Percy Jackson Olympian Alliance

Ficha de Reclamação de Katherine Susan Carter

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha de Reclamação de Katherine Susan Carter

Mensagem por Apolo em Seg Maio 13, 2013 6:49 am

Nome Completo: Katherine Susan Carter
Progenitor: Apolo
Idade: 14
Por que deseja ser filho(a) de Apolo? Porque eu me identifico muito com Apolo, e sou muito ligada a música. Quando fico no sol, me sinto mais forte, como se nada pudesse me impedir de ganhar de qualquer monstro naquele momento.

História: Bem, eu não sou muito boa em contar a minha história, mas, vamos tentar. Meu nome é Katherine Susan Carter, mas eu prefiro que me chamem apenas de Kath. Quando eu tinha três anos e dois meses, ganhei meu primeiro instrumento musical: um mini teclado, daquele de bichinhos, sabe? Pronto. Mas, eu fazia um show com ele, e minha mãe e meu padrasto ficavam impressionados.
Mas, enfim. Quando eu completei doze anos, meus pais me levaram pra uma escola chamada "Sun High School". O primeiro dia de aula foi estranho. Todo mundo olhava pra mim, de uma maneira esquisita, como se todo mundo quisesse me perguntar algo, mas não tivesse coragem.
Em uma certa aula em dupla, um garoto de cabelos crespos, e cheio de espinhas na cara, se sentou do meu lado.
- Oi...meu nome é Trevor. - levantei uma sobrancelha, mas não deixei de ser simpática.
- Oi! Eu sou a Katherine. Mas pode me chamar de Kath. Faz tempo que você estuda por aqui? - ele sorriu e me respondeu:
- Na verdade...eu sou novato, como você.
- Interessante... - sorri. Depois da aula, Trevor me acompanhou até em casa. E a partir desse dia, não nos desgrudamos mais.
Trevor é como se fosse um "meio-irmão", a gente se considerava assim, ele sempre cuidava de mim, sempre queria saber onde eu estava, que horas eu voltava...essas coisas. Isso pra mim era normal, até eu completar quatorze anos, e esse tipo de atitude virar obsessão.
Um belo dia, quando eu estava indo pegar meu carro pra voltar pra casa (a propósito, ele era um Gran Cabrio novinho. Eu tinha acabado de ganhar do meu padrasto), quando Trevor entrou que nem um maluco no banco do passageiro.
- Que é isso, menino?! Ta malucão?! - perguntei, assustada.
- A gente tem que sair daqui agora. - ele falou, em tom de desespero.
- Por que eu sairia?
- Porque tem simplesmente uma Harpia atrás da gente, querendo te pegar! - arregalei os olhos.
- Uma...uma HARPIA? Tipo aquelas da mitologia grega? - Trevor olhou pra mim, indignado.
- É né...agora...LIGA ESSE CARRO LOGO PELO AMOR DE ZEUS! - liguei e pisei no acelerador.
- E a minha mãe? Ela já ta sabendo pra onde eu to indo? E minhas coisas? Minhas roupas, minha maquiagem, meus sapatos...?
- Sua mãe já ta lá na Colina. Ela ta com tudo. Fica calma.
- COMO VOCÊ QUER QUE EU FIQUE CALMA NUMA SITUAÇÃO DESSA? ONDE FICA ESSA COLINA? POR QUE ESSE TROÇO TÁ ATRÁS DE MIM?
- Kath, presta atenção. Você é uma semideusa. Aquelas que se aprende nas aulas de filosofia. Pronto. E você é filha de Apolo, o deus do Sol. Você nunca se perguntou o porquê da sua mãe nunca falar sobre o seu pai? Ou o porquê de você nunca poder vê-lo? - fiquei pensativa com o que Trevor me disse.
Um tempo depois, chegamos em um lugar lá na estrada. Ele mandou eu entregar as chaves do meu lindo e maravilhoso carro pra ele. Revirei os olhos e entreguei-as pra ele.
Subimos a colina correndo, até chegarmos no topo, onde tinha um enorme pinheiro, e um dragão enroscado nele. Minha mãe estava em pé, perto de um arco, que, bem encima, tinha escrito "Acampamento Meio-Sangue", em grego. Cheguei perto da minha mãe, e ela passou as mãos pelo meu cabelo.
- Mãe...
- Kath, não me culpe por não ter te contado antes o que você era ou o que o seu pai é. É que eu não podia. Pra sua segurança. - suspirei.
- Tudo bem, eu entendo. Eu te amo. - abracei-a e ela me beijou no rosto. Me virei para o Trevor, confusa.
- Ei, o que você é? Se eu sou uma semideusa, você é alguma coisa do outro mundo também. - ele bufou e começou a tirar as calças. Eu comecei a ficar assustada. Quando ele terminou de tirar, apareceram pernas de cabra no lugar de pernas normais. - Perai...você é...metade menino, metade cabra?!
- É bode. Bê ó dê é. Bode. Agora vamos entrar logo, pelo amor de Zeuzinho. - assenti e acenei pra minha mãe, passando pelo grande arco que tinha perto de nós.
Lá de cima, eu via uma grande casa a esquerda, e uma enorme floresta. Várias pessoinhas que pareciam formigas de onde eu estava.
- Bem vinda ao seu novo lar.
avatar
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 630
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 27
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
99999/99999  (99999/99999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://pjoalliancebr.forumeiros.com.pt/  -qq

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum