Percy Jackson Olympian Alliance

Ficha de Reclamação de Brittany Johanna McGowan

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha de Reclamação de Brittany Johanna McGowan

Mensagem por Apolo em Seg Maio 13, 2013 9:49 am

Nome Completo: Brittany Johanna McGowan
Progenitora: Afrodite
Idade: 15
Por que deseja ser filho(a) de Afrodite? Não existe uma Deusa melhor, Afrodite com toda sua beleza e sua história é uma Deusa encantadora que atrai a atenção de todos, ser filha de uma Deusa tão importante é algo que nem todos podem ter, mais se tudo der certo eu posso ter.
História: Um dia claro, a loira revirou os olhos para sua amiga morena, permaneciam ali na mesma conversa que durou uma parte da manhã, quem seria a rainha do baile da escola? Sim, isso é importante para a loira, mesmo sua amiga pedindo para ela não se importar, é importante. Brittany - a loira - passou semanas manipulando as pessoas para votarem nela, a garota aproveitou que é bonita e seduziu cada colega para garantir mais votos, ela prejudicou amigas e garantiu com tudo que pode sua coroação. Um som estranho veio da porta de seu quarto, na manhã de sábado duas garotas trancadas em um quarto não pode ser algo bom, isso é oque pensa o policial Jones o pai de Brittany. A garota acabou de arrumar seu cabelo loiro em um coque e levantou arrumando o vestido, ela sempre se sentiu estranha pois passou por 9 escolas de New York durante toda sua vida de 14 anos, ela nunca durou até o baile de formatura. Sua fiel amiga estava ali em sua frente, linda como ela mais o geito que ela anda mancando não atrai ninguém, mais uma chance de eu ganhar pensa Brittany. A garota olhou para seu quarto, um aperto surgio em seu coração, ela sempre teve muita inveja de suas amigas pois todas tem estantes de livros mais como Brittany tem dislexia, transtorno deficit de atenção e apronta demais, seu quarto só é cheio de roupas, bolsas e sapatos. As duas andaram até a porta, Jenny a amiga morena de Brittany quase caiu na porta mais foi salva pela amiga, como sempre. O policial Jones abriu a porta e então viu a filha, Brittany sabe que o pai nunca aviu tão bonita e elegante como ela está agora, ela sabe que ele se segura para não chorar, todos andaram atré o carro. A rua permanece escura, vazia, sozinha, negra, amedrontador. Jones abriu a porta e a amiga de Britt entrou com seu geito de mancar como sempre, Brittany não se conteve e deixou escapar um sorriso, só andava com ela para ser superior. Então a loira entrou no carro, arrumou seu rodado vestido rosa de baile e aguardou o pai, Jones entrou na porta e finalmente o carro começou a andar.
As duas amigas abaixaram no carro no modo adolescente e confortável de sentar, Jones continuou olhando para a rua dirigindo perfeitamente como sempre. Logo as amigas começaram a entrar na conversa do baile, já que obviamente Brittany é a rainha quem vai ser o rei? Tem um garoto, um que interessa a Brittany, seu melhor amigo. Jenny perguntou como ela conheceu Joshua o tal garoto, e então ela começou a contar esperando o tempo passar mais rápido. Brittany com seus 14 anos um dia estava na biblioteca de sua ultima escola ates de se mudar para essa, ela se esforçava para estudar já que prometeu para si que não ia mais aprontar e que mesmo com suas doenças permaneceria na escola, foi então que o garoto apareceu, o garoto da sala ao lado, os olhares deles se cruzaram e ela suspirou invonluntariamente. O garoto também tem 14 anos, olhos azuis, branco, e um porte de jogador de futebol. Ele sorriu e se aproximou, Britt sentiu seu coração acelerar, sua mão suar, e sua fala gaguejar. O garoto sento-se a seu lado, ela sentiu o coração quase parar mais tinha que falar com ele, tinha que mostrar que gosta dele. :- Oi Britt lindona - Ele disse, Britt lindona? Ela suspirou, o garoto arrumou seu cabelo grande e sua franja quase no olho, a garota suspirou invonluntariamente e viu o garoto esticar o braço, ela segurou na mão de Johua e disse :- Posso, é, coisa, dizer, amo, tenho, você, lindo - Gaguejou. Ele sorriu e apontou para a parte mais afastada e escura da biblioteca, ela sentiu o garoto a puchar e a poco tempo eles já estavam ali. No escuro o garoto sorriu e passou os braços na cintura dela, ela sabia oque ele queria. A garota colocou um braço no ombro do garoto e ele a empurrou para mais perto, um longo e quente beijo durou muito tempo, não é a primeira vez dela. Os dois se beijaram, ela sentiu algo qente subir e colocou a mão por dentro da camisa do garoto sentindo seu peito, ele sorriu e tirou a camisa, os dois continuaram no beijo até que a bibliotecária chegou e acabaram expulsando os dois mais os mandando para a mesma escola.
Britt acabou de contar e o pai dela fez uma careta, a amiga dela sorriu e um rugido se seguiu, a loira revirou os olhos achando que o carro estava velho de mais para seguir em longas distâncias, sim a escola dela é afastada. O policial Jones começou a correr na avenida, o rugido pareceu mais próximo :- Pai calma, você é policial não tem que dar exemplo? - Ela disse em um tom desesperado :- Filha fique quieta, manteha-se abaixada, você vai a um acampamento - Como assim acampamento? Britt tremeu :- Jenny você sabe oque fazer - E a amiga então sabe? Britt ficou vermelha de raiva mais roxa de medo :- COMO ASSIM ACAMPAMENTO PAI? JÁ FALEI QUE NÃO SOU LOUCA MERDA, NÃO PRECISO DE UM ACAMPAMENTO PARA LOUCOS - Britt gritou, o rugido cada vez mais perto. Jenny então começou a falar algumas coisas sobre Afrodite, sátiros e semideuses. Como ela sabe de tudo isso? Vultos negros e machados brilhantes apareceram muito próximos ao carro, perseguidos. E agora vou ter que ir a um acampamento de estranhos, ninguém merece, Britt pensou. Então como seria o acampamento? Para gordos? Não pode ser, Britt sempre anteve seu peso. Para feios, escuros, sem maquiagens que ficam se metendo numa floresta com a mochila de 20 kilos? A idéia fez a garota passar mal. Seu vestido agora pesa quilos :- Filha isso é para seu bem, eu te a - Ele nunca completou a frase, o carro bateu em uma grande pedra. Jenny empurrou Brittany para fora do carro, as duas bateram no chão e a perna de Britt sangrou, ela gritou para o pai mais o mesmo permaneceu imóvel. Jenny gritou :- CORRE PRA LÁ BRITT SEU PAI VAI FICAR BEM - E o rugido soou de algumas árvores atrás delas, ela ainda estava de vestido, um salto alto e a perna machucada. Mesmo assim acompanhada da amiga ela correu, correu em direção a única árvore que viu, percebeu que um cavalo estava parado ali, correu. As duas ouviram o carro voltar a ativa, Britt tentou olhar para trás mais não conseguiu, perdeu a consiência.
avatar
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 630
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 26
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
99999/99999  (99999/99999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://pjoalliancebr.forumeiros.com.pt/  -qq

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum