Percy Jackson Olympian Alliance

Arena do acampamento

Página 8 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Lucan Darkvolk em Dom Out 20, 2013 2:21 am

Um semideus deve saber lidar com todo o tipo de situação desagradável, como exemplo, lutar com monstros antigos e nojentos, arriscar a vida para salvar o  mundo, ou simplesmente ter péssimos sonhos. Nós temos o poder de mudar os sonhos, escolhendo algo mais agradável, mas hoje de madrugada quando acordei sonhando com um minotauro me batendo com uma boneca, eu preferi acordar. Eram cinco horas da manhã, e eu resolvi dar uma volta. 
Passando em frente ao arsenal, me lembrei que um filho de Ares havia me dito que eu poderia escolher duas armas para usar. Pensei em escolher uma espada, mas eu já tinha a minha. Então pensei e uma lança, mas não tinha nenhuma no arsenal. Resolvi escolher um arco e um escudo. O escudo faria par com a espada, mas eu não era bom no arco. Então decidi ir para a Arena. 
Chego lá e aguardo seis horas, para poder entrar. Então eu pego um arco que disponibilizam lá mesmo. Estava muito, mas muito frio. Tão frio que eu perdi a sensibilidade do meu dedo quando toquei a empunhadura do arco. Preparo então os alvos, e dou o primeiro tiro. Erro feio. Preparo meu segundo tiro, mas antes que eu possa atirar, Kurt Kshvanostórium, um filho de Apolo que eu conhecia chega na arena, sorrindo. Ele 

trazia um belo arco, dourado na mão. Sendo ele filho do deus dos arqueiros, era de se esperar que fosse habilidoso no esporte. 
- Oi Lucan. Treinando ? 
Dou um meio sorriso forçado e respondo:
- Tentando pegar o jeito. 
O garoto sorri de volta. 
- Tive uma ideia ! Você joga bolas de neve para o alto, e eu tento acertar. Depois a gente inverte. Que acha ? 

Eu concordo com a ideia, e começamos a praticar. Eu lanço a primeira bola para o alto, e ele acerta. Vejo a neve explodir no ar, e a cena se repete umas vinte vezes. O cara não erra um tiro.
Depois de um tempo chega minha vez. Foi um desastre. Ele lançou a bola, e minha flecha passou muito desviada para a esquerda. Depois eu atirei muito para cima.
- Sua postura não é tão ruim, isso é questão de prática.
Tentamos até cerca de oito e meia até que eu finalmente acerto a uma bola de neve. 
- Lucan, foi um bom treino. Temos que repetir a dose, mas meus braços estão doendo, e eu preciso comer. Até logo, cara. 

Depois que Kurt vai embora, eu treino mais uns tiros. Acertei dois de quatorze, e depois disso resolvi ir embora.   Fiquei exausto também.


Spoiler:
armas:
- arco e flechas do acampamento.
avatar
Lucan Darkvolk
Filhos De Hades
Filhos De Hades

Mensagens : 29
Data de inscrição : 10/09/2013

Ficha Meio-Sangue
Nível: 6
HP:
125/125  (125/125)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Amy B. Hughes em Dom Out 20, 2013 9:59 am

The last one...
ARENA . CONGELANDO . MANHÃ
SOZINHA

 Com todas as coisas acontecendo aceleradamente tudo o que Amy queria era um último bom treino. Ao abrir seus olhos pela manhã podia literalmente sentir as coisas acontecendo, o frio parecia formar uma "nuvem" entorno dela, "conspiração, sem dúvidas", ela pensava enquanto levantava da cama e saltitava até o banheiro para fazer suas higiene pessoais. Já fora do terrível perigo do congelamento e cheia de blusas, Amy pegou seus armas e foi-se em direção a arena, no caminho decidiu andar um pouco a mais e passar pelo refeitório dando uma boa olhada nas poucas pessoas que ali se arriscavam a tomar café, ela pensou em ficar e deliciar-se com uma grande xícara de chocolate quente, mas sua decisão final já estava tomada, "melhorar as habilidades, lembra?"
 Ao chegar em seu destino, Amy foi logo posicionando-se contra o sol e viu-se com o arco nas costas, ao pega-lo mirou no primeiro alvo e sem pensar muito soltou a flecha que rodopiou até o lugar exigido, mas não acertou o meio ou algo perto dele. 
 _Droga! Posso fazer melhor que isso. - ela reclamou e continuou a andar para longe do próximo alvo.
 Sua mira poderia não ser "a melhor" mas era o suficiente, ela observava sobre a janela de visada até a extremidade da flecha que parecia implorar pela liberdade, Amy a puxou até atrás de sua bochecha e a soltou, a flecha fez o mesmo movimento de antes, mas desta fez acertou o centro do alvo. As tentativas seguidas foram favoráveis, umas mais que as outras, mas nada terrivelmente péssimo.
 _Quer saber?! Hora da espada. - ela concluiu projetando sua sombra novamente e sentindo a arma desaparecer se suas mãos. 
 Ao empunhar a espada sentiu-se mais "a vontade" com o perfume de flores que surgiu no ar, desferiu alguns golpes no ar e depois seguiu aos bonecos com longos passos, ela parecia caçando, silenciosa e ágil. Ao se aproximar dos espantalhos diminuiu a velocidade, como se eles pudessem fazer algum mal e ergueu a espada a desferindo contra a altura do peito de um dos bonecos, virou-se para o do lado e gritou um "aha" ao atingi-lo em cheio na altura do estômago. Como varias vezes dito, Amy parecia meio "fora de comum" ao lutar, ela se esquecia por um segundo que não estava sozinha e sempre gritava coisas como "toma essa" ou "por essa você não esperava", ao final da tarde ela sempre acabava se lembrando e aguentando olhares de outros campistas. 
Como último golpe, Amy virou dois bonecos costas à costas, a garota se afastou e flexionou os joelhos outra vez, ela circulava os bonecos e tentava achar uma jogada perfeita, afinal colocou a espada em sua bainha e retirou a foice o mais rápido que pode e desferiu golpes horizontais no primeiro boneco, ao voltar-se para o próximo pegou a arma pelo cabo e apoiou-se no suposto ombro do espatálio enterrando a em seu "peito". 
 A respiração da garota era pesada, a caminho de seu chalé manteve os olhos no chão o tempo todo e tentava se desvencilhar dos cabelos que voavam em seus rosto.

Armas:

✰ Lírio do campo (Primavera/Terra): É um pingente prateado, o qual quando ativado se transforma em uma espada de prata (feri tanto semideuses, quanto monstros e humanos.) O punho é lilás é se adéqua perfeitamente a mão do semideus. Ao longo de sua lâmina, pequenas trepadeiras estão trançadas, dando um efeito bonito a arma. Ela emana o perfume das flores. (OBRIGATÓRIO) [By:Perféfone]
Ϯ Arco da Sombra: Um arco feito das sombras, que quando a corda é puxada, uma flecha feita das sombras aparece. Essa flecha, perfurada no inimigo, retira 20 de HP do mesmo. Desativado, o arco virá a sombra do usuário, porém, para ativá-lo, é necessário o filho ter sua sombra projetada.
- Foice de Punho Pequeno

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


amy b. hughes
Filha de Macária.Cavaleira das Estações.Namorada do David
THANKS, LU.
avatar
Amy B. Hughes
Cavaleiros das Estações
Cavaleiros das Estações

Mensagens : 46
Data de inscrição : 20/08/2013
Idade : 20

Ficha Meio-Sangue
Nível: 6
HP:
118/125  (118/125)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por  em Dom Out 20, 2013 5:22 pm

Lucan

Ortografia – 25/25 – Não achei nenhum erro.
Coerência – 25/20 – Me perdi um pouco no início, mas depois ficou fácil de compreender. Embora curta e pouco descritiva.
Criatividade – 25/20 – Gostei de um NPC ter te auxiliado, isso não é muito comum na arena.
Uso de Armas e Poderes – 25/18 – Poderia descrever mais suas emoções e ataques.


- Ganhos: 83 XP.
- Perdas: - 2 MP.
 
Amy

Ortografia – 20/20 – Sem erros.
Coerência - 20/10 – Seu treino foi bom, mas você treinou com alvos e bonecos ao mesmo tempo.
Criatividade - 20/18 – Gostei da sua ousadia na troca de armas.
Uso de Armas e Poderes - 20/20 – Muito boa.


- Ganhos: 68 XP.
- Perdas: -3 MP.

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------

Deus dos bosques e dos animais | campos e música rústica | líder dos sátiros e ninfas epigéias
 
Lord Pã
 ~ Liberdade é pouco. O que desejo ainda não tem nome. ~
avatar
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 123
Data de inscrição : 15/07/2013
Idade : 22
Localização : Bosques Tremeluzentes.

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
999999/999999  (999999/999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Lucan Darkvolk em Seg Out 21, 2013 12:22 pm

Eu estava em meu chalé, dando uma descansada. Não havia televisão ou videogame no Acampamento, pois a tecnologia atraía monstros para semideuses. Isso explica muita coisa do meu passado. Uma vez, meu avô havia comprado um bichinho virtual para mim. Eu o guardei no bolso, e só liguei em casa, na manhã seguinte. Uma harpia entrou no meu quarto pela janela. Minha mãe não estava em casa (descobri mais tarde que estava na padaria). Eu corri até a lavanderia, juro que não sei porque fiz isso, eu apenas fiz. Peguei o ferro de passar roupa e atirei na harpia. Depois eu repeti o golpe umas vinte vezes, até ela virar pó. Me lembro que minha mãe não acreditou no que eu disse, ou pelo menos não quis acreditar. Eu fiquei de castigo por um mês.
De qualquer modo, eu estava com frio. Estava um tempo ruim mesmo, um frio intenso e isso fazia um tempo. Me falaram sobre uma confusão com os deuses, e que heróis foram mandados para resolver isso. Mas por enquanto, eu estava congelando, e o chalé de Hades parecia ser mais frio que do lado de fora. Então eu resolvi fazer o que qualquer pessoa normal faz quando está com frio. Tomei leite quente ? Um banho quente ? Não, eu coloquei roupas, peguei minhas armas e fui para a Arena do Acampamento. 
Meus equipamentos eram bastantes legais, eu não tenho nenhuma queixa sobre isso. Nas costas eu levava um escudo de tamanho médio, por cima do meu arco e flechas com aljavas. Na minha mãe esquerda, eu tinha minha espada de ferro estígio, a Lâmina da Morte. Era linda, com alguns rubis no punho. Era presente do meu pai, e tinha um veneno raro, que causava muita ardência. Meu pai também me deu um Elmo, réplica de seu próprio símbolo de poder, que deixava quem o usasse invisível por um tempo. Eu o levava pendurado nas costas também. No meu dedo do meio da mão esquerda, eu trazia meu anel do submundo. Um anel prata que tinha o poder de evocar um zumbi do submundo, que seguia minhas ordens. Batizei meu zumbi de estimação de Donald. Sempre gostei de Mc Donald's. Eu tinha também minha adaga de bronze presa à cintura, para o caso de emergências. Mas eu estava muito bem equipado agora. Me sentia seguro. 
Cheguei na Arena. Eram seis e meia. Segundo o horário, era tempo de lutar com monstros. Minha modalidade preferida, já que eu matava algo de fato. Abro a cela que contém uma dracaena. Imediatamente me lembro de Beth, que eu havia enfrentado há um tempo atrás. Essa dracaena parecia muito com Beth, mas ao invés de uma lança, ela tinha uma espada. Na outra mão, tinha uma rede com pesos. Típico...
Me afasto um pouco, antes que a criatura saia da cela. 
- Olá, coisa linda ! - grito para o monstro. - vamos brincar ?
A criatura parecia estar com raiva. Com muita raiva. Eu segurei minha espada com firmeza, e avancei, cauteloso. Minha adversária parecia estar calculando o melhor jeito de me atacar, procurando brechas. Quando fica próxima o bastante, ela atira sua rede. Vendo a rede descer, eu atiro meu escudo nela, e o plano funciona. A dracaena prendeu meu escudo. Vendo Para tirar ele de lá, ela levaria muito tempo, então ela larga a rede, e vem em minha direção. Ela avança, com a espada apontada para mim. Então ataca. Eu bloqueio o primeiro golpe. Sou novato ainda, mas a criatura não era uma lutadora muito competente, então eu consegui bloquear seu golpes, e quando surgiu a oportunidade, fiz um corte na bochecha dela. A coisa não largou a espada, mas sentiu muita dor. Ela se afastou, e eu fui para cima, pensando em matá-la. Descuido meu, pois a dracaena me desarmou, com um bem colocado golpe no punho da minha espada. 
- Ei, bicho esquisito ! Isso é rubi ! 
A criatura não se importava com o valor sentimental e comercial da minha arma. Avançava rápido. Eu então rapidamente coloquei meu elmo. A dracaena ficou com uma expressão cômica, me procurando. Aquela coisa podia até ser meio lenta, e nada forte, mas era esperta. Pegou minha espada do chão, de modo que não pude recuperar a arma.
Eu então me afastei, devagar. Peguei meu arco e flechas, e mirei. Gostaria de dizer que foi o tiro perfeito, mas não foi. Se bem que não posso reclamar muito. Eu mirei na cabeça da dracaena, mas a flecha se desviou, e foi se alojar perto do ombro, onde sua armadura não cobria. Ela soltou a minha espada, e se afastou... Eu atirei outra flecha, desta vez bem no meio da teste, e ela tombou para trás. Ainda estava viva. Peguei minha espada, e chutei a dela. Então cravei a Lâmina da Morte no pescoço da criatura, que virou pó na mesma hora. 
Saio da Arena e vou para o meu chalé, tomar um banho. Agora, eu definitivamente me sentia aquecido.


Spoiler:
Armas:
- Adaga de Bronze
- Elmo de Hades
- Lâmina da Morte
- Arco e flechas (15)
- Escudo Médio
avatar
Lucan Darkvolk
Filhos De Hades
Filhos De Hades

Mensagens : 29
Data de inscrição : 10/09/2013

Ficha Meio-Sangue
Nível: 6
HP:
125/125  (125/125)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Apolo em Ter Out 22, 2013 6:03 am

Lucan

Ortografia - 21/25 - Alguns pontos e vírgulas fora do lugar, mas nada muito horrível.

Coerência - 23/25 - Algumas partes do seu treino ficaram confusas, mas está bom.

Criatividade - 19/25 - Achei que apesar de criativo, seu texto teve pouca descrição. Isso o deixou rápido demais.

Uso de armas e poderes - 22/25 - Poderia descrever melhor seus golpes.


-10HP

85XP - Muito bom

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Apolo



Deus do sol, da medicina, da música, da perfeição... ♫ Chato bagarai ♫  Dono do fórum ♫  Hot 8)

Credits: @ Polo
avatar
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 630
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 26
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
99999/99999  (99999/99999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://pjoalliancebr.forumeiros.com.pt/  -qq

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Luke Shkivarosha em Sex Out 25, 2013 4:17 pm

Que loucura. Esse negócio de ser semideus é muito esquisito. Logo que cheguei no Acampamento, um sinal brilhou acima da minha cabeça: um tridente azul brilhante, indicando que meu pai olimpiano é Poseidon, deus grego dos mares. Hoje eu acordei cedo. Queria conhecer a Arena, afinal, se sou mesmo um semideus, acho que seria útil se eu soubesse lutar. Eu havia me alistado aos Guerreiros do Sol, e Apolo havia me contemplado com poderes relacionados a ele. Isso fazia de mim um semideus com potencial para ser muito poderoso tendo em mente que sou filho de um dos Três Grandes. Isso também significava que monstros iriam me atacar todo o tempo, então eu precisava estar pronto.
O relógio marcava nove horas. Coloquei uma calça jeans preta, uma camiseta azul escuro e por cima uma blusa cinza. Estava muito frio, e o chalé era bem arejado, o que não era tão bom com o clima atual. Peguei então minha espada, e coloquei na cintura. A arma de bronze celestial tinha poder o suficiente para reduzir a pó a maioria dos monstros. Coloquei também meu pingente de tridente, e meu boche de golfinho. Então coloquei minha adaga de bronze na cintura, e meu arco e flechas nas costas, e por cima coloquei ainda meu escudo médio. Eu estava pronto.
Quando cheguei na Arena, abri a cela da Dracaena porque me disseram que era o monstro recomendado para novatos. Me afasto da cela antes que ela se abra por completo, puxo meu arco, carrego uma flecha e atiro na criatura. Nunca havia atirado antes, mas me sentia familiarizado com o arco o que talvez fosse habilidade de Guerreiro de Apolo, uma vez que o deus é o mestre dos arcos. Meu tiro é defendido pelo escudo da mulher cobra. Ela o empunhava com a mão esquerda, e na direita levava uma espada. Eu podia ver sua rede pesa às costas. A flecha ficou alojada no escudo, o que eu achei um desperdício já que o Acampamento havia me dado apenas quinze. 
Eu teria preparado outro tiro, mas a Dracaena avançou rápido, então eu larguei o arco, ativei meu broche que se transformou em uma armadura, e puxei meu escudo. A defesa veio bem no momento em que a criatura atacou com sua espada, e eu me considerei um semideus de sorte. 
- Uoou, você poderia ter me matado !
Puxo então minha espada. Eu ainda não sabia como utilizá- la, mas conhecia seu poder. Aproveito um momento em que o monstro erguia a espada para um golpe novo, e bato em seu rosto com o escudo. A criatura se afasta um pouco. O bastante para eu cravar minha espada na neve, e evocar um terremoto. O tremor derrubou o monstro, que largou o escudo. Corri e chutei o equipamento. A Dracaena se ergueu e puxou a rede. Em seguida, tentou me prender, mas eu joguei minha espada no braço dela. A arma não pegou em cheio, mas bastou para fazê-la soltar sua rede. Ela tentou me atingir com a espada, mas eu pulei para trás, e o golpe pegou de raspão na minha armadura. Pego então meu pingente e ativo. Ele se transforma em um tridente com pontas afiadíssimas. 
Eu me sentia familiarizado com o tridente também, o que com certeza tinha a ver com meu pai, deus dos mares. Jogo então meu escudo na Dracaena, que dá um salto para trás, desviando do ataque. Aproveito então a distância que se forma, e atiro o tridente com precisão incrível, tendo em mente que nunca havia utilizado a arma antes. O tridente a atinge no pescoço, e a criatura se desfaz em pó. 
Depois do meu primeiro treino, eu me sentia cansado. Recolhi minhas coisas e fui tomar um banho. Só assim para me sentir melhor agora.


Armas:
Adaga de Bronze [ Item Padrão ]

♒ Tridente de Poseidon - Um pingente que ao ser ativado se transforma em um tridente com pontas afiadíssimas, ele é muito leve para um filho de Poseidon, mas extremamente pesado pra outro semideus. Ele pode ser lançado no inimigo e fazer um belo estrago. [By: Apolo] [Obrigatório]

♒  Espada dos terremotos - Esta espada é capaz de invocar um tremor no solo da batalha, feita em puro bronze celestial. O poder só pode ser usado uma vez por batalha e atinge seus aliados se for em conjunto. [Obrigatório]

♒ Broche de golfinho - Este broche, ao ser ativado, se transforma em uma armadura que cobre seu corpo inteiro. Ela é leve para filhos de Poseidon, isto é, não atrapalha nos movimentos. [By: Apolo] [Opcional]

Arco e Flechas (15)

Escudo Médio


Poderes:

- Perícia com arcos I: Você se sentirá familiarizado com o arco e flecha.
- Perícia com Tridentes [Iniciante]: Por serem filhos de Poseidon, vocês possuem uma intimidade única com o tridente, a marca de seu pai, e simbolo de seu poder. Em suas mãos todo tridente — E semelhantes, como lanças ou dardos — Se tornam mais leves, e fáceis de manusear.
avatar
Luke Shkivarosha
Guerreiros do Sol
Guerreiros do Sol

Mensagens : 8
Data de inscrição : 21/10/2013

Ficha Meio-Sangue
Nível: 1
HP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Convidado em Dom Out 27, 2013 11:59 am

Luke
Ortografia:  24/25 - Encontrei apenas um errinho, você acabou comendo uma letra.
Coerência:  23/25 - Achei bastante coerente, apenas me perdi um pouco nos movimentos com a espada.
Criatividade:  21/25 - Achei legal você ter falado sobre sua chegada no acampamento e o sobre os Guerreiros do Sol, mas o treino foi comum em geral  
Uso de armas e poderes: 23/25 - Ótimo uso das armas e poderes, apesar de algumas vezes terem sido meio confusos os ataques.
Total -  Ganho:  91 XP

Perdas:  8 HP

Atualizado por Pã

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Pietro Bertolazzo em Sab Nov 02, 2013 10:22 am






Treino com monstros


O frio ainda tomava conta do acampamento, alguns semideuses haviam saído do nosso local de proteção para pedir ajuda ao deus Apolo, só ele tinha poder suficiente para descongelar o acampamento e derrotar Despina, a deusa que provocara tudo aquilo.

Se eu fui? Não... eu sei! Eu deveria ter ido, afinal, eu sou um dos semideuses mais fortes do acampamento... mas eu fiquei com medo de ir e o acampamento ser atacado pelas nossas costas. Afinal, os semideuses que ficariam seriam muito fracos e poderiam morrer facilmente. Eu já era bem mais difícil de ser morto... quem sabe eu até me tornasse um grande herói com direito ao hall da fama?

Enfim, enquanto meu irmão poderia estar morrendo naquela viagem, eu fiquei sozinho cuidando do chalé. A companhia dele era importante para mim, afinal, ele e Britany eram meus melhores amigos e agora ambos estavam fora. Ficar deitado o dia todo no chalé doze era a coisa mais agradável que eu poderia fazer.

Mas se eu quisesse mesmo ser um heroi, teria que sair da minha zona de conforto, por mais que minha cama implorasse para eu passar mais uma semana com ela. Eu tinha que treinar, nem que fosse uma vez, afinal; depois do treino que eu fiz com David, não teve outro.

Já passavam das nove da manhã quando eu me levantei. Fui até o espelho que havia no meu quarto e encarei o meu reflexo, francamente, parecia que eu tinha morrido e voltado. Meu cabelo estava bagunçado, meus olhos estavam com uma expressão profunda, minha boca estava mais vermelha que o normal e minha barba já estava grande. Precisava dar um jeito naquilo antes de sair do meu campo de isolamento.

Fui até o banheiro e tomei um banho quente, ou pelo menos o mais quente que o clima permitia. Arrumei o meu cabelo e fiz minha barba, deixando ainda aquela marca acinzentada no rosto, mas era sexy 8) -q, meus olhos estavam mais normais e eu já estava apresentável. Vesti várias roupas e peguei minha espada de vinho, meu anel e meu escudo celestial.

Saí do meu chalé por volta das nove e meia, chegando na arena rapidamente. As jaulas com monstros estavam abertas, nós não recebíamos monstros do Rancho Triplo G desde quando o inverno chegou, afinal, ninguém queria treinar. Apenas um ou dois filhos de Apolo frequentavam a arena e mesmo assim, eles não treinavam contra monstros.

Observei as gaiolas, sem saber qual monstro enfrentar, eu poderia estar "enferrujado", então decidi pegar um monstro mais ou menos forte, se eu enfrentasse lestrigões ou escorpiões, estaria correndo o risco de morrer e eu não queria aquilo. Me aproximei das jaulas e finalmente me decidi, eu iria enfrentar uma harpia.

Abri o lugar que a prendia e a libertei. A primeira coisa que ela fez foi subir no ar e mergulhar na minha direção. Sinceramente, será que aqueles monstros não enjoavam de fazer isso? Coloquei a espada na frente do meu corpo bem no momento que o monstro tentou arranhar minha cara. 

A harpia agarrou a lâmina da espada e levou a arma para cima, mas por sorte, eu a tinha afiado recentemente e  o monstro se cortou. A arma caiu no chão da arena e do lado dela, uma harpia bêbada. Cara, como eu amava o meu pai! Aquela espada era perfeita.

Mas como os semideuses não tem sorte, o efeito não durou mais que alguns segundos, logo o monstro voou novamente, derramando gotas de sangue de galinha por onde passava. Peguei minha espada de volta e encarei o monstro que voava em círculos, derrubando penas de suas asas, provavelmente penas que quebraram com a queda dela. Eu não estava com energia suficiente para usar um poder legal. 

Decidi usar aqueles comuns mesmo, encarei a harpia e enviei uma aura de loucura para ela. Assim que o monstro foi atingido, começou a voar desesperadamente e a se bater nos muros que cercavam a arena. Se arrastou no chão, engolindo areia e neve e soltando penas para todos os lagos. Gritava desesperadamente, pois a neve havia congelado a boca dela. Era a minha deixa.

Coloquei o escudo na frente do meu corpo e corri na direção do monstro, desferindo um corte profundo em sua asa direita. O membro caiu no chão, desprendendo-se do corpo da harpia. O efeito de loucura passou, mas agora ela já estava incapacitada. Coloquei o meu pé nas costas dela e cravei a espada em sua cabeça.

Assim que a harpia virou pó, eu olhei ao meu redor. Uma nevasca se aproximava e eu precisava ir para meu chalé. Apesar de me sentir pronto pra mais uma batalha, segui meus instintos e voltei rapidamente para o meu quarto, onde me enfiei debaixo das cobertas e rezei para que aquele frio fosse embora logo. 

Olhei para uma foto que ficava na minha estante. Era um verão tranquilo, quatro anos atrás. Eu estava sentado ao lado de Britany, ela olhava para mim enquanto eu mexia na água do lago de canoagem, Aaron olhava para o lado, sem ver que estava sendo fotografado. 

Me virei para o lado e só desejei que aquele dia pudesse voltar... ou ao menos se repetir.

Poderes:
Loucura: Meus filhos podem causar uma loucura no inimigo que fica neste estado por 2 turnos [10 MP]


Armas:
Espada de vinho: Uma espada roxa, feita de bronze celestial com um cabo dourado. Só pode ser empunhada por filhos de Dioniso ou mênades, quando se acerta um golpe no corpo do adversário, produz uma sensação de embriaguez no corpo do oponente, fazendo com que ele fique tonto por 2 turnos. (Item Obrigatório)

⇝ Escudo celestial - Este escudo é muito forte, ele se transforma em um relógio de pulso e quando ativado, você pode fazer com que ele cresça cobrindo seu corpo inteiro. [Obrigatório]




Onde: Arena '-' ★ Com quem: Harpia '-' ★ Post: Sei lá '-'



Thanks Apolofrom PJO Alliance

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Pietro Bertolazzo



Guerreiro de Poseidon ♫ Filho de Dio  ♫ Monitor do Chalé ♫ Rich and Sexy

Credits: @
avatar
Pietro Bertolazzo
Guerreiros de Poseidon
Guerreiros de Poseidon

Mensagens : 209
Data de inscrição : 28/05/2013
Idade : 21
Localização : Bebendo no chalé XII

Ficha Meio-Sangue
Nível: 21
HP:
199/205  (199/205)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Perséfone em Sab Nov 02, 2013 10:40 am

Pietro

Ortografia: 25/25 - Maravilhosa!
Coerência: 22/25 - Foi um treino curto, porém coerente e que não me deixou cansada.
Criatividade: 25/25 - Me fez chorar *-*
Uso de Armas e Poderes - 23/25 - Ótimo! Mas acho que poderia ter sido melhor.

TOTAL: 95xp
PERDAS: -10MP

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------



....Perséfone/Koré....
Se o inverno chegou, a primavera não estará distante

Deusa das Estações Filha de Deméter Irmã de Despina
avatar
Perséfone
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 378
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 30
Localização : Jardim de Perséfone

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinit
HP:
999999/999999  (999999/999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Lucca Q. Winchester em Sab Nov 02, 2013 12:08 pm

O


Última edição por Lucca Q. Winchester em Dom Nov 03, 2013 4:33 pm, editado 1 vez(es)

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------



Lucca Q. Winchester
Demigod|Son of Hades |Sexy| Mini-sol<3|


Créditos à The Machine
avatar
Lucca Q. Winchester
Filhos De Hades
Filhos De Hades

Mensagens : 29
Data de inscrição : 21/07/2013
Idade : 20
Localização : Ao lado de meu pai no sub mundo

Ficha Meio-Sangue
Nível: 4
HP:
92/115  (92/115)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Apolo em Sab Nov 02, 2013 12:18 pm

Treino anulado

O fórum não aceita treinos, fichas e posts copiados de outro fórum.

PS: Você está num acampamento, não tem rua.

-------------------------------- PJ ϟ Olympian Alliance --------------------------------


Apolo



Deus do sol, da medicina, da música, da perfeição... ♫ Chato bagarai ♫  Dono do fórum ♫  Hot 8)

Credits: @ Polo
avatar
Apolo
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 630
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 26
Localização : Olimpo

Ficha Meio-Sangue
Nível: Infinito
HP:
99999/99999  (99999/99999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://pjoalliancebr.forumeiros.com.pt/  -qq

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Arena do acampamento

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 8 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum