoerência e a falta de descrição/detalhes.
Boa sorte com a próxima ficha.

-REPROVADA-

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Apolo



Deus do sol, da medicina, da música, da perfeição... ♫ Chato bagarai ♫  Dono do fórum ♫  Hot 8)

Credits: @ Polo
avatar
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 630
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 26
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
99999/99999  (99999/99999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://pjoalliancebr.forumeiros.com.pt/  -qq

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Josh Grimory em Seg Ago 12, 2013 7:03 pm



Seu Nome Completo Aqui

 


Dados do personagem


NOME COMPLETO (SEM ABREVIAÇÕES):Josh Grimory
 
IDADE: 16
 
5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS FÍSICAS: 1,75 de altura,olhos castanhos claro e cabelo preto,pele clara e magro,sempre com o cabelo penteado para o lado
 
5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS:   Amigavel,Frio,Calculista,Preservado,Quieto,Sarcástico,Detalhista
 
PESSOA USADA NO AVATAR (PP): Tyler Posey

COMO VOCÊ ENCONTROU ESTE FÓRUM? (RESPOSTA OPCIONAL): 


Dados da reclamação


QUAL DEUS(A) VOCÊ DESEJA SE TORNAR FILHO? Thanatos

POR QUE QUER SER FILHO DE TAL DEUS(A)("MEU DEUS PREFERIDO" E "GOSTEI DOS PODERES" NÃO É RESPOSTA)?  Thanatos sendo o Deus da morte,pois todas as criaturas são levadas a ele no final da vida,tambem sendo Preservado em seu canto e gostando de coisas antigas,e tambem otima habilidade como foices,eu de certo modo me pareço com ele,menos na parte da foice porque eu ja tentei e não consegui muita coisa

CONTE SUA HISTÓRIA; DESDE SEU NASCIMENTO ATÉ QUANDO DESCOBRIU SER SEMIDEUS(MÍNIMO 30 LINHAS)  no Dia 20 de Janeiro de 1997,Sasha Gremory estava a dar a luz a seu filho Josh,seu irmão vendo que a mesma não sobreviveria após o parte promete a ela cuidar de josh até ele atingir a idade adulta,após alguma horas Sasha morre e seu irmão Albert toma Josh nos braços e o leva para morar consigo em sua mansão em Los Angeles,após alguns anos Josh havia crescido agora estava com 16 anos e como sempre não havia nenhum amigos ele mesmo achava que as outras pessoas sentiam "medo" dele, um dia normal se começara Josh se levantou viu seu tio Albert tomando café,se aproximou e pegou seu lanche e colocou na mochila e seguiu rumo a escola a semana na escola havia começado chata com varias saídas para visitar locais na cidade,então Josh chegou na sala na hora que o sino bateu,as primeiras aulas passaram então a hora de ir para a visita ao zoo chegou Josh apurado,correu para o banheiro,após usar o mesmo tentou sair e forçou a porta que estava trancada Josh forçou a porta até que ela abriu ele olhou para um lado do corredor e para o outro e não viu ninguém nem mesmo o zelador,então foi andando pela escola toda forçando todas as portas que estavam todas fechadas Josh que sempre foi forte estranhou que não conseguira abrir as portas do colégio,então Josh ouviu um barulho de ossos se batendo,Josh curioso foi até o local dos barulhos e soltou um grito vendo um esqueleto portando uma espada,um escudo e um elmo de couro,o esqueleto virou para trás e foi seguindo Josh,ele com medo correu e se surpreendeu por ver a porta da sala do zelador aberta,então ele correu e entrou dentro dela e a trancou jogando uma estante no chão,então olhou para trás e viu uma vassoura no momento em que Josh Puxou a vassoura o Esqueleto infiou a espada na porta e a abriu a estilhaçando, Josh quebrou a cadeira no esqueleto fazendo o mesmo perder o elmo de couro,Josh quando foi pular a estante quase tropeçou e deixou assim um colar em forma de foice rodopiar pelo patio,então ele abaixou e foi escorregando até o colar, tomou o mesmo em suas mãos que no momento virou uma foice,então Josh se surpreendeu com aquilo,e um coragem Sobrenatural tomou conta dele,que em posição de combate foi combater o esqueleto,então Josh pulando sobre ele colocou a foice no pescoço do esqueleto e puxou para cima assim fazendo os ossos todos cairem no chão,logo após isso pegou os ossos e jogou no lixo,então voltou para casa e viu seu tio o esperando,com uma pilha de esqueleto igual ao que ele tinha matado:
-Oque era aquilo?-Perguntou Josh
-Era um Esqueleto,Querendo lhe matar-Disse Albert se Levantando
-Me Matar?Porque?-Perguntou Josh se sentando
-Você é Filho da morte...Não sei porque vieram atrás de você-Respondeu Albert
-Filho da Morte?como assim?-respondeu Josh confuso
Albert fez um sinal e josh o seguiu até o carro,e em seguida levou ele até uma parte da floresta que cercava a cidade
-Oque viemos fazer aqui tio?-perguntou  Josh
Albert nada respondeu apenas deixou o garoto ali perto de um portal de madeira e em seguida ligou o carro e foi embora,então Josh atravessou o portal e viu varias cabanas e levou um susto pois não havia visto aquilo antes de passar pelo portal,então um homem veio o receber
-Bem Vindo,Filho de Thanatos-Disse o homem com um sorriso no céu
Então Josh finalmente entendeu oque seu tio quis dizer com filho da "morte" pois thanatos era o deus da morte,após isso o homem explicou a historia para Josh sobre os Semideus,olimpianos,Deuses e as Criaturas que tentavam mata-lo,então depois disso Josh foi para um lugar escuro e começou a pensar como seria seu pai.



PS: O teste de reclamação é somente para deuses OLIMPIANOS e deuses MENORES. Filhos dos três grandes requer um TESTE ESPECIAL.
 PPS: Templates nos teste para deus são terminantemente proibidos.


-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

[img][/img]
avatar
Josh Grimory
Filhos De Thanatos
Filhos De Thanatos

Mensagens : 19
Data de inscrição : 10/08/2013

Ficha Meio-Sangue
Nível: 1
HP:
70/100  (70/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Convidado em Seg Ago 12, 2013 8:25 pm

Muito bem, Josh. Eu notei algumas falhas bem visíveis quando a sua ortografia e nexo entre as palavras. Falta de acento, falta de letras maiúsculas como no caso de "thanatos". Procure dar espaço entre pontos finais e vírgulas. Outra coisa... Filhos de Tânatos USAM foices. Como quer ser um se não sabe? Isso é uma perícia.



- REPROVADO -

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Josh Grimory em Seg Ago 12, 2013 8:35 pm



Seu Nome Completo Aqui

 


Dados do personagem


NOME COMPLETO (SEM ABREVIAÇÕES):Josh Grimory
 
IDADE: 16
 
5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS FÍSICAS: 1,75 de altura,olhos castanhos claro e cabelo preto,pele clara e magro,sempre com o cabelo penteado para o lado
 
5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS:   Amigavel,Frio,Calculista,Preservado,Quieto,Sarcástico,Detalhista
 
PESSOA USADA NO AVATAR (PP): Tyler Posey

COMO VOCÊ ENCONTROU ESTE FÓRUM? (RESPOSTA OPCIONAL): 


Dados da reclamação


QUAL DEUS(A) VOCÊ DESEJA SE TORNAR FILHO? Thanatos

POR QUE QUER SER FILHO DE TAL DEUS(A)("MEU DEUS PREFERIDO" E "GOSTEI DOS PODERES" NÃO É RESPOSTA)?  Thanatos sendo o Deus da morte,pois todas as criaturas são levadas a ele no final da vida,tambem sendo Preservado em seu canto e gostando de coisas antigas,e tambem otima habilidade como foices,eu de certo modo me pareço com ele

CONTE SUA HISTÓRIA; DESDE SEU NASCIMENTO ATÉ QUANDO DESCOBRIU SER SEMIDEUS(MÍNIMO 30 LINHAS)  no Dia 20 de Janeiro de 1997,Sasha Gremory estava a dar a luz a seu filho Josh,seu irmão vendo que a mesma não sobreviveria após o parte promete a ela cuidar de josh até ele atingir a idade adulta,após alguma horas Sasha morre e seu irmão Albert toma Josh nos braços e o leva para morar consigo em sua mansão em Los Angeles,após alguns anos Josh havia crescido agora estava com 16 anos e como sempre não havia nenhum amigos ele mesmo achava que as outras pessoas sentiam "medo" dele, um dia normal se começara Josh se levantou viu seu tio Albert tomando café,se aproximou e pegou seu lanche e colocou na mochila e seguiu rumo a escola a semana na escola havia começado chata com varias saídas para visitar locais na cidade,então Josh chegou na sala na hora que o sino bateu,as primeiras aulas passaram então a hora de ir para a visita ao zoo chegou Josh apurado,correu para o banheiro,após usar o mesmo tentou sair e forçou a porta que estava trancada Josh forçou a porta até que ela abriu ele olhou para um lado do corredor e para o outro e não viu ninguém nem mesmo o zelador,então foi andando pela escola toda forçando todas as portas que estavam todas fechadas Josh que sempre foi forte estranhou que não conseguira abrir as portas do colégio,então Josh ouviu um barulho de ossos se batendo,Josh curioso foi até o local dos barulhos e soltou um grito vendo um esqueleto portando uma espada,um escudo e um elmo de couro,o esqueleto virou para trás e foi seguindo Josh,ele com medo correu e se surpreendeu por ver a porta da sala do zelador aberta,então ele correu e entrou dentro dela e a trancou jogando uma estante no chão,então olhou para trás e viu uma vassoura no momento em que Josh Puxou a vassoura o Esqueleto infiou a espada na porta e a abriu a estilhaçando, Josh quebrou a cadeira no esqueleto fazendo o mesmo perder o elmo de couro,Josh quando foi pular a estante quase tropeçou e deixou assim um colar em forma de foice rodopiar pelo patio,então ele abaixou e foi escorregando até o colar, tomou o mesmo em suas mãos que no momento virou uma foice,então Josh se surpreendeu com aquilo,e um coragem Sobrenatural tomou conta dele,que em posição de combate foi combater o esqueleto,então Josh pulando sobre ele colocou a foice no pescoço do esqueleto e puxou para cima assim fazendo os ossos todos cairem no chão,logo após isso pegou os ossos e jogou no lixo,então voltou para casa e viu seu tio o esperando,com uma pilha de esqueleto igual ao que ele tinha matado:
-Oque era aquilo?-Perguntou Josh
-Era um Esqueleto,Querendo lhe matar-Disse Albert se Levantando
-Me Matar?Porque?-Perguntou Josh se sentando
-Você é Filho da morte...Não sei porque vieram atrás de você-Respondeu Albert
-Filho da Morte?como assim?-respondeu Josh confuso
Albert fez um sinal e josh o seguiu até o carro,e em seguida levou ele até uma parte da floresta que cercava a cidade
-Oque viemos fazer aqui tio?-perguntou  Josh
Albert nada respondeu apenas deixou o garoto ali perto de um portal de madeira e em seguida ligou o carro e foi embora,então Josh atravessou o portal e viu varias cabanas e levou um susto pois não havia visto aquilo antes de passar pelo portal,então um homem veio o receber
-Bem Vindo,Filho de Thanatos-Disse o homem com um sorriso no céu
Então Josh finalmente entendeu oque seu tio quis dizer com filho da "morte" pois thanatos era o deus da morte,após isso o homem explicou a historia para Josh sobre os Semideus,olimpianos,Deuses e as Criaturas que tentavam mata-lo,então depois disso Josh foi para um lugar escuro e começou a pensar como seria seu pai.



PS: O teste de reclamação é somente para deuses OLIMPIANOS e deuses MENORES. Filhos dos três grandes requer um TESTE ESPECIAL.
 PPS: Templates nos teste para deus são terminantemente proibidos.


-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

[img][/img]
avatar
Josh Grimory
Filhos De Thanatos
Filhos De Thanatos

Mensagens : 19
Data de inscrição : 10/08/2013

Ficha Meio-Sangue
Nível: 1
HP:
70/100  (70/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Aidan Chase Bennett em Ter Ago 13, 2013 12:41 am



Aidan Chase Bennett  




Dados do personagem


NOME COMPLETO (SEM ABREVIAÇÕES): Scott Diggle Willians

IDADE: 17

5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS FÍSICAS/PSICOLÓGICAS:Amo praticar esportes, sempre tive um prazer enorme por isso, é como um hobby. Justamente por causa deste fator que meu corpo é totalmente definido, desde minha adolescência até agora em minha juventude. Nos colégios os quais estudei, sempre fui o mais descolado, mesmo com os problemas que causava. Às vezes as pessoas não gostavam de me conhecer, pois eu me tornei, com o decorrer do tempo, um garoto um pouco esnobe. E isso afastava alguns tipos de pessoas de mim. Tenho o cabelo curto e negro, negro como meus olhos, pele clara e fria, uma aparência facial — como diz as pessoas — atraente. Meço um metro e oitenta e sete centímetros, e acredite; ter essa altura já me ajudou muito, mas isso não vem ao caso. Sempre me mostrei um garoto simpático e educado. Psicologicamente, meu maior defeito acontece quando alguém me irrita, não tenho o mínimo de controle quanto a isso, entretanto, por favor, não me importune. Enfim, sou determinado e sempre alcancei meus objetivos, mas agora as coisas mudaram e esses objetivos se tornaram muito mais complexos, nada comparados aos da vida que levei no passado, por isso terei de ter a atenção dobrada, e é claro, pode ser que haja uma mudança no meu modo se ser...


PESSOA USADA NO AVATAR (PP): Zayn Malik

COMO VOCÊ ENCONTROU ESTE FÓRUM? (RESPOSTA OPCIONAL): Aqui


Dados da reclamação


QUAL DEUS(A) VOCÊ DESEJA SE TORNAR FILHO? Quione

POR QUE QUER SER FILHO DE TAL DEUS(A)("MEU DEUS PREFERIDO" E "GOSTEI DOS PODERES" NÃO É RESPOSTA)? Porque as características do personagem estão bem ligadas à deusa. Sua história também é muito interessante. Tenho atração pelo fenômeno natural conhecido como neve, é perfeito. Os poderes estão bem criativos, isso também influencia. Enfim, estas são as razões principais por eu ter escolhido a deusa para ter como mãe.

CONTE SUA HISTÓRIA; DESDE SEU NASCIMENTO ATÉ QUANDO DESCOBRIU SER SEMIDEUS(MÍNIMO 30 LINHAS) Um garoto que poderia ser dito como normal, mas ele e seus Pais adotivos sabiam que ele não era, normal.Suas atitudes, feições, seu jeito de ser, era estranho, várias vezes chegou a quase brigar com alguns Alunos por motivos fúteis.
Sua Mãe adotiva todas os dias o levava para um Psiquiatra, mas parecia não dar efeito nenhum, ir ao Psiquiatra era só um Hobby para o garoto.
Mas tudo mudou em uma Terça-Feira, o Céu estava nublado, o frio predominava em Nova Iorque, e eu mais uma vez ia para o Psiquiatra, já estava ficando enjoado da cara do Sr. Villier, aquele quatro olhos vivia falando que eu era bizarro, anormal, tinha vontade de pegar uma caneta e fazer com que ele virasse um Queijo suíço, cheio de buracos.
Mas eu não poderia, eu ia acabar sendo presso, ia até sair no Jornal: "Garoto louco faz Psiquiatra virar Queijo Suíço".

Ri do meu pensamento, mas depois fiquei sério, e saí do carro, alguns flocos de neve caíram sobre o meu ombro, mas não liguei muito.E continuei andando para o prédio na qual o Sr. Villier trabalhava.
Minha Mãe estava logo atrás de mim para não ir andando por todas aquelas escadas resolvi ir de elevador, para o andar de atendimento dele, passei pela secretária dele e abri a porta do seu escritório e viu uma cena diferente: O homem, que agora, não tinha mais o corpo de um humano. Agora, era um animal mitológico, a manticora. Seu rosto permaneceu o mesmo, seu pescoço encompridou, seu corpo era de um leão, e tinha um rabo enorme de escorpião, que solta espinhos de tamanhos enormes. A mãe de Aidan, desmaiou rapidamente. Seu corpo estava amolecido no chão. Ah, agora, o garoto parecia completamente raivoso, mas não tinha arma alguma, ou talvez, apenas a pistola que está dentro da bolsa de sua mãe. Ele pegou a bolsa beje, mas a manticora, com seu rabo o jogou contra a parede de gesso, que agora abriu-se em uma enorme cratera. Ele, então, ficou imóvel por alguns segundos, a bolsa de sua mãe, estava na grade do segundo andar, quase caindo, ele esticou a mão, e enfiou dentro, a procura de alguma coisa, uma espatula de uma, ou uma caneta, algo que poderia matar ou ferir o monstro, mas nada, ele sentiu com seu tato algo de metal, pegou no cabo de tal coisa e puxou, era uma Pistola.

Instantaneamente mirei no peito do bicho e apertei o gatilho, estava armada, e não estava travada, a bala foi ao encontro do monstro e acertou o peito dele, mas parecia ser como só uma picadinha de formiga, ele veio com aquele rabão de escorpião e tentou me acertar, mas por algum motivo rolei para o lado e consegui desviar, eu tinha acabado de me salvar da morte, e ainda mais, por extintos, será que algum ancestral meu era Gladiador ou guerreiro?Talvez sim...Talvez não...Segurei firme no apoiador da arma e disse: Vai para o inferno!-falei e disparei um tiro mirando a cabeça do monstro, eu era muito bom quando o assunto era mira e balas, adorava jogar jogos que envolviam os dois e mortes.Eu era um "Sniper" quando se tratava disso.

O monstro não reagiu, foi atacado, caiu no chão, resmungando palavras estranhas, em uma linguagem antiga, grego.Aidan pegou sua mãe no colo, e tentou correr o mais rápido possível pela escada, mas com atenção, em um dos degraus, ele escorregou seu pé, por ter pisado bem na quina, e sua mãe voou alguns centímetros acima dele, e ele escorregou um degrau a baixo. Sua mãe bateu a coluna no degrau, crack! Quebrou-se, partiu-se. Ela estava morta e a culpa era do garoto, por ser problemático. A mãe, ao menos, morreu adormecida.Agora o garoto  queria vingar a morte de sua mãe, ela era tão boa, doce, mas nesse momento teria entrado em depressão.

Aidan não hesitou, mesmo que sua mãe tivesse morrido, ele teria que fugir, não poderia morrer junto com ela, não agora, não aqui. Ele empurrou a porta, e deu na recepção do lugar, e viu a secretária olhando assustada, para o garoto, totalmente suado, com um machucado na testa, que havia feito na hora que caiu da escada. Ele segurava a arma, e a secretária logo se assustou, pegou o telefone e começou a ligar para a polícia.Aidan entrou dentro do seu carro, rápido, chiquérrimo. Colocou a chave, que sua mãe havia lhe dado, para segurar, colocou o pé no acelerador, sem mesmo pensar nas regras do trânsito. Ele precisava fugir, mesmo que isso fizesse-o parecer com um fugitivo, um bandido. Alguns flocos de neve bateram em seu rosto.Um sinal? Não, claro que não, o seu psicólogo apenas estava tentando o deixar confuso, completamente confuso.

Aidan, enfiou a mão dentro do porta-luvas, e encontrou um papelzinho, era o endereço de seu Pai verdadeiro. Ele logo foi diretamente no endereço, agora, o trânsito da cidade estava completamente tranquilo. Bom horário para ouvir uma musiquinha, mas, quando ligou o rádio, não pode se satisfazer, ouviu notícias sobre ele, ele era o fugitivo. Uma coisa fez-o sentir um frio na espinha, era a voz do doutor Villier. Aquele nojento, falava que Dan quem começou tudo. Era um alarme, a polícia vinha atrás dele. Ouviu, de repente, a repórter falar "Aidan Chase Bennett, se estiver em um veículo nesse momento, saia deste imediatamente!" Desligou o rádio, com uma atitude rebelde. Começou a cantar músicas depressivas, sua voz, ia no tom certo. Ele parou o veículo, e tocou a campainha da tal casa. A porta abriu.

-Olá, Pai... Alexandre, sim? Eu ouvi uma coisas bem estranhas hoje... sobre monstros... Você me deve uma explicação.- Cruzou os braços, bravo. Ahn..
Pergunte isso no acampamento, garoto. Vamos

Ele o jogou dentro de seu carro esportivo, e foram diretamente para Long Island, demorou um pouco, mas chegaram. Era uma fazenda de morangos, Aidan não questionou, mas era estranho, claro que era. Pularam uma cerca, e foram correndo para cima de uma colina, e lá em cima encontraram um portal enorme, de mármore, escrito “Acampamento Meio-Sangue”;Aidan pensou para si mesmo – Serás verdade,ou apenas ilusão? –O Pai dele não conseguiu entrar, e ele se sentiu culpado, por só encontrá-lo uma vez, e não poder ficar com ele. Ele saiu do portal, e deu um abraço em seu Pai. Ele sorriu, mas logo foi embora, deixando o garoto sozinho, em um acampamento qualquer, um acampamento misterioso, mitológico.Aidan, passou, desde então, dias no Chalé de Hermes, pensando em quem seria sua verdadeira mãe.
Após alguns dias ainda sem ser Reclamado durante uma noite em um sonho aparece o rosto de sua verdadeira mãe...Era uma deusa, Quione...


PS: Queria mudar meu Nome pra Aidan Chase Bennett  


avatar
Aidan Chase Bennett
Meio-Sangues Indefinidos
Meio-Sangues Indefinidos

Mensagens : 1
Data de inscrição : 13/04/2013

Ficha Meio-Sangue
Nível: 1
HP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Apolo em Ter Ago 13, 2013 6:48 am

Josh

Exceto pela parte da foice, eu poderia dar a mesma avaliação que a Íris e a Perséfone deram. Você não está se empenhando em melhorar os mesmos erros

-REPROVADO-

Scott

Bem, quanto a suas respostas, não tenho o que reclamar. Na sua história, eu encontrei bastante repetição de palavras e algumas letras maiúsculas e vírgulas no lugar errado. Infelizmente, você me deixou com sérias dúvidas quanto a sua aprovação, mas irei reclamá-lo e espero melhoras, pois sei que você tem potencial!

PS: A mudança de nome deve ser feita no tópico correto.

-APROVADO-

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Apolo



Deus do sol, da medicina, da música, da perfeição... ♫ Chato bagarai ♫  Dono do fórum ♫  Hot 8)

Credits: @ Polo
avatar
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 630
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 26
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
99999/99999  (99999/99999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://pjoalliancebr.forumeiros.com.pt/  -qq

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Josh Grimory em Ter Ago 13, 2013 12:29 pm



Seu Nome Completo Aqui

 


Dados do personagem


NOME COMPLETO (SEM ABREVIAÇÕES):Josh Grimory
 
IDADE: 16
 
5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS FÍSICAS: Alto com 1,75,Pele clara,olhos e cabelos castanhos,forte,um dos melhores jogadores da escola,sempre malhando quando tem um tempo livre ou nos finais de semana,ama praticar esportes
 
5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS:   Na maior parte do tempo é detalhista,mas tambem muito amigável,as vezes fica  frio e calculista quanto ao oponente,quase sempre é sarcastico perante os amigos  
 
PESSOA USADA NO AVATAR (PP): Tyler Posey

COMO VOCÊ ENCONTROU ESTE FÓRUM? (RESPOSTA OPCIONAL): 


Dados da reclamação


QUAL DEUS(A) VOCÊ DESEJA SE TORNAR FILHO? Thanatos

POR QUE QUER SER FILHO DE TAL DEUS(A)("MEU DEUS PREFERIDO" E "GOSTEI DOS PODERES" NÃO É RESPOSTA)?  Thanatos sendo o Deus da morte,pois todas as criaturas são levadas a ele no final da vida,tambem sendo Preservado em seu canto e gostando de coisas antigas,e tambem otima habilidade como foices,eu de certo modo me pareço com ele,tambem tenho muito habilidade com foices

CONTE SUA HISTÓRIA; DESDE SEU NASCIMENTO ATÉ QUANDO DESCOBRIU SER SEMIDEUS(MÍNIMO 30 LINHAS)  no Dia 20 de Janeiro de 1997,Sasha Gremory estava a dar a luz a seu filho Josh,seu irmão vendo que a mesma não sobreviveria após o parte promete a ela cuidar de Josh até ele atingir a idade adulta,após alguma horas Sasha morre e seu irmão Albert toma Josh nos braços e o leva para morar consigo em sua mansão em Los Angeles,após alguns anos Josh havia crescido agora estava com 16 anos e como sempre não havia nenhum amigos ele mesmo achava que as outras pessoas sentiam "medo" dele, um dia normal se começara Josh se levantou viu seu tio Albert tomando café,se aproximou e pegou seu lanche e colocou na mochila e seguiu rumo a escola a semana na escola havia começado chata com varias saídas para visitar locais na cidade,então Josh chegou na sala na hora que o sino bateu,as primeiras aulas passaram então a hora de ir para a visita ao zoo chegou Josh apurado,correu para o banheiro,após usar o mesmo tentou sair e forçou a porta que estava trancada Josh forçou a porta até que ela abriu ele olhou para um lado do corredor e para o outro e não viu ninguém nem mesmo o zelador,então foi andando pela escola toda forçando todas as portas que estavam todas fechadas Josh que sempre foi forte estranhou que não conseguira abrir as portas do colégio,então Josh ouviu um barulho de ossos se batendo,Josh curioso foi até o local dos barulhos e soltou um grito vendo um esqueleto portando uma espada,um escudo e um elmo de couro,o esqueleto virou para trás e foi seguindo Josh,ele com medo correu e se surpreendeu por ver a porta da sala do zelador aberta,então ele correu e entrou dentro dela e a trancou jogando uma estante no chão,então olhou para trás e viu uma vassoura no momento em que Josh Puxou a vassoura o Esqueleto infiou a espada na porta e a abriu a estilhaçando, Josh quebrou a cadeira no esqueleto fazendo o mesmo perder o elmo de couro,Josh quando foi pular a estante quase tropeçou e deixou assim um colar em forma de foice rodopiar pelo patio,então ele abaixou e foi escorregando até o colar, tomou o mesmo em suas mãos que no momento virou uma foice,então Josh se surpreendeu com aquilo,e um coragem Sobrenatural tomou conta dele,que em posição de combate foi combater o esqueleto,então Josh pulando sobre ele colocou a foice no pescoço do esqueleto e puxou para cima assim fazendo os ossos todos cairem no chão,logo após isso pegou os ossos e jogou no lixo,então se surpreendeu quando o esqueleto novamente tomou forma,e novamente o esqueleto pegou sua espada,mas Josh,deixara a foice no patio,então ele correu para pega-la e foi surpreendido por outro esqueleto que portava um arco,então o esqueleto atirou uma flecha em Josh,a flecha zuniu em seu ouvido e acertou a parede,então passando por baixo das pernas do esqueleto Josh alcançou sua foice,então puxou o esqueleto da espada pulou sobre ele desferindo um ataque que facilmente foi bloqueado pela foice,então Josh viu que o esqueleto arqueiro mirou o arco nele,então com um reflexo rapido por causa dos esportes Josh arrancou o braço do esqueleto da espada a tempo de conseguir correr e desviar da flecha,então ele novamente entrou na sala do Zelador que estava com a porta fechada e pegou um galão de gasolina que estava ali,então correu para fora,a tempo de Zunir outra flecha a sua frente então ele jogou o galão para cima,e uma flecha o acertou despejando todo o conteúdo no chão,então quando viu os dois esqueletos em cima da gasolina,Josh pegou um isqueiro que sempre levava consigo e jogou em cima,assim queimando os esqueletos,então depois Josh pegou os ossos e os triturou no moedor de carne da cozinha,e soltou o pó ao vento,logo após isso,Josh notou uma porta aberta no estacionamento então voltou para casa,então seu tio explicou a ele sobre os Semideus,Sobre seu pai Tanatos e tambem sobre o acampamento Meio-sangue,então curioso,Seu tio levou Josh até o acampamento,quando chegou ao acampamento Josh foi recebido com muita gentileza por um senhor que lhe explicou melhor a historia a cerca dos olimpianos



PS: O teste de reclamação é somente para deuses OLIMPIANOS e deuses MENORES. Filhos dos três grandes requer um TESTE ESPECIAL.
 PPS: Templates nos teste para deus são terminantemente proibidos.


-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

[img][/img]
avatar
Josh Grimory
Filhos De Thanatos
Filhos De Thanatos

Mensagens : 19
Data de inscrição : 10/08/2013

Ficha Meio-Sangue
Nível: 1
HP:
70/100  (70/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Ártemis em Ter Ago 13, 2013 1:16 pm

 Reprovado.

A sensação que eu tenho é que você não está se esforçando nem um pouco para passar no teste. As primeiras perguntas estão muito vagas e você simplesmente contou sua história em um parágrafo. Pontos e vírgulas nos lugares errado, vezes em demasia, outras em falta. Muitos erros de digitação... Enfim, precisa melhorar bastante.

Ártemis
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 180
Data de inscrição : 25/03/2013
Localização : -

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infiinito
HP:
999999/999999  (999999/999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Josh Grimory em Ter Ago 13, 2013 6:03 pm



Seu Nome Completo Aqui

 


Dados do personagem


NOME COMPLETO (SEM ABREVIAÇÕES):Josh Grimory
 
IDADE: 16
 
5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS FÍSICAS: Alto com 1,75,Pele clara,olhos e cabelos castanhos,forte,um dos melhores jogadores da escola,sempre malhando quando tem um tempo livre ou nos finais de semana,ama praticar esportes
 
5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS:   Na maior parte do tempo é detalhista,mas tambem muito amigável,as vezes fica  frio e calculista quanto ao oponente,quase sempre é sarcastico perante os amigos  
 
PESSOA USADA NO AVATAR (PP): Tyler Posey

COMO VOCÊ ENCONTROU ESTE FÓRUM? (RESPOSTA OPCIONAL): 


Dados da reclamação


QUAL DEUS(A) VOCÊ DESEJA SE TORNAR FILHO? Thanatos

POR QUE QUER SER FILHO DE TAL DEUS(A)("MEU DEUS PREFERIDO" E "GOSTEI DOS PODERES" NÃO É RESPOSTA)?  Thanatos sendo o Deus da morte,pois todas as criaturas são levadas a ele no final da vida,tambem sendo Preservado em seu canto e gostando de coisas antigas,e tambem otima habilidade como foices,eu de certo modo me pareço com ele,tambem tenho muito habilidade com foices

CONTE SUA HISTÓRIA; DESDE SEU NASCIMENTO ATÉ QUANDO DESCOBRIU SER SEMIDEUS(MÍNIMO 30 LINHAS) Um noite bem mais escura que a normal cercava los angeles,uma Jovem andava pela noite indo para casa,Seu nome era Sasha Gremory,algumas horas mais tarde sasha aceitou uma carona de um homen vestido de preto,então 9 meses depois seu filho Josh nasceria,bom vamos voltar a historia,Josh agora com 16 anos se preparava para ir a uma excursão ao parque de diversões,então Josh arrumou suas coisas e partiu para o ponto de ônibus mais perto de sua casa onde a condução iria apanha-lo,então chegando ao parque,todos os outros jovens que estavam na condução haviam tomado rumos diferentes,alguns em grupos,outros em duplas mas Josh fora o único que andava sozinho.
   Então Josh foi até a sala dos espelhos,então Josh estava a mais ou menos uns 20 minutos perdido dentro da sala,então começou a escutar alguns barulhos de ossos,Josh sentou no chão para pensar onde deveria ficar a saída quando um dos espelhos se quebrou com uma flechada:
-Oque foi isso?-Gritou Josh
Então outra flecha zuniu perto do ouvido de Josh,que por ter os reflexos aguçados rolou para o lado,mas um vidro entrou em seu braço:
-Argh-Gritou Josh de dor
Josh tirou rasgou um pedaço da camisa,retirou o vidro do braço e usou o pedaço da camisa como um torniquete,então Josh viu seu Colar,que segundo sua mãe herdara de seu pai,Josh lembrou onde ficava a saída,mas foi surpreendido por um esqueleto que estava empunhando uma espada e um arco nas costas,então o esqueleto investiu contra Josh que por sorte desviou mas sua camisa foi cortada e ficou no chão junto com o colar de seu pai,então Josh foi abaixar para pegar o colar quando ele se Transformou em uma Foice:
-Ow,Como isso aconteceu?-Perguntou Josh a si mesmo
Josh pegou a foice e se sentiu como sempre tivesse usado ela para fazer coisas,mesmo nunca tendo relado em uma,então ele passou por baixo do esqueleto,passou a foice no pé do mesmo fazendo ele cair,em seguida bateu com o cabo da foice na cabeça do esqueleto fazendo todos os ossos se despedaçar,então Josh segurou a Foice mais forte e ela regrediu novamente a um colar
  Ao Sair da sala dos espelhos Josh viu sua mãe o esperando,então Ela acenou para ele entrar no carro,depois de alguns minutos eles estavam em casa:
-Mãe,oque era aquilo dentro da sala dos espelhos?-perguntou Josh
-Era um esqueleto,Ele queria lhe matar,devido você ser um semideus-disse Sasha suspirando
-Semideus como assim?-perguntou Josh
Venha aqui que vou lhe contar sobre seu pai,então Sasha contou a Josh tudo acerca de Tanatos e sua Origem,e tambem sobre os Olimpianos e que havia varios outros semideus iguais a ele,então Sasha novamente Instruiu Josh a entrar no carro novamente mais dessa vez eles foram até a entrada de uma floresta onde havia um Portal de madeira,Josh o atravessou e descobriu um acampamento secreto,e um velho homem veio o receber
-Bem-Vindo Filho de Tanatos-Saudou o Velho Homen
Então após o Homem mostrar o acampamento para Josh,então Josh sentou perto de uma grande arvore com o Colar de foice em sua mão e refletia como poderia ser seu pai e se algum dia o encontraria



PS: O teste de reclamação é somente para deuses OLIMPIANOS e deuses MENORES. Filhos dos três grandes requer um TESTE ESPECIAL.
 PPS: Templates nos teste para deus são terminantemente proibidos.


-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

[img][/img]
avatar
Josh Grimory
Filhos De Thanatos
Filhos De Thanatos

Mensagens : 19
Data de inscrição : 10/08/2013

Ficha Meio-Sangue
Nível: 1
HP:
70/100  (70/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Convidado em Ter Ago 13, 2013 6:18 pm

Mais uma vez irei repetir. Seus erros de ortografia dominam grande parte do seu texto e de suas respostas. Use o ponto final sem medo. Um texto contendo apenas vírgula fica totalmente sem nexo. Outra coisa... Dê espaço entre a vírgula e a próxima palavra. Alguns erros estéticos também foram encontrados. Revise o seu texto antes de postá-lo. Use o Word.

REPROVADO

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Josh Grimory em Qua Ago 14, 2013 11:30 am



Seu Nome Completo Aqui

 


Dados do personagem


NOME COMPLETO (SEM ABREVIAÇÕES):Josh Grimory
 
IDADE: 16
 
5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS FÍSICAS: Alto com 1,75,Pele clara,olhos e cabelos castanhos,forte,um dos melhores jogadores da escola,sempre malhando quando tem um tempo livre ou nos finais de semana,ama praticar esportes
 
5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS:   Na maior parte do tempo é detalhista,mas tambem muito amigável,as vezes fica  frio e calculista quanto ao oponente,quase sempre é sarcastico perante os amigos  
 
PESSOA USADA NO AVATAR (PP): Tyler Posey

COMO VOCÊ ENCONTROU ESTE FÓRUM? (RESPOSTA OPCIONAL): 


Dados da reclamação


QUAL DEUS(A) VOCÊ DESEJA SE TORNAR FILHO? Thanatos

POR QUE QUER SER FILHO DE TAL DEUS(A)("MEU DEUS PREFERIDO" E "GOSTEI DOS PODERES" NÃO É RESPOSTA)
  Thanatos sendo o Deus da morte,pois todas as criaturas são levadas a ele no final da vida,tambem sendo Preservado em seu canto e gostando de coisas antigas,e tambem otima habilidade como foices,eu de certo modo me pareço com ele
C[b style="font-weight: bold;"]ONTE SUA HISTÓRIA; DESDE SEU NASCIMENTO ATÉ QUANDO DESCOBRIU SER SEMIDEUS(MÍNIMO 30 LINHAS)[/b] Tanatos era a personificação da morte, o Deus da Morte, que nascido a 21 de Agosto tinha essa data como o dia preferido para arrebatar vidas. Veio ao mundo para trabalhar, ele andava pelas sombras, tal como o ladrão ataca pela noite escondido pelo escuro, e era fortalecido por elas. Ele vinha para iniciar o seu trabalho e para terminar com a vida de simples humanos. O Deus da Morte veio no seu dia preferido, o dia em que havia nascido. Nesse dia a sua fome era especialmente grande, terminando com tanta alma e na sombra ele atacava com a sua enorme foice, ele era um coleccionador de almas moribundas e por isso o chamavam de Ceifador ou o Ceifeiro. E foi nessa noite, na sua favorita, que ele presenciou nas sombras uma mulher formosa como não havia e ele enquanto arrebatava as almas àqueles que o tempo de vida tinha expirado ele ficou atento a tão formosa mulher e tomou a forma humana. Nessa noite a mulher não lhe pude resistir e ele tomou-a para si nessa noite e nessa noite ele não arrebatou mais nenhuma vida. Na sua noite ele tomou uma mulher humana para si, ela se chamava Sasha e era formosa como uma deusa aos olhos de qualquer um.

Tanatos nunca mais retornou a Sasha e nove meses depois ela deu à luz uma criança. Essa criança foi chama de Josh Grimory, um rapaz, mas não era um simples rapaz e a mãe tinha perfeito conhecimento disso. Josh era uma criança especial, um bebé especial, não era humano mas também não era um Deus, ele era um semi-Deus e desde muito pequeno ele era diferente dos outros , aprendia tudo mais rápido que os outros e percebia de assuntos complexos para a sua idade. Mas onde ele brilhava mais era nas suas capacidades físicas, todos ficavam admirados com o que ele era capaz de fazer desde muito pequeno. Aos 7 anos de idade Sasha morreu, levando consigo os segredos sobre as origens de Josh, e está foi a segunda e ultima vez que Sasha viu Tanatos. Josh nunca teve oportunidade de conhecer o seu pai e depois disto ficou sem mãe sendo obrigado a ir viver com os avós (os pais de Sasha). Eram um casal feliz já numa idade avançada mas como Josh era pequeno não foi muito difícil ele se adaptar. Foi rápido até os avós perceberem que o neto era mais esperto e mais forte fisicamente que os outros da sua idade. Foi durante a adolescência que os problemas começaram a surgir em casa, ele tornou-se emotivo , mais que o comum (talvez por ser um semi-Deus), revoltava-se mais facilmente e rapidamente fazia as pazes e juntamente com as emoções as suas capacidades começaram a se desenvolver cada vez mais rapidamente, tanto fisicamente como intelectualmente. 

Com 16 anos Josh era alto, 1 metro e 75, cabelo e olhos ambos castanhos e adorava praticar esportes e era bom neles devido às suas capacidades. Com dezasseis anos as suas capacidades desenvolviam-se cada vez mais, tal como a sua adolescência se desenvolvia de dia para dia. Ele notava alguns acontecimentos estranhos tal como o aparecimentos de espinhas , mas ele não ligava ou simplesmente não queria ver, fechava os olhos. Josh era o típico rapaz dos esportes popular e vivia uma vida normal de adolescente com os seus problemas normais e alguns invulgares tendo em conta as suas capacidades. Mas certo dia estava calor, o sol no pico e portanto havia bastante calor mas também sombra. Josh ia na rua caminhando acompanhado por uma moça quando de repente surgiu um ladrão  armado e roubou a sacola da sua companhia, valente susto para a dama. Josh depois de ver isto correu atrás do assaltante, que já levava um avanço considerável, mas Josh correu com toda a sua vontade e apanhou-o num beco à sombra e pegou a bolsa de volta, mas o ladrão tirou a sua pistola e Josh se apercebeu e começou a ver as coisas lentamente devido à adrenalina que estava a sentir no momento. O assaltante disparou rapidamente, mas Josh no meio daquilo tudo cheio de adrenalina de alguma forma desviou do tiro com a sua grande agilidade e ambos ficaram espantados. O assaltante fugiu e Josh percebeu que não era normal e não fechou os olhos como fazia normalmente, ele percebeu. Após ele começar a perceber que não era um rapaz normal de dezasseis anos na sua adolescência ele começou a revoltar-se e decidiu nesse dia à noite enquanto Josh visitava a sepultura da mãe e ele se perguntava o que ele era e o que se passava com ele, o que ele tinha feito e as suas origens entre os seus pensamentos ele ficou distraído e no cemitério saiu de uma sepultura distante um esqueleto e ele caminhou sorrateiramente até ao rapaz que lá estava na sepultura da mãe. Sem se aperceber, o esqueleto já estava perto dele e pronto para o atacar. Mas nesse instante apareceu uma velha e boa amiga dele, vizinha de seus avós , e ela protegeu Josh derrubando o esqueleto com um encontrão por trás. Josh viu e perguntou a sua vizinha o que era aquilo, então ela  mostrou os poderes que possuía por ser um filho de Apolo e de uma humana, tornando-a uma semi-Deus tal como Josh. E então ele explicou a Josh o que ele realmente era, Josh duvidou de inicio mas entretanto o esqueleto levantou-se e tentou atacar Ruth, vizinha de Josh, pelas costas enquanto este não reparava mas Josh ao sentir a adrenalina ele pegou no colar que usava já desde à muito tempo, que herdara  da sua mãe e naquele momento o transformou em uma foice enorme ,parecida com a de Tanatos, e empunhou-a firmemente e num movimento puramente instintivo enquanto a adrenalina lhe corria pelo sangue ele cortou o esqueleto ao meio terminando assim com o esqueleto e com as suas dúvidas quanto às suas origem. Depois disso ele foi escoltado por Ruth para o Acampamento Meio-Sangue o lar dos semi-Deuses como ele.



PS: O teste de reclamação é somente para deuses OLIMPIANOS e deuses MENORES. Filhos dos três grandes requer um TESTE ESPECIAL.
 PPS: Templates nos teste para deus são terminantemente proibidos.


-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

[img][/img]
avatar
Josh Grimory
Filhos De Thanatos
Filhos De Thanatos

Mensagens : 19
Data de inscrição : 10/08/2013

Ficha Meio-Sangue
Nível: 1
HP:
70/100  (70/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Convidado em Qua Ago 14, 2013 12:00 pm

Bom... Uma coisa digamos que bem "sinistra" aconteceu para haver grande diferença entre a sua escrita meio falha que são notáveis nas outras respostas. A história ficou legal e os erros foram poucos. Não sei se foi você que escreveu e só descobrirei depois de seus próximos posts. Se eles estiverem ruins, você voltará a escala de indefinido.

- APROVADO -

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Skylär P. Horváth em Sex Ago 16, 2013 2:01 pm



Skylar P. Horváth




Dados do personagem


NOME COMPLETO (SEM ABREVIAÇÕES): Skylar Phillip Horváth

IDADE: 16

5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS FÍSICAS: Alta, cabelos castanhos que descem até o ombro (ou não, quando decido cortar) e na maioria das vezes estão mais para encaracolados do que para lisos. O corpo é magro (mas não tãão magro assim) e flexível.  

5 OU MAIS CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS: O que dizer de uma pessoa, em muitas linhas, que ficou presa em um manicômio durante anos? Sim. Sou meio doida. Fora isso, sou engraçada e gosto de fazer piadas e zoações com qualquer pessoa. Não costumo ter vergonha na cara, então faço o que bem entender.

PESSOA USADA NO AVATAR (PP): Emma Watson

COMO VOCÊ ENCONTROU ESTE FÓRUM? (RESPOSTA OPCIONAL): Meus amigos me falaram. E sou fake da Íris -q


Dados da reclamação


QUAL DEUS(A) VOCÊ DESEJA SE TORNAR FILHO? Hermes.

POR QUE QUER SER FILHO DE TAL DEUS(A)("MEU DEUS PREFERIDO" E "GOSTEI DOS PODERES" NÃO É RESPOSTA)? Se fosse em um dia ou momento normal, eu não escolheria Hermes, mas como quero ser irmã Gêmea da Adhara e seria meio impossível escolher outro Deus porque ela é filha dele, vai o Ladrão mesmo.

CONTE SUA HISTÓRIA; DESDE SEU NASCIMENTO ATÉ QUANDO DESCOBRIU SER SEMIDEUS(MÍNIMO 30 LINHAS) Por onde eu devo iniciar a minha triste e triste e triste história? Vamos começar pela única lembrança que eu tenho antes dos meus sete anos de idade, quando eu era posta para dentro de um carro preto e via, pela última vez, aquela garota que só depois de mais uns cinco anos eu fui descobrir que era a minha irmã gêmea. Ok. Ok. Isso ainda não foi o pior.

Acho que ninguém saberia qual é a sensação de passar – me deixe contar nos dedos – nove anos em um manicômio. Todos diziam que eu tinha algum problema na cabeça. Que, em outras palavras, eu era uma maluca, doida e alucinada. Mas isso não era verdade... Eu só via coisas que não devia e contava essas coisas para os outros. O meu maior erro. Tudo bem que tinha o fato de que às vezes eu acordava em lugares que eu não me lembrava de ter conhecido, mas isso era quase normal na onde eu estava. Mas eu não detalharia todo o meu diagnóstico mental aqui. Seria bastante chato.

Bom. Assim que eu fiz quatorze anos, entrei para uma escola normal. Ou melhor, quase normal. Ela era para crianças e adolescentes que já estavam se recuperando de seus “probleminhas na cabecinha” e eu ainda não sei se ter ido para esse lugar me foi bom ou não. Enfim, eu aprontei bastante lá e se não fosse uma escola incomum, eu tenho certeza que eu seria expulsa sem piscar uma segunda vez. Eu tinha dislexia e Déficit de Atenção. Fora isso, eu era o demônio para os professores. Não sei quantos “senhores” e “senhoras” com sobrenomes diferentes eu já disse nessa minha vida. Mas teve uma que me marcou.

Senhora, ou melhor, senhorita Blandbell. Desde a primeira vez que ela entrou na sala de aula eu sabia que havia algo diferente com ela e aquilo, de uma forma que eu não queria assumir, me deixou com medo. Ela tinha a cara repuxada devido as suas plásticas. Seus dentes eram todos para fora e ela tinha uma monocelha mais larga que os meus cabelos. Agora me digam. Isso é ou não é assustador? Mas não era só isso... Era a áurea que ela emanava. Era negra. Qual a forma que eu encontrei para me livrar dela? Assim como havia acontecido com todos os outros, eu deveria fazer uma pegadinha “monstra”.

Estava tudo devidamente arrumado. A Blandbell havia saído para o banheiro e o meu rato de laboratório (na verdade eu o tinha encontrado no esgoto perto do meu “lar”) estava devidamente colocado dentro da sua caixinha de giz tamanho GGGG. Eu já tinha feito algumas piadas mais engraçadas que aquela, mas dessa vez eu estava torcendo para que ela morresse de ataque cardíaco. Uma mulher assim não poderia ficar solta para assustar as pessoas. E bom, como o planejado ela achou o rato na caixinha de giz. Para a minha surpresa o que aconteceu depois foi assustador.

Tudo aconteceu muito rápido. Os meus companheiros de sala não viram, nada, mas eu sim. Ela parecia ter parado o tempo só para mim e o que eu vi, a sua verdadeira forma de uma mulher com dois rabos de cobra no lugar das pernas e sua cara feia me deixaram totalmente petrificada. Não que ela fosse um basilisco da vida que nem em Harry Potter, mas chegou perto. E o bom é que não parecia eu ter sido a única que vira isso. Um garoto com cabelos rastafári e a pele mais escura que a minha, um pouco, estava na janela que dava para o jardim. Ele olhava de mim para a mulher cobra com o pior rosto de medo que eu já tinha visto. Só que então, a realidade me atingiu em cheio. Como na maioria das vezes, eu deveria estar apenas imaginando aquela cena. Vendo coisas. O grito visivelmente falso que a professora soltou me trouxe de volta para o lugar em si e tudo havia voltado ao normal. Que droga.

- Para fora agora, senhorita Horváth. – Ela falou com o seu sotaque estranho, puxando o “s”, que eu não sabia da onde era e saí perante os risos dos meus outros colegas. Que ótimo isso. Todo o resto passou como um borrão pela minha mente. Aquele mesmo garoto que eu tinha visto na janela me puxou escola a fora, galopando como um cavalo ou algo assim, e começou a me dizer coisas sem sentidos como o fato de eu ir para um Acampamento e eu ser extremamente parecida com outra garota que ele conhecia. Ah. Outro fato. Eu já estava há dois anos nessa escola. Eu agora tinha 16.

Depois que entramos em um táxi (observe o fato de que eu não hesitei em segui-lo. Sair do manicômio seria a melhor coisa do mundo.) ele começou a me falar sobre mais coisas estranhas, tão estranhas que eu me desliguei totalmente de meu corpo e só fui “acordar” quando Tarty – era esse o nome do garoto esquisito – estava me mandando correr colina acima. Veja se eu, uma garota, poderia correr tantos metros assim? Mas não me foi difícil nem um pouco. Na verdade, parecia que eu já era uma corredora nata e isso me fez gargalhar todo o espaço que faltava. Decididamente eu era uma louca.

Quando alcançamos um pinheiro enorme com um dragão mais enorme ainda e uma pele de ovelha (carneiro, bode, sei lá) em seus galhos, eu estaquei. Decididamente aquilo era coisa demais para até eu imaginar e olha que isso é difícil. Olhei para o menino com as sobrancelhas erguidas e a face descrente e ele me disse para continuar.

- VAMOS! VOCÊ É UMA SEMIDEUSA, TEM DE PASSAR POR AÍ! – Ele berrou e eu não pude acreditar. Tudo bem que eu não sabia de onde tinha vindo a minha família ou coisas desse estilo, mas semideusa era estranho demais. Só que eu não tinha mais tempo. A Srta. Blandbell, agora na sua forma de cobra, corria atrás de nós dois de forma raivosa e com o pensamento de que ela iria me devorar, eu corri como nunca antes. E depois de correr tanto, eu desmaiei. Depois que acordei, eu já tinha uma noção muito maior do que estava acontecendo comigo e que podia ser REAL o fato de eu ter sangue divino. Se é que se poderia dizer isso.

Tudo bem. Eu ainda não acreditava definitivamente, mas era melhor do que pensar que eu era uma louca, alucinada e doida que morava em um manicômio e acordava em lugares sem sentido.


PS: O teste de reclamação é somente para deuses OLIMPIANOS e deuses MENORES. Filhos dos três grandes requer um TESTE ESPECIAL.
PPS: Templates nos teste para deus são terminantemente proibidos.


Skylär P. Horváth
Filhos de Hermes
Filhos de Hermes

Mensagens : 7
Data de inscrição : 15/08/2013

Ficha Meio-Sangue
Nível: 2
HP:
95/105  (95/105)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fichas de reclamação.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum